agosto 13, 2016

Igor Moiseyev Ballet + Tag


Estou de volta, minna-san ^^ Caso alguém só tenha aterrado aqui agora, eu prometi postar de 2 em 2 dias de forma a compensar pela ausência, então cá estou a cumprir com o prometido. Buuut se este post não vos interessar, podem sempre comentar no anterior, pois só responderei aos comentários deste amanhã. Também tenho estado ocupada a modificar as tags dos meus posts antigos (ainda nem saí dos posts deste ano) e a aprontar o meu projeto LGBT+ de que tenho tanto falado, mas assim que me livrar disso tudo, vou SEM DÚVIDA comentar nos blogs de todos os afiliados, assim como nos dos blogs amigos. Já agora, se alguém quiser virar afiliado ou pelo menos "blog amigo" do nada, podem deixar o link nos comentários e eu adicionarei de certeza. Tenho saudades de gente nova!

Deve dar para perceber de quê que o post se trata só pelo título, mas caso não dê, cliquem em ler mais ;)

Conteúdo do post

Igor Moiseyev Ballet é uma escola de dança Russa, em Moscovo- maioritariamente ballet e caráter - fundada por Igor Alexandrovich Moiseyev [1906-2007], um coreógrafo famoso da área. Sobre o fundador, vale a pena dizer que se graduou no Teatro Bolshoi, e que desde então fez inúmeras atuações, coreografia e interpretações novas de danças ou peças conhecidas, desfiles acrobáticos e representações humorísticas. Este indivíduo aqui»»»»» www www


Mas não é exatamente sobre esse homem que eu vim falar - vim falar do seu legado. Eu sempre gostei de ballet, mas confesso que nunca fui de prestar grande atenção a nomes próprios e, quando recentemente a minha mãe partilhou comigo um vídeo no facebook com amostras de partes da aula de dança de uma certa escola, não reconheci o nome desta, e julguei que veria apenas uma amostra... bom, bonitinha, mas banal. Não poderia estar mais enganada


Julguem vocês mesmos - não precisam de ver todos nem por completo, mas experimentem dar uma olhada em pelos menos alguns destes vídeos - pelo menos os 2 primeiros, onegai? 
É INCRÍVEL, não é?! Eu adoro especialmente quando há danças mistas entre as raparigas e os rapazes, ou quando os rapazes dançam à vez naquela roda em que têm de fazer uns saltos assustadoras e que nem parecem humanamente possíveis. 


A escola foi fundado em 1937 e é consistentemente aclamada como uma das melhores do mundo. As próprias aulas são dadas de forma rigorosa, mas criativa, espontânea e dedicando alguns momentos a ensaiar com acessórios que poderão vir a ser usados em espetáculos. A página do facebook {www} também se esforça por aproximar os fãs de todos os membros da escola - alunos, professores, músicos... - mostrado fotos do que se passa por trás das cenas, tanto das aulas como de ensaios para peças, e algo que eu notei logo em todos os vídeos foi precisamente o clima de união entre toda a gente, de verdadeira felicidade por poder alcançar coisas tão incríveis numa escola daquelas - um ambiente acolhedor e não frio. Parece mais um projeto entre amigos com diferentes habilidades do que uma separação entre alunos, mestres e colaboradores menores. Um projeto compensador, mas que exige um imenso espírito de sacrifício, como deve dar para entender pela seguinte citação:
"Dancing is pain. Sometimes it's less painful, sometimes it hurts so much you just want to stop it all, forget about everything, cry and leave. It's like that for every dancer. There's nothing better than the Moiseyev Ensemble at the moment. It's one hell of a job, and hard work which takes blood, sweat and tears." 
- Ramil Mekhdiev, who's been with the company for almost nine years, told RT Documentary (RTD)


Tag - coisas que toda a gente adora, mas não suporto

Para não deixar isto tão vazio, decidi ainda responder a uma tag que, err... recebi há imenso tempo, e passada pela {Lives}. Quem que quiser e ainda não tiver feito, pegue à vontade. Como me lembrei de várias e não quis escolher, decidi não colocar um número máximo de coisas. Voilá:

  • Certos animes, como Dragon Ball
Em primeiro lugar, artes antigas - com raras exceções - e shounens genéricos, já não me chamam atenção. Se foram reunidos num único anime, que ainda por cima tem uma trilha sonora medonha? Não mesmo, Dragon Ball não é o anime da minha infância, nunca o vi e digo- com orgulho. 
  • Histórias de humor
E eu tenho sentido de humor, sim! Aliás, eu rio com imensa facilidade. Mas tenho ÓDIO por histórias de humor, não só porque é humor do início ao fim e eu fico "cansada", como é forçado e, ainda por cima, muitas vezes causa-me mais desconforto do que divertimento - especialmente quando esse suposto humor é obtido através da dor ou humilhação das personagens, ou de comentários que, mesmo indiretamente ou sem intenção, atingem alguma minoria. Às vezes histórias assim dão-me mais vontade de chorar, sem exagero, especialmente se eu estiver numa sala cheia de gente que estiver a achar piada de forma totalmente insensível. 
  • "He was a boy, she was a girl, can I make it any more obvious?"
Não estou sequer a criticar a música da cantora - estou a criticar o facto de essa frase se refletir em quase todas as histórias, heteronormatividade pura. Como defensora de LGBT+, a minha resposta a isso sempre será: sim, podes tornar mais óbvio. "Referes-te ao sexo ou ao género das pessoas? Qual é a sexualidade delas? Até que ponto elas são compatíveis?" Hollywood ama fazer com que duas personagens de sexos opostos se apaixonam à primeira vista sem o mínimo desenvolvimento, ou então explicando isso como um "Tu não és como as outras mulheres" - o que coloca um sexo e/ou género no mesmo barco, reduzindo-o a estereótipos, portanto ainda por cima é algo anti-feminista.
  • Comer com que pessoas que não são da família
Eu como muito pouco, tanto por falta de apetite como por ter uma certa dificuldade a comer. Uma vez que não é nada grave, nunca levei os exames até ao fim, mas sei que tenho realmente algo na garganta e, como isso sempre me dificultou um bocado comer, cada vez como menos e o estômago apertou. Para além disso, sou leeeeeeenta - faço-o a um ritmo agonizante, que dá uma grande seca a todas as pessoas que já não estão habituadas. 
  • Falar por telemóvel
Ou escrevo mensagens - onde consigo ser mais sincera e organizar melhor as minhas ideias - ou falo pessoalmente - onde talvez consiga o mesmo, as dependerá do dia. Chamadas incomodam-me, não sei porquê.
  • Whatsapp, snapchat...
Nunca vi grande utilidade nessas duas redes sociais, no meio de tantas que já existem. Especialmente o snap, que, se bem percebi, apaga as coisas postadas de tempos a tempos. Parece-me fútil e até ingrato, como se as pessoas não valorizassem as próprias memórias/ideias e estivessem confortáveis a livrar-se delas.
  • Surpresas
Ou a pessoa que as faz me conhece muito muito muito bem, e nesse caso saberá que as únicas surpresas que eu irei aceitar são A) algo feito por elas, manualmente ou pelo computador, sem utilidade prática mas imenso valor sentimental, como as plaquinhas B) um dos itens preciosos que quero e que são CARÍSSIMOS, como uma coleção imensa de copics ou, melhor ainda, uma placa gráfica para eu desenhar no computador. Ou certos mangás, bem específicos. Caso contrário, eu fingirei apenas ficar feliz, mas duvido que vá ter grande valor para mim, e eu odeio fingir.
  • Carnaval, Discotecas, Fazer praia...
De uma maneira geral, lugares cheios de gente, normalmente quentes e, por vezes, barulhentos. Obrigada mas eu aprecio espaço próprio. Também prefiro ocupar o meu tempo de forma produtiva. Nunca entrei numa discoteca nem participei em qualquer tipo de carnaval, nem tenciono. Quanto à praia, já fiz mas não sou grande fã, até porque tenho algumas alergias incómodas.
  • Televisão
Salvo alguns casos raros ou dias em que eu esteja desocupada - que são menos frequentes que o meu aniversário ;) - detesto programas de televisão, especialmente notícias, pois são tendenciosas e subrepresentam ou representam mal TODAS as minorias: LGBT+ (Onde é que estão géneros não binários e pessoas assexuais? Porquê que os bissexuais são sempre chamados de gays ou de aliados?), POC (Pessoas de cor num geral), Neurodivergências (Quem tem síndrome de Asperger é sempre associado a violência), Gordos (Padrões de beleza irritanes), Mulheres (O próximo post será sobre Feminismo), e certas religiões (Toda essa coisa do Terrorismo tem sido associada a alguns grupos bem próprios, hum?). Quanto a séries e filmes, sou muito seletiva, então vejo raramente.
  • Vozes de cartoon
De uma maneira geral são irritantes. Não que vozes de anime fiquem muito atrás, mas às vezes salvam-se. Já dos cartoons, não tenho encontrado tal. Acho que as únicas vozes que escapam são as dos filmes de animação, disney e ghibli merecendo um destaque especial :3
  • Jogos 2D ou jogos em aplicativos de telemóvel
Quanto mais me embrenho na área da programação, menos aprecio: como é que alguém ainda tolero aplicativos super básicos e sem história, ou gráficos antiquados, com o que é possível fazer hoje em dia???


Já agora, hoje acabei de ver os filmes (versão extensa) do Senhor dos Anéis - já tinha visto o Hobbit, mas essa segunda trilogia só me conseguiu cativar depois de eu ser fujoshi {Legolas x Aragorn: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40}^^ Para além de que ver na companhia da minha irmã e do meu pai, na magnífica televisão dele, já faz qualquer filme valer a pena.

Era isto, minna-san. Tenho de mencionar um Chinês de animação - daqueles em que é melhor assistir com uma caixinha de lenços por perto - chamado "Big Fish and Begonia". Como eu não consigo parar de olhar para os vídeos, deixo-vos aqui os {trailers: 1 2 3 4 5}, os {primeiros 10 minutos do filme} e a {soundtrack principal: feminina, masculina e instrumental}. Vale muitíssimo a pena conferir!

Qualquer erro, gómen. Escrevi isto a morrer de sono >.<

10 comentários:

  1. Any-chaan! o/

    Eu tenho visto umas pessoas novas na blogosfera por esses dias, e por esses dias quer dizer nos últimos dois meses mais ou menos. Mas agora não sei se são blogs novos mesmo ou se são antigos e eu que fui conhecer há pouco tempo mesmo. xD

    Que interessante um post sobre Ballet, é algo que não se vê muito ~cultura geral, a gente vê por aqui!~
    Bom, eu acho Ballet muito bonito, já assisti a um ou dois espetáculos na vida, mas gostaria de assistir mais. E nossa, é uma verdadeira arte, estava aqui vendo alguns dos vídeos que você indicou! Queria ter essa elasticidade toda, quer dizer, como fazem essas coisas todas? xD
    Aqui no Brasil existe um grupo de dança/teatro chamado Grupo Corpo que também faz uns espetáculos bem legais, e o bom é que sempre gravam e às vezes passa na TV.
    A citação é bem verdadeira mesmo, é incrível como eles se esforçam tanto e chegam a ultrapassar seus limites para fazer algo tão difícil e ao mesmo tão belo e, acredito, recompensador.

    Sobre a tag, também a fiz a um tempo, mas temos uns gostsos beeeem diferentes! xD
    Para começar, eu adoro Dragon Ball. Acho que se eu fosse assistir hoje pela primeira vez não iria gostar, mas é um anime que me traz muita nostalgia, foi praticamente o primeiro anime que vi e eu era muito viciada nele quando criança, eu até tentava voar igual os sayajins HAUHAUHA - e ah, adoro a trilha sonora! ;-;
    Eu acho que tem vários tipos de humor diferente, eu realmente não gosto de humor muito forçado, ou tipo o filme "The Hangover" ou histórias que humilham alguém - mas acho que pode existir sim alguns tipos de humor que vão por outro caminho.
    A terceira concordo veementemente, será que um dia veremos uma indústria de entretenimento fazendo algo menos sexista?
    Nossa, a parte de comer sou completamente o contrário! Eu como MUITO ahuahuahuah, o povo até se assusta! Mas eu entendo a sua dificuldade, tenho parentes com problemas parecidos, daí deve ser um pouco ruim mesmo comer com pessoas que não estão acostumadas.
    Nossa, como eu odeio falar por celular também! E no telefone. Snapchat eu nem tenho, e whatsapp só tenho porque tem pessoas que não consigo falar de nenhum outro jeito, mas ainda assim odeio porque ocupa muita memória do celular, fica atualizando toda hora, fica enchendo de notificações e fazendo o celular vibrar toda hora, etc, etc.
    Também não gosto de surpresas não, odeio ser pega desprevenida. Não sei como tem gente que gosta disso. D:
    Argh, odeio lugares cheios de gente também! Tanto é que até o metrô me incomoda quando está lotado, mesmo sendo algo necessário. Agora, ir espontaneamente a um lugar lotado, pra mim é coisa de doido. ahsuhaushauh Mas eu gosto de praia, só que prefiro ir quando está fazia (ou seja, quando está frio), porque aí posso ficar sozinha com o mar, e isso me acalma. <3
    Meu deus, a televisão brasileira é um show de horrores, eu também não costumo assistir não - só uso a TV para filmes, séries, documentários, animes, etc. E os programas jornalísticos, sério, eu não consigo assistir de jeito nenhum! É MUITO tendencioso!
    Eu não sei bem o que dizer de vozes de cartoon, não reparo muito nisso na verdade - mas a dublagem brasileira fica bem ruim às vezes, porque eles pegam umas celebridades que nem sabem dublar para fazê-lo.
    Já sobre os jogos 2D eu discordo um pouco, para mim os gráficos não tem grande importância se a história e a jogabilidade forem boas. Ok, aqueles jogos tipo Pou ninguém merece, mas se o jogo for realmente bom o gráfico não é das coisas que me faz desistir dele. xD

    AAAH, Senhor dos Anéis é o amor da minha vida! <3333 E SIM, LEGOLAS X ARAGORN é um casal muito amorzinho! Nossa, você falou agora e já me deu vontade de ver de novo *aquela que já assistiu umas 3247239847 vezes*

    Não conhecia esse Big Fish and Begonia, mas já gostei pelo trailer que vi.

    Beijos! o/

    ResponderEliminar
  2. YOOOO ANY-CHAN O/

    QUE TIPO DE NINJAS ESSES RUSSOS ESTÃO CRIANDO!? Meu deus, que coisinha mais fofa esse povo, eu achei tão engraçadinha as danças deles <3 E eles tem até mesmo uma ORQUESTRA DENTRO DA SALA TOCANDO! Meu deus, quem precisa de CD e rádio quando se tem uma ORQUESTRA AO VIVO TOCANDO EXCLUSIVAMENTE PARA ELES! Mas, eu só fiquei pensando na baita força que esses caras devem ter nos joelhos e pernas para conseguirem aguentar todo o impacto dos saltos e talls, tipo pensa em toda a força e técnica que eles não devem ter para conseguir saltar dessa maneira!

    E o clima que os vídeos passaram foi exatamente esse de parceria. Geralmente ballet me remete a um clima mais frio, aulas muito tensas e muita competitividade, mas nos vídeos era tudo tão alegre, leve, como se realmente fosse um grande grupo de amigos se divertindo juntos *U*

    E focando na tag:
    shauhuashuahsua eu particularmente não acho Dragon Ball o melhor anime, na verdade nem nos meus favoritos ele está, MAS eu adorava ver na televisão <3 Foi parte da minha infância e até hoje se eu vejo que tá passando na tv eu paro para assistir, ainda mais se for dos arcos, no qual eu me recordo, como o do Majin Boo... E tipo, uma galera diz que não curtiu o Dragon Ball GT, mas eu quando criança achei muito bacanudo. Mas, num geral animes antigos também não me agradam muito, tipo InuYasha: Uma galera é super fã e viu quando criança, mas eu nunca cheguei a ver quando criança, só recentemente é que fui ver mesmo do que se tratava, mas no final não acabei pegando esse amor que o povo tem pelo anime... Sei lá, num ponto ele é super legal, mas por outro lado algumas vezes se torna meio repetitivo (como se estivesse num ciclo vicioso)

    Eu também depende E MUITO da história de humor, particularmente curto desenhos animados pelas palhaçadas dos personagens ou paródias de coisas do nossos dia a dia, como o Incrível Mundo De Gumball, eu amo esse desenho! Acho ele genial por fazer piadinhas de coisas "banais / bobas" do dia a dia, mas que todo mundo faz (como num episódio onde os filhos tentam convencer a mãe a levar algum doce do marcado!). Ou então, um programa de humor que fez bastante sucesso por aqui chamado Todo mundo Odeia o Chris... SHAUSHUASHUAHSAHUSA MELHOR COMÉDIA AMERICANA QUE EU JÁ VI PASSANDO AQUI NA TV! Umas piadinhas muito bem boladas, o humor deles e zueragem é muito bom! E todos os personagens são tão carismáticos e engraçados, sem mencionar que de forma sátira ele retrata até mesmo o preconceito que existe com os negros no país. Já com animes, eu pouco curto humor, pois sempre ficam nas piadinhas e nada se desenvolve de fato. Esses animes do cotidiano com comédia não são muito o meu tipo.... PORÉM, ENTRETANTO, TODAVIA, EU CONHECI GINTAMA! SHASHUASHAUSHUASHUA MEU DEUS, TÔ VICIADA NAQUELAS PIADAS SUJAS E MALICIOSAS DELES! Sério, um bando de gente louca, numas situações super piradas, com piadas muito sujas e poluídas, mas que no final eles conseguem amarrar todas essas piadas e mesclar com momentos super tocantes e com tretas e cenas de ação espetaculares! É um troço sem explicação: Uma hora tu tá rindo, na outra está chorando e na outra está de boa aberta com o quão tenso as coisas podem ficar!

    Pois é, hoje em dia ser homem/mulher por fora já não diz quase nada sobre a pessoa. Aliás, o próprio fato homem/mulher já diz super pouco, uma vez que há também questão de pessoas que não se enquadram nesses dois gêneros. Enfim, até hoje eu fico espantada com o quanto os grupos LGBT+ cresceram e se ramificaram! Tipo, antes para mim existiam gays, lésbicas e bi, passei um bom tempo pensando que fossem apenas esses três, mas aí acabo vendo que é muito mais complexo e grande do que eu imaginava! E só consegui descobrir isso graças aos teus posts e internet, pois na tv e mídia num geral isso nunca é mostrado. Sendo que daria um documentário muito interessante.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ah, o meu irmão mais novo também tinha dificuldade para comer, no caso dele era por causa das amígdalas, pois ele nasceu com as amígdalas um pouco maiores do que o normal o que acaba dificultando na hora de engolir a comida, mas isso era mais quando ele era criança, depois elas desincharam naturalmente.

      Eu também não sou muito de falar em celular/telefone e nem de usar aplicativos de mensagem para celular e talls. Sei lá, não tenho muita paciência para falar dessa maneira com uma pessoa, ainda mais eu que costumo falar pelos cotovelos com quem é bem próximo, portanto esses aplicativos não possuem vantagens para mim (e muito menos o celular, pois aí eu gastaria uma grana preta em créditos de celular)

      Eu curto qualquer tipo de surpresa, aliás, surtei pakas quando o teu desenho chegou por aqui. E hoje mesmo meu pai fez uma pequenina surpresa para mim me dando um livro novo de veterinária *U* dessa vez é um de fisiologia, e diga-se de passagem, que foi um livro muito recomendado pela minha professora, nem sei que luz divina bateu na cabeça do meu pai por ter escolhido exatamente esse livro no meio de tantos xD

      hsaushuashuashuashu carnaval......Eu tenho que admitir que eu não consigo te imaginar sei lá, no meio de um desfile de carnaval. Mas, até onde eu fiquei sabendo por aí também há carnaval, porém feito de outra maneira, certo!? Enfim, eu também não curto muito festas e até mesmo carnaval, aliás, aqui no Sul essa história de carnaval é até bem fraca, o forte mesmo da comemoração fica no Rio de Janeiro ou num estado aqui do Brasil chamado Pernambuco.

      Também não sou de assistir tv, eu só vejo para descansar dos meus estudos, fazer um lanche e ver alguns desenhos animados. Eu até curto ver jornal, mas ainda prefiro programadas de documentários e talls.... Aliás, passou esses dias por aqui um documentário sobre a Coréia do Norte, infelizmente eu não consegui ver na tv, mas vou dar uns rolés para ver se acho na internet, pois parecia muito bom.

      Eu adoro as vozes de Cartoon, eu adoro os dubladores brasileiros <3 Nesses desenhos mais famosos como O Incrível mundo de gumball, ben 10, hora de aventura, apenas um show, ou os mais antigos como os loney tunes, as vozes eram muito boas e super engraçadinhas, dando um ar muito gostos para os personagens. Até mesmo nos filmes eu adoro ouvir as vozes dos personagens... Nesse sentindo eu não tenho do que reclamar do povo BR que dubla esses desenhos <3

      Eu sou dessas que também tem uma certa birrinha com gráficos, eu sou dessas que joga um jogo não apenas pela jogabilidade ou história, mas pela própria gráfica. Porém, eu também consigo deixar isso de lado, tipo há um game para play2 chamado Klonoa2, a gráfica dele é meio podrinha até mesmo para um play2, mas o jogo é tão bom e tão criativo que eu ignoro completamente a gráfica e me divirto com o game <3

      Enfim, vou ficando por aqui (logo tenho que ir para minha aula de noite Ç-Ç)

      Kiss

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Yooo Any!!
    Hahaha está divertido responder ao seu comentário e ao post ao mesmo tempo :D
    Sobre o comentário: EU AMEI SUA OFERTA DE CORAÇÃO <333 E seus layouts são incríveis, sensacionais, eu adoraria se não for um incomodo, afinal não terei tempo para um blog até passarem os vestibulares (e considerando que eu passe para segunda fase ~espero que sim~ isso vai até janeiro *suspira*) MAS VOU CRIAR UM SIM. Obrigada pelo incentivo, até fiquei com vontade de começar <33333
    Esse negócio da vergonha deve ser algo comum né? Toda situação o mais difícil sempre é dar o primeiro passo.

    Eu não conheço muito o ramo das danças, mas amo a atmosfera e técnica do ballet. Toda aquela beleza ungida em disciplina e uma atmosfera rígida. Mas ai vem esse post e meu forninho caiu! Nem sabia que alguns elementos daqueles ficariam tão bem encaixados no estilo.
    Aquele primeiro vídeo parecia algo meio tribal, nunca tinha visto alguma coisa assim :o E aquele segundo... OS CARA NÃO DANÇA SÓ BALLET, PARECE CIRCO COM DANÇA RUSSA COM SAPATEADO COM ‘CIRANDA CIRANDINHA’ E... como misturaram tantos estilos e ficou algo tão animado e elegante ao mesmo tempo?
    Confesso que eu gosto do “ambiente frio”, mas esse acolhedor caiu como uma luva. E não deixa de ser um sacrifício, como você mesma disse - e aquela citação, até me senti mais revigorada quando li, como se tivesse passado minha alma em um ralador e junto com a dor, sai mais limpa e realizada (masoq?)

    EU ODEIO DRAGON BALL, e nossa, quase todos esses shounens mais “”clássicos”” e enoooormes (com exceção de Fairy Tail, que mesmo não acompanhando já algum tempo, sempre vai ter um lugar no meu coração como o primeiro anime).

    “He was a boy, she was a girl, can I make it any more obvious?”~~> nem sabia que era de uma música enfim, fui ouvir e ELA REPETE ISSO O TEMPO TODO hahah, acho que por isso nem consegui gostar da batida ;p até porque me lembrou trilha sonora de filme clichê estudantil norte-americano açucarado e fútil (okks, Lilium, já deu pra entender que você não gostou de nada, bola pra frente).

    Pensando bem, eu também não gosto muito de comer com gente fora do circulo de amigos e família – os motivos são diferentes: acho que o ato de comer é acolhedor e belo que fica mil vezes mais saboroso quando compartilhado o momento com alguém que você gosta – já se você não tem muita intimidade ou admiração ou qualquer sentimento para com quem está te acompanhando, a comida continua ótima (ou ruim, vai saber), mas a magia some.

    Uau, eu não vou dizer que não vivo sem whatsapp (até porque ele é um estorvo quando quero estudar), mas me quebra um monte de galhos por ser um meio de comunicação grátis e popular. Já o snap tenho a mesma opinião que você. E só vejo TV quando minha mãe me chama pra ver um filme ou algo assim, inclusive estou perdidinha em como andam as Olimpíadas.

    Multidões são terríveis! A praia em si fica muito mais gostosa no começo da manhã, quando está ainda despertando. Engraçado que eu adoro multidões em festas: dançar e me perder nas ondas eletrônicas para vibrar no conjunto como parte de algo maior.

    Que pena que não gosta de jogos 2D. Eu adoro jogos indie de RPG Maker, e alguns têm histórias e gráficos magníficos (Pocket Mirror ou Yume Nikki) – mas eu entendo o que você quer dizer, principalmente esses jogos de celular que são tão “vazios”, mesmo que 3D. Não consigo jogar se não tiver uma história.

    O Senhor dos Anéis subiu na urgência de próximas leituras. UAUAUUAUAUA AQUELES OLHARES!! QUE SEDUÇÃO!!! Fico pensando se é acidental (nunca vi o filme, mas os personagens parecem ter mesmo uma relação de cumplicidade) ou os atores combinaram (tipo o beijo gay que o Dylan O'Brien e o Thomas Sangster queriam dar de surpresa na filmagem de Maze Runner, mas o Dylan amarelou na hora H hahah).

    Opa! Adoro chorar, ‘bora colocar o Peixe Grande na lista!

    Kissus~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vou responder ao comentário ainda, mas diga já como quer o layout: cabeçalho largura total ou menor, alto ou baixo, tema, palete de cores, tudo... ^^

      Eliminar
    2. Okks! Cabeçalho total e alto. As cores: lilás, preto e branco. Tema: flores e xadrez (foi seu último post que lembrou o quanto eu gostava de jogá-lo e já fui atrás de lembrar todas as tecnicas e... ficar fascinada de novo haha) e um sidebar :D
      ~e mais uma, mas não a última, muito muito obrigada >.<~

      Eliminar
  5. Eu não consigo gostar de Dragon Ball, tipo, eu fui assistir o primeiro episódio, na época que a internet era boa, só pra dar uma chance, mas eu parei no meio do anime, e fui assistir outro com aquele sentimento de "perdi minutos da minha vida com isso". De animes com muitos episódios que parecem nunca terminar, só assisti Naruto Clássico, e isso que parei de assistir os fillers depois, porque mel dels, pra que tanto filler? Sou mais animes pequenos, com histórias que realmente se desenvolvem sem precisar tacar os fillers dez-necessários. Eu não sou fã de histórias focadas em humor, até porque, as vezes o humor não tem nada de humor sabe, e eu fico com aquele cara de pastel. "cadê o humor, gente, tá escondido, nas entrelinhas?" Por isso prefiro histórias focadas em outras coisas, porque as chances de ter um humor decente uma vez ou outra, é mais alta. Isso já se tornou tão clichê, que é motivo de piadas. Nunca viu a garota, mas é claro que ela é a estrela e o luar, nossa "não é como as outras mulheres", é exatamente isso que é falado, dez-necessário. Não gosto mesmo de comer com pessoas que não conheço, me deixa desconfortável, sinto que a pessoa tá observando o jeito que tô comendo e isso me incomoda .-. Eu até acho bom o Whatsapp, já que é um aplicativo que eu falo com os amigos da escola e também dá pra fazer ligação sem gastar os créditos, só a internet mesmo. Mas o Snapchat é algo bem inútil mesmo, tipo, 24h depois lá se vai o que tu fez, o bom que é o pessoal faz uns paranauê pra baixar depois, mas é meio bosta. Nunca recebi uma surpresa mesmo, tipo, quando eu chegava em casa no meu aniversário e via que tinha presente na cama, poxa, eu ficava feliz pra caramba, mas já sabia. Bons tempos quando eu recebia presente, agora se eu ganhar balinha de hortelã vou até ficar feliz -q Eu gosto de ir para praia, mesmo sendo lotada, o lotado é só na areia e eu dou uma de peixe e fico na água por tempos, e como eu não vou direto (a última vez que fui foi há uns 3 anos), fica mais divertido, não posso dizer nada sobre carnaval e discoteca, porque sou muito nova, então nunca fui/comemorei mesmo. Eu dificilmente assisto TV, só quabdo passava Iluminados no Faustão, mas acabou -q Então, não assisto mais nada na TV, e acho que isso começou desde que embarquei no mundo da blogosfera, tá me fazendo muito bem então ahsuahsuahs As vozes de cartoon geralmente são estranhas, prefiro as de animes, e só as originais (não a versão dublada), e as masculinas, tipo, aquela voz intimadadora, o mesmo vale para as femininas, se for a voz de uma Touka da vida, aí sim e.e Mas se for aquela fininha e irritante, desisto. Eu tenho começado a gostar de jogos em 8bit, mas com visual bem feito como o de RPG's, e também os jogos em 3D, os que são bem feitos, porque tem uns que são uma bosta mesmo .–. SOCORRO, ELA É FUJOSHI, VEM CÁ, AIN DELS -q Rolou até aquela vontade de ler alguns capítulos de Sekaiichi Hatsukoi novamente <3 Acredita se eu disser que nunca vi O Senhor dos Anéis? Pois é né -q Sobre a animação chinesa, se um dia a internet colaborar... (essa frase já deve ter virado um clichê meu, porque toda recomendação que envolva assistir algo online, ela aparece) então vou me indo agora, até a próxima, eu acho~ disse que queria conhecer coisas novas? bem, seja feliz pra brotar no blog~ ColdH ≧﹏≦ *ignore os prováveis mil erros de PT*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OLÁ!~
      Acho que nunca comentei aqui, mas já li vários dos teus posts e até mesmo do blog de tutoriais (aquele momento "stalker-chan?"), mas de qualquer, cá estou. Como eu acho que nunca comebtei, kas falar dessa divosisse em forma de layout -q Gente, socorro, eu morri, voltei e olha isso, socorro, foi tu que desenhou o desenho (desenhou o desenho, ok, isso não soou bem) da header, não é? Tu fez a mona dando a volta, eu nunca que conseguiria fazer isso, só de fazer uma posição diferente eu já sofro e quase desisto de desenhar, mas olha isso -q A serenidade no meu olhar, de quem diz que verá todos os hovers e.e

      Infelizmente, não deu para ver os vídeos por culpa da internet, que não me ajuda em nada ;-; Mas enfim, NADA ME IMPEDE DE COMENTAR. Acho bem legal ter essa coisa de união, amizade, sabe entre todos. E também é muito bom isso de mostrarem as coisas por trás do espetáculo, deixa o serumaninho que vê mais perto da academia :3 Eu estranhamente, quando menor, queria ser bailarina, mas eu sei que não nasci para esses paranauês, mas mesmo assim, admiro muito as danças, e fico no chão ao ver o Cirque du Soleil, fico impressionada com tudo, é uma pena que não passe mais algumas apresentações TV, eita, faz tempo que não assisto TV com empolgação -q

      *isso era a primeira parte do comment, porém, blogger cortou ele, mas ele não contava com minha astúcia de ter copiado tudo antes e.e*

      Eliminar
  6. Como refere, aterrei aqui agora, por um acaso da sorte. Sou técnico de engenharia electrotécnica e computadores, de 69 anos de idade, aposentado, casado com uma cidadã de nacionalidade russa, vivo em Sevastopol, Krim, Russia. Estou a prosseguir com a montagem de um filme dedicado a Igor Moiseyev, no qual é apresentada a visita à Escola Nacional Académica de Dança Ensamble Igor Moiseyev, seguida da apresentação do espectáculo do 75.º Aniversário da criação da Companhia Nacional Profissional de Dança Ensamble Igor Moiseyev. Em breve colocarei à disposição para visualização no meu canal privativo no You Tube «MLima d'Oliveira Lima» e no me Facebook «Manuel d'Oliveira Lima». Cordiais saudações

    ResponderEliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †