dezembro 27, 2015

O significado do natal + ESTAMOS AQUI + tag


Aqui a lenta ainda não respondeu a nenhum comentário, mas fico feliz port terem gostado do presentinho de natal. Quanto ao lay free, não sei se leram, mas se quiserem usar e não o estejam a fazer apenas por não gostarem de um ou outro detalhe, estão à vontade para fazer alterações. Enfim, o post de hoje será uma daquelas misturas assustadoras onde eu falarei sobre mim, sobre blogs e projetos de blogagem coletiva, responderei a uma tag - mas não a do anime crush, pois essa vai receber um mega post - e ainda algumas outras coisinhas. Primeiro, este natal não recebi tanta coisa assim. Ou melhor, recebi bastante roupa e faz-me falta, mas como não sou a maior fã de moda, não é algo que me deixe a pular de alegria. Acho que as prendas que me fizeram realmente feliz este natal foi {o mangá que recebi da Hinata} e os vossos comentários, a sério. E portanto vou começar este post com uma iniciativa da blogagem coletiva sobre o significado do natal. 


Eu sou uma pessoa contraditória: adoro falar e conviver com as outras, mas pareço anti-social, por ser tão ocupada, raramente as "coisas a fazer" ocupam a minha cabeça de tal maneira que nem num tema de conversa consigo pensar. No natal não é excepção. Vou a casa dos meus parentes, onde vamos celebrar, mas mesmo assim vou carregada de cadernos para me organizar, ou trabalhos da escola que tenho de adiantar. Por vezes creio que a família pensa que eu estou ali só por obrigação.

O que é mentira. Eu realmente poderia estar a ocupar o meu tempo de outra maneira - de uma maneira mais útil, onde eu não tivesse de interromper constantemente a minha linha de raciocínio para falar, petiscar, prestar atenção à televisão ligada - o que me deveria dar mais gosto, já que deve ser o único dia do ano em que eu vejo televisão. Mas, embora eu não morra de amores, isso não quer dizer que eu desgoste. A própria palavra família não me diz muito - ao mesmo tempo, tem um significado inigualável. Afinal, já me tentei até desligar um pouco da família, pois a minha não tem nada em comum comigo e com a minha mãe e irmã, e tem dias em que eu considero mais da família aquelas pessoas que se importam realmente connosco, valorizam o que nós fazemos e estão ali para nos apoiar no dia a dia do que aquelas pessoas que são do mesmo sangue que nós. Ainda assim, apesar de a minha "família" ser uma figura um pouco ausente, no fundo, lá se importa. Tem o cuidado de nos convidar, de dar prendas que sabem que vamos valorizar, insistem em manter contacto apesar de tudo o que quase parece uma tentativa de quebrar laços. Se isso não é  importar, então é o quê? As intenções são algo que valorizo. E valorizo mais ainda quem se esforça por tratar os outros, por muito diferentes que sejam, como PESSOAS

O Natal é talvez a única data que eu valorizo, mais do que o meu aniversário. Pois é uma data onde me sinto confortável ao estar rodeada de pessoas que entendo/me entendem mal. Eu tendo a evitar esse tipo de contactos - nunca fiz amizades com quem me olhassem com cara de "vem aí a estranha". Mas no seio da família, sou capaz de fazer isso, pois as diferenças são aceites. Como aqui em Portugal, o Natal é passado no meio do frio, reunimo-nos todos após comer bacalhau no sofá junto à lareira, e ei, é possível convivermos juntos. É possível esquecer que acreditamos em coisas tão distintas, que temos estilos de vida tão distintos, condições financeiras tão distintas. É possível captar as manias de cada pessoa e ver nisso um detalhe querido delas - por exemplo, a minha tia esteve a lavar a loiça durante um filme inteiro, mas insistiu para que o segundo filme escolhido fosse o que ela queria ver, um musical chamado "Música no coração". Eu nunca tinha visto, mas acabei por adorá-lo. E quando chegou a hora de ir para casa, após abrir os presentes, fiquei extremamente desapontada por não ter conseguido ver o musical até ao fim...

Natal é isso. É uma época que serve para nos lembrarmos que pessoas são pessoas, que amor é amor, que família é família, e que ser uma pessoa ocupada ou um pouco diferente não invalida a importância dessas pequenas relações. O ser humano tem uma memória muito curta, mas mesmo as ocasiões especiais andam a ser desprezadas, deixando de servir como lembrete. Mas o natal nunca será pisado, pois é a data mais importante de todas. Eu não sou religiosa, nem sequer sei exatamente o quê que o natal simboliza para a igreja, mas sei o que simboliza para mim:

Que distâncias de coração podem ser superadas.
Aqui está o grupo: www | A plaquinha é referente à texto acima
E agora trago um pequeno textinho e dicas sobre a blogosfera. Recentemente, eu tenho andado a rondar blogs de variedades, dos quais um grande número tem o seu quê de comercial. E a ironia é que os blogs mais comerciais de todos, aqueles que têm uma imensidão de seguidores e uma tonelada de parcerias, reclamam e choram-se com saudades da antiga blogosfera onde se escrevia comentários e postagens de coração. Tive de reagir a isso com um bocado de fúria e lamechices. Como esse lado sentimentalista combina um pouco com o espírito de natal já passado, vim trazer a cópia + posterior introdução que fiz do comentário enquanto o fui deixando em alguns grupos do facebook destinados a blogar. Diria mais sobre o assunto, mas desta vez vou optar por um certo minimalismo, até porque aposto que a maioria de vocês terá bastante a comentar e assim se evita um certo ar repetitivo ;) O tema está aberto ao debate!
O que eu escrevi: [on]
ESTAMOS AQUI
Espero que não tenha problema colocar isto aqui (e vou colar noutros grupos também), vi um post onde a blogueira listava coisas de que sentia falta e que "supostamente" já não existem na blogosfera atual, mas pareceu-me um pouco radicalista e eu comentei uma resposta. Mas como gostei do que escrevi e não gosto de me repetir, copiei e vou colá-lo aqui. Quem quiser provas, posso mostrar alguns blogs que são puro amor e cito a seguir, basta que peçam por comentários.

"Não é assim com todos os blogs. Eu sou adepta do blogger, gosto de cultura otaku (na verdade, creio que não há nada de que eu não goste >.<) e conheço muitos blogs que, tal como o meu, são sinceros a escrever, a postar, intercalando a informação com coisas bem sinceras. Nota-se isso. Esses elementos da oldschool que você citou ainda existem, POR FAVOR ACREDITE pois eu ando a tentar convencer mais blogs "comerciais" (não se ofenda, não quero usar isto como um rótulo) de que estão aí e que nem é tão difícil resgatar essa espontaneidade de postar. Aliás, eu tenho visto muitas blogueiras saudosas da blogosfera antiga e a reclamar da atual, mas mais do que reclamar, o importante é FAZER PELA MUDANÇA, é mostrar que esse espírito da blogosfera antiga ainda está presente, nem que seja PORQUE VOCÊ ESTÁ AÍ E VOCÊ TEM ESSE ESPÍRITO. Talvez, de facto, o número de blogueiras que está mais interessada na sinceridade e carinho do que faz seja diminuto em comparação com antigamente, mas não é nulo, não desapareceu, pode vir a aumentar e não deve ser tratado como não existente, pois isso é uma forma de desistir dele. Nem todos os blogs andam por aí a pedinchar divulgação, a dominar comentários ocos e a ganhar dinheiro. Eu não ganho, e a maioria das minhas amigas da blogosfera não ganha também. E continuar a ser assim ignorada faz-me querer convencer a maioria delas a vir a vários destes blogs gritar um "estou aqui!", pois por este andar, entre tantas reclamações e lamentos, não seremos ouvidas tão cedo."
O que eu escrevi: [off]

Então, e como não podia deixar de ser, eu queria ainda recomendar precisamente alguns blogs diferentes do nicho ao qual as pessoas estão habituadas. Aos blogs mais comerciais ou habituados a fallar de variedades e moda, recomendo os tópicos "animes" e "tipo diário". Aos blogs que já são desse tipo e do tipo dos meus afiliados, então recomendo todas as categorias seguintes. Está tudo {nesta} lista - a quem não sabe, esse é só um blog que uso para me organizar, vai que as minhas recomendações ainda agradam a alguém.

Foto de fundo da Melina Souza, porque sim
Finalmente, e como eu adoro quebrar lamentações e pessimismos, vou ainda fazer uma tag que a {Hari} fez no seu blog. Na realidade, não era uma tag, era apenas um post sobre coisas que ela gosta na blogosfera, mas eu adorei a ideia e espero que não tenha mal em fazer disso uma tag...
  • 1» Partilhar as ideias que tenho
  • 2» Conhecer blogueiras novas
  • 3» Tagarelar tanto pelos comentários que ultrapassamos o limite e temos de repartir em vários
  • 4» Ver quem concorda e acrescenta coisas ao que digo
  • 5» Saber que têm em considerações as minhas filosofias e gostos
  • 6» Serem capazes de aturar os meus surtos com No.6 ;)
  • 7» Ler postagens
  • 8» Ler as novidades sobre cada blogueira
  • 9» Receber presentinhos (como plaquinhas) por parte de outras blogueiras.
  • 10» Layouts, HTML, goodies, webdesign, ... :3
  • 11» Quebrar a cabeça para entender algum código
  • 12» Inventar algum tutorial exclusivo
  • 13» Inspiração em trabalhos de outras blogueiras
  • 14» Tudo o que se relacione com shipps
  • 15» Achar um blog em Hiatus e ver a preciosidade dos posts antigos
  • 16» Coisinhas organizadas
  • 17» Ver que após muito tempo consegui fazer um layout do meu agrado
  • 18» Ver layouts free
  • 19» Hovers, adoro hovers <3
  • 20» Ver que tenho demasiadas ideias para posts e pouco tempo
  • 21» Sonhar em fazer do blog o meu futuro
  • 22» Sonhar em ter recursos para investir a sério no blog
  • 23» Quando consigo convencer alguém a tomar certa atitude
  • 24» Quando convenço alguém a gostar de algo
  • 25» Quando descubro que fiz um post sem erros 
  • 26» Edição de imagens, goodies, psd's, geradores...
  • 27» Ser contagiada por expressões de outras pessoas: "Solta purpurina", "<<<THIS SUPREMO!", "lindérrimo", ...
  • 28» Ver que tenho tantos posts nos rascunhos como postados
  • 29» Ver que alguns desses rascunhos já são tão antiquados que não faz mais sentido postar
  • 30» Dar uma limpeza aos rascunhos
  • 31» Rir bem alto com as peripécias que outras blogueiras contam
  • 32» Ler postagens de outras pessoas à minha mãe
  • 33» Conseguir atualizar posts antigos
  • 34» Dar um "up" em layouts que já usei antes de disponibilizar para free
  • 35» Ver como, durante as férias do brasil, o feed volta a ficar ativo
  • 36» Aprender mais sobre o brasil só através dos blog que leio
  • 37» Descobrir que não sou a única anti-social do mundo
  • 38» Admirar blogs como leitora fantasma
  • 39» Tomar vergonha na cara para ir comentar nesses blogs
  • 40» Ver que alguma blogueira das antigas regressou à blogosfera: {Camii}, {Hana}
  • 41» A Hinata, os seus surtos, as suas resenhas, os seus posts, o facto de ter aderido às minhas filosofias... tudo
  • 42» Tirar um tempo para comentar
  • 43» Ultrapassar a preguiça de comentar
  • 44» Ver postagens com um bom alinhamento
  • 45» Seguir mais e mais blogs
  • 46» Editar posts após postar para acrescentar coisas de que me lembro
  • 47» Listas, recomendações, icons, e coisinhas simples :3
  • 48» Responder a tags
  • 49» Mil projetos e nenhum tempo
  • 50» Prédios de blogs - alguns {destes} estão inativos, mas vale o memorial
Falando em plaquinhas, aqui estão os presentinhos que eu recebi:
» A primeiro parte do vídeo da Hinata ~exclusividade é só para alguns: www
» Plaquinhas (se chegar a receber mais, estou disposta a editar e colocar aqui):



E pronto, era "tudo" o que eu tencionava trazer para hoje. Que combo, não fazia isto há imenso tempo! Prometo responder aos comentários todos até ao final desta semana, a sério. Aliás, surpreendentemente, hoje tenho novidades para contar. Por exemplo, o meu amor por artigos de papelaria voltou, e quero fazer o meu blog crescer participando em mais projetos de blogagem coletiva, grupos de facebook e do google+, e começando a comentar em blogs que fujam um bocado do estilo dos meus afiliados. Afinal, eu também os adoro, só que até agora, como ainda não tinha travado amizade com as blogueiras, tenho tido preguiça e muito pouco tempo para o fazer - daí que somente andava a comentar nos blogs que já me eram bastante familiares. Ando também a ganhar uma certa paixão por aplicativos e prometo um post em breve (Breve, o que é isso? É de comer?). Animes, mangás? Um fiasco, não tenho acompanhado nadinha, só comics e Haikyuu ~porque Haikyuu é muito amor num anime só. Para não falar na animação PERFEITA e extremamente fluída. Tenho andado a falar bastante com a Hari por email e, já agora, como nunca cheguei a agradecer, fico feliz por terem aceitado tão bem o facto de eu ser bissexual. Eu sempre soube que vocês são incríveis ;)

Jaa!

16 comentários:

  1. Faaaala Any!

    Primeira a comentar? *o*

    Sabe, o Natal é uma época que desde criança me agrada muito, mas em partes eu não gosto. Porque? Assim, eu sou uma pessoal MUITO comunicativa, e independente se eu conheço a pessoa ou não, eu sempre puxo muita conversa com ela-mas meus pais não se agradam com esse tipo de coisa. Eles dizem que eu acabo falando demais coisa que não seria do interesse de ninguém, e principalmente minha mãe fala isso; Eu não gosto muito de ir a eventos assim com os dois. Nasce um bicho de sete cabeças na minha consciência que assim que chegarmos em casa eles sempre vão ter alguma reclamação do que eu fiz, e isso me incomoda sabe? Por isso que eu amo os natais onde só o meu núcleo familiar comemora, é menos estressante, mas ainda sim eu gosto do Natal.

    Eu não vivi o tempo da antiga blogsfera, mas deve ter sido m]uma época muito boa;Porque muitas pessoas ao meu redor (não só os afiliados) falam muito dessa antiga blogsfera. Como ela era? Sei que é uma pergunta muito vaga, mas não podia deixar de fazê-la;

    Assim, eu até gostei da tag da Hari, só que eu não acho que passei tempo o suficiente na blogsfera pra citar 50 coisas que gosto de fazer nela; Ia chegar a um ponto onde eu iria ficar completamente sem idéia do que dizer, sabe? Em outro momento planejo fazê-la, logicamente!

    Esses projetos de blogagem coletiva são um máximo <3 Eu conheço alguns blogs que tem dessas coisas! Ah, se você estiver pensando em fazer um grupo de blogagem coletiva (logicamente que a Hina ia se habilitar primeiro que qualquer um né) pode me chamar que eu participo viu?kkk.

    O fato de você ser bissexual não muda nada do seu caráter Any; Você continua sendo a fofa kawwaizona que me salva com os layouts toda vez (comentário inútil), não é mesmo?kkk, Ah, e se quiser puxar conversa pelo e-mail comigo eu também aceito tá (quéisso, vai deixar miga Lives de fora é? Nananinanão,kkk. Fico muito feliz que tenha gostado da minha plaquinha,kk

    http://docetesrevolts.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi a primeira sim, omedetou ;)

      Eu acho que a minha mãe também sente que eu digo demasiadas coisas perto de algumas pessoas - eu nem sempre sou faladora, mas quando começo a falar, nunca mais me calo, e às vezes pergunto-se a minha mãe não terá razão e começo a reprimir o que ia a dizer. Conheço esse tipo de stresse, sim. Eu detesto estar a ser "vigiada" quando quero fazer algo por conta própria. Mas comigo você pode falar tanto quanto quiser.

      Se quer REALMENTE saber, a antiga blogosfera não era precisamente algo muito diferente. Foi o que eu tentei dizer neste post - a antiga blogosfera tinha exatamente o mesmo espírito que os blogs das nossas amizades, assim, profundo, sincero, com muitos detalhes de vida pessoal. A diferença é que se calhar os blogs não tinham tanto conteúdo, funcionavam mais como diários mesmo, e não havia grandes comentadores, mas os que comentavam, faziam-no com muito amor. Também não havia blogs tão comerciais. Mas, rodeada de gente tão gentil como os meus afiliados e não só, eu realmente não noto diferença, acredite que não perdeu nada :)

      Acho que não tem problema fazer só metade da tag >.< E eu postei no link a seguir vários projetos de blogagem coletiva interessantes, se você quiser dar uma olhada. Eu acho bem divertido, mesmo não participando muito. Não estava a pensar ainda porque já há bastantes, mas seria uma ideia a pensar ^^ http://chuvadehtml.blogspot.pt/2015/12/fazendo-o-blog-crescer.html

      E obrigada por me encorajar :3 Eu também sinto que não mudei nada, mas agora que revelei por facebook, e apesar de quase ninguém ter feito gosto ou comentado, eu sinto que as pessoas não me vão rejeitar, mas estão profundamente espantadas. Acontece que eu quase me rio disso.

      Deixe ficar o seu email então :p

      Eliminar
  2. Olááá Any-chan!

    Cada vez que a conheço mais percebo a pessoa incrível que você é, Any! O texto que escreveu sobre o natal é lindo e concordo totalmente com você. É uma época de esquecer as diferenças e amar ao próximo independente de qualquer desavença. Também não convivo muito com o resto da minha família, a qual vejo só no natal, e considero muito mais as pessoas que convivem comigo todos os dias. Porém, a família sempre recebe a mim, minha irmã e meus pais tão bem e sempre tentam nos encaixar em tudo, que é muito gratificante e podemos nos sentir bem lá. Fico triste que outra parte da sua família seja tão mesquinha (este foi o melhor termo que encontrei pra definir o que entendi dela, me desculpe se entendi mal), mas infelizmente existem pessoas assim. Mas ainda bem que isso não tira a sua alegria do Natal!

    Nossa, isso sobre a blogosfera é muito verdade! Vou te contar uma história do meu ponto de vista: eu comecei a blogar em 2006, com 11 anos. Nessa época, o que me lembro é que blogs de anime e coisinhas fofas DOMINAVAM a blogosfera, QUASE TODOS os blogs eram pessoais! Não haviam blogs "famosinhos" de temas muito espefícicos, a não ser de jornalistas ou pessoas muito famosas e templates shop. Conforme o tempo foi passando, os blogs continuaram a ter essa temática mais pessoal, mas aos poucos foram surgindo estes blogs comerciais. Mas existiam milhares de blogs como os nossos, e eu comentava numa infinidade deles. Então, em 2011, eu simplesmente sumi da blogosfera. Sumi. Mas me lembro que nesta época foi justamente quando começava o boom dos blogs comerciais.

    Este ano (2015), quando voltei aos blogs, passei um bom tempo pesquisando outros blogs pois eu queria justamente encontrar este núcleo de páginas pessoais que ainda são como antigamente. Mas a quantidade de blogs comerciais é tão grande, mas tão grande atualmente, que é difícil chegar a este núcleo! Acho que só consegui pois eu já blogava antigamente então fui pesquisando blogs das pessoas daquela época pra ver se achava algum ativo, e de pouco em pouco fui encontrando. Mas no meio dessa busca cheguei a pensar: não é possível! O que será que aconteceu com a blogosfera? Será que hoje em dia só existem blogs assim? Com o perdão do que vou dizer, mas não tenho o mínimo gosto por estes blogs que falam de moda, de maquiagem, de DIY, de decoração, etc. Por que você precisa inventar um tema tão específico para o blog? Por que você precisa vender produtos, tornar isto comercial? Por que você não pode ter a liberdade de falar sobre o que você gosta, sobre o que você quer? Era nisto que eu pensava.

    Por isso, quando comecei a encontrar blogs como o seu, o da Shana, o da Reli (que foi o que me abriu as portas, pois conhecia o blog dela desde a época antiga), etc, uma luz apareceu na minha frente, sério! Eu fiquei MUITO FELIZ! Por ainda existirem páginas assim, por ainda existirem pessoas DE VERDADE por trás daqueles textos e daqueles layouts. É esse o sentimento que resume o que eu penso da blogosfera atual. Então, eu acredito que estas pessoas que, com o perdão da palavra, são hipócritas o suficiente para pedir a antiga blogosfera de volta mas não o fazem pela mudança, deveriam realmente abrir os olhos e perceber que a antiga blogosfera EXISTE sim e é muito melhor do que toda essa camada de blogs comerciais existentes por aí.

    E sobre o meme, AH, eu vi o post no blog da Hari, realmente é super interessante! HAHAHHAHAHA realmente você ama hovers Any! As expressões da Hina-chan são as melhores, benzadeus HAUHAUHA Ah, essa coisa dos rascunhos! *chora um rio de lágrimas* OBA! Quero te ensinar muito sobre o Brasil ainda *-* NOSSAN, acabei de descobrir mais um blog novo só neste post!

    E parabéns pelas plaquinhas lindas! Você merece tudo isso e mais um pouco <3 E claro que aceitamos você ser bissexual, afinal, como a Lives disse aí em cima, isso não muda nadinha seu caráter, você continua sendo essa pessoa maravilhosa independente da sexualidade! ^^

    Beijos! Desculpa o textão HUHAHUAHA :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem acredito que finalmente estou a responder! ufa! >.<

      Fico feliz por pensar assim bem de mim, eu também comecei a admirá-la a si imenso, principalmente depois daquele post de retrospetiva em que toei vergonha na cara para comentar, porque você é uma pessoa muito forte que merece todos os elogios possíveis (e ainda não fui ler os posts antigos, ups...). Parece que você entende bem o que o natal significa para mim e tem uma situação semelhante - e sim, o termo que você escolheu para a outra metade não se poderia adequar melhor. Mas claro que não tira a minha alegria, nada tira ^^

      O meu contacto com os blogs também começou lá para os onze anos, mas parece que eu sou bem mais nova que você - em 2006 eu só tinha 8 aninhos :3 Mas eu cheguei a ver bastantes desses blogs "kawaii", isto para não contar com os vários que usavam e abusavam desse mesmo nome, portanto embora eu não tenha pertencido à antiga blogosfera, cheguei a ver um bom bocado dela, e consigo perceber bem do que as pessoas falam. Mas tal como você descobriu após a sua sumida, apesar do "booom" dos blogs comerciais - e eu meio que até gosto de algumas coisas neles (não da parte da moda e da maquilhagem, mas dos que falam de artigos de papelaria, freebies e variedades), principalmente se as blogueiras forem de um terceiro tipo, de que a Hari falou, que conseguem equilibrar o lado pessoal com o comercial - ainda existem blogs que são tratados como cantinhos queridíssimos. Mas deve ter sido bem complicado achar-nos, não duvido - parece que há uma espécie de muralha gigante entre os dois tipos de blog, e que através dos afiliados de um dos tipos, é impossível chegar ao outro. E sim, também não percebo porquê que os blogs têm de ter um tema específico - o único caso que me faz criar sideblogs, é quando quero criar milhentas postagens sobre um determinado fandom, e eu estimo o FS pela maneira como dou atenção a todo o tipo de assuntos.

      Você tem talento com as palavras, sabe? Escolhe sempre a palavra certa para definir aquilo que eu digo por muitas palavras. Lá em cima foi "mesquinho", agora é "hipocrisia". O que eu sinto é precisamente o mesmo que você, foi o que me fez dar ao post o título "estamos aqui", como se fosse um grito, uma forma de não me sentir ignorada por quem é hipócrita. A blogosfera antiga, na verdade, não é antiga - continua a existir, continua aqui, e muito bem, obrigada.

      Quando aos seus pequenos comentários sobre o resto do post, que bom que concordamos, haha >.< A tag da Hari deu para dizer imensa coisa. E que blog é que acabou de descobrir?

      Fico contente por me aceitarem. Na verdade, eu já imaginava isso, foi um dos fatores que me deu para confiança para contar, mas confirmar as minhas suspeitas deixou-me mais feliz ainda :)

      Eliminar
  3. YOOOOOO ANY-CHAN \O/ Belezura!?

    Gézuis, os posts de Natal renderam altos comentários! O povo adorou os seus presentinhos!

    Eu também ganhei roupas, aliás, mesmo eu não sendo grande curtidora de moda, eu gosto de ganhar roupas, principalmente quando eu estou precisando e.e, mas eu também pedi uma bolsa para aos meus pais de natal e ganhei uma muito lindinha >////<. Aliás, falando em presente, a sua irmã por algum acaso ganhou luvas de boxe!?

    AI MEU DEUS! NÃO ACREDITO QUE O MEU PRESENTINHO FOI UM DOS MELHORES QUE TU RECEBEU! SENHOOOORRR SEGURA O SURTO AQUI QUE OS FEELS TÃO DESABANDO DE FELICIDADE! NOSSA, MEU SENHOR! TÔ ME SENTINDO MUITO DIVA SOBERANA! FICO TÃO, TÃO, TÃAAOOOO FELIZ POR TU TER CURTIDO O PRESENTINHO <3

    Okks, mas agora por onde diabos eu começo a comentar a parte mais sentimental!? Enfim, acho que é normal a família não ter muita coisa em comum conosco! Afinal, para mim família é essa coisa zuada e complicada! Podemos falar mal um dos outros e ter as nossas tretas, MAS SE BROTAR ALGUÉM DE FORA VINDO TRETAR AÍ O POVO SE UNE PARA A GUERRA! Aliás, a minha família também não tem muita coisa em comum comigo!

    E nem vou mencionar as tretas loucas que já tivemos, aliás, sobre "as pobres que somos" SEI EXATAMENTE COMO É! Uns tempos atrás, minha tia estava casada com um cara muito filho da putagem (já mencionei brevemente lá no blog sobre um tio desgraçado que eu tinha), pois então, esse homem só causou treta (diga-se de passagem, tretas tão loucas que chega a ser história de novela!), e por causa dele minha tia começou a mudar bastante e a "olhar meio de cima" para a minha família, como se o nosso modo de viver estivesse completamente errado, como se os meus pais não soubessem de nada e me dessem uma vida horrível, O QUE DE LONGE NUNCA SERÁ VERDADE! Então, sei bem como é ter parentes julgando qualquer coisinha. MAS, felizmente esse meu tio se apaixonou por outra mulher, acabou tento uns ataques de surtos e minha tia e ele se separaram! (sério, minha tia tem que agradecer eternamente o chifre que levou!). E agora minha tia finalmente viu o desgraçado que ele era e voltou ao normal! /o............Enfim, a treta é bem mais maligna do que isso, mas num resumão geral é isso.........Okks, acho que desviei do assunto, FOCANDO:

    Mas, ainda assim eu adoro essa loucura toda que minha família é, não temos quase nada em comum, mas cara, eu adoro almoçar na minha avó, ver ela fofocando sobre os vizinhos, ver ela e meu vô tendo aquelas briguinhas de casal de velhinhos! Ver o meu vô dando qualquer desculpa para se entupir de vinho e cachaça, ver o meu tio e minha tia (não são os mesmos da história de cima, esses são por parte de mãe), terem aquelas briguinhas bobas de casal que no final das contas são mais cômicas do que sérias! Ver a minha mãe dando discurso politico e tretando com esse meu tio. Adoro relembrar a infância com a minha prima que atualmente ama festas e fica tirando com a minha cara pelo fato de eu não curtir isso e nem beber, adoro O MEU PRIMO QUE VIU UNS EP DE NO.6 SHAUSHAUSHUAU ADORO TIRAR SARRO DA CARA DELE, adoro tentat falar de games que ele manja, mas que eu nem sei o que diabos são!

    Enfim, família é meio complicado mesmo, mas é essa complicação que tem a sua graça! Pode ter parentes, no qual você não se dá muito bem, aliás, na minha também há isso, mas vale muito a pena passar um tempo com os parentes de sangue que mesmo não tendo nada em comum respeitam vocês! Vai por mim! NADA MELHOR QUE UM CHURRASCÃO DE DOMINGO NA VOVÓ XD

    E é justamente por isso que amo o natal! Pois, apesar de todas as tretas (que não foram poucas), apesar de toda a confusão e loucura, o povo se reúne, dá presentinhos, combina as coisas. Enfim, se diverte junto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não cheguei a conhecer a antiga blogosfera, sou dessa nova mesmo, portanto não sei o que é esse sentimento de saudade! Eu também nunca conheci blogs comerciais '-' Acho que é porque desde que entrei aqui minha procura sempre foi por algo completamente diferente, mas com esse pouco tempinho de blogueira eu reparei que muitas pessoas deixam a blogosfera facilmente. Qualquer coisinha é motivo para hiatus ou para abandonar, vários blogs que eu seguia simplesmente sumiram..........PERA! Na verdade eu já fiz sim parte da antiga blogosfera! MANU COMO EU POSSO TER ME ESQUECIDO DESSE BLOG! TINHA UMA ÉPOCA EM QUE EU E A NANDA-CHAN TÍNHAMOS UM BLOG SOBRE STARDOLL SHAUSHAUSHAUS YES, EIS AÍ EU REVELANDO O MEU PASSADO OBSCURO! HSUASHAUSHAUSHUA Enfim, foi um blog que mantivemos por pouco tempo, acho que ela usou ele depois para criar o blog pessoal dela. Enfim, só para dizer que eu não tive nenhuma passagem pela antiga blogosfera!

      E sobre a tag:

      MUAHAHAHAHAHAHAHA! MANOLO EU TÔ NELA! EU TÔ NELA! O 41 É O MELHOR DE TODOS HSAUSHAUSHUA ATÉ MESMO O SOLTA PURPURINA! VÉIIIIII, MORRAM DE INVEJA RELES MORTAIS! A HINA-CHAN TÁ SEDUZINDO AQUI U3U

      Enfim, eu nem preciso dizer que o que eu mais curto é poder surtar aqui! Poder ver que tem gente que lê as minhas besteiras, gente que também ama os animes e mangás que eu amo, CONVENCER PESSOAS A LEREM MANGÁS E ANIMES QUE EU AMO! Ler as tuas filosofias, vir aqui comentar e surtar, poder fazer novos amiguinhos na blogosfera! Enfim, poder acompanhar a vida e crescimento de cada blogueiro! Ver essa família sensual da blogosfera crescer cada vez mais XD

      Eu também amo hover, MAS TENHO PREGUIÇA DE TACAR NO MEU BLOG e.e'''''

      "Tagarelar tanto pelos comentários que ultrapassamos o limite e temos de repartir em vários" NESSE DAÍ EU JÁ SOU PRATICAMENTE UMA SENPAI SHAUSHAUSHUA

      Enfim, eu tenho que começar a dar andamento nos meus projetinhos do blog! Hoje mesmo consegui achar o cabo da impressora e vou poder digitalizar meus desenhos para TENTAR fazer o meu mangá shoujo purpurinadão!

      O povão da blogosfera é parceria! Claro que eles iriam aceitar numa boa XD Até porque isso não te impede de ser essa pessoinha mirabolante e queridinha que tu é \O/

      Kiss

      Eliminar
    2. Sinto-me tão mal por só estar a responder agora! *chora rios* Você responde sempre aos meus comentários depressa, já eu consigo sempre acumular os seus :/ Anyway, realmente os posts de natal (e o de ano novo, kamisama) renderam demasiados comentários para eu dar conta, eu fico orgulhosa porque cada comentário que o nosso tipo de blog recebe vale à vontade por uns 4 ou 5 que os ditos blogs comerciais recebem. Mas isso demora décadas para responder ~ironia da vida... E portanto eu vou começar por tagarelar acerca da blogosfera: eu não cheguei a fazer parte da antiga, mas cheguei a vê-la, e acredite que não era tão diferente assim da nova - pelo menos, do núcleo ao qual nós pertencemos - a não ser por um bocadinho menos de conteúdo. Na verdade, como muitas das blogueiras da antiga blogosfera nem percebiam muito de layouts, eu até que acabo por preferir a atual, se não contarmos com os blogs comerciais. Então acredite, não há motivos para sentir falta de nada, a não ser de um ou outro blog em específico. E mesmo dos blogs comerciais, alguns são resgatáveis, e falta ainda mencionar o que a Hari disse, sobre um terceiro tipo de blogs que mistura os dois universos, como o dela, o meu ou o seu - blogs com imenso conteúdo, relativamente variado, e introduções/conclusões bem pessoais. OH, VOCÊ FAZIA PARTE DA ANTIGA BLOGOSFERA COM A NANDA??? Não fazia ideia! Mas eu lembro-me que vocês postavam juntas! EXIJO MAIS DETALHES SOBRE O SEU PASSADO OBSCURO!

      Haha, você devia fazer essa tag, foi divertidíssima de fazer e é claro que você está nela, na verdade, eu poderia ter mencionado você em mais tópicos ainda porque você é o espírito reencarnado da rainha da blogosfera. Acredite, querendo ou não, você está a dominar a blogosfera toda ;) "MORRAM DE INVEJA RELES MORTAIS" Vê, até você sabe do poder que tem haha >.< É exatamente como você disse, ver a blogosfera sensual a crescer, a maneira como trocamos ideias, conversas, dicas, surtos, queixas, projetos, imagens, inspiração para blogs ou para a própria vida... é uma sensação tão fenomenal, que me atrai tanto, que eu tenho a certeza de que nunca poderei deixar a blogosfera - mais facilmente deixaria, se realmente não tivesse tempo, os animes, os meus desenhos, as leituras, a escrita... - mas a blogosfera é quem eu sou. E não posso abrir mão de quem sou. Heh, e eu já reparei que você tem ficado preguiçosa na hora de colocar hovers no seu blog - a única coisa que eu lamento nos seus layouts, porque habilidade não lhe falta.

      E quanto ao resto do comentário... primeiro, estou ansiosa por ver os seus desenhos. Muito mesmo! E sim, a minha irmã ganhou as ditas luvas ;) A minha mãe deixou-me ler a conversa que ela teve com você, nem pense que vou acreditar que você tinha habilidades telepáticas ^^ E fico contente por ter ganho uma bolsa tão lindinha assim :3

      Eliminar
    3. Além disso, a minha família não é, infelizmente, do tipo que se une para a guerra, mas une-se para pequenas coisas, e isso basta-me e deixa-me feliz. Também imaginei que você fosse entender a parte do "pobres que somos", aliás, a sua família parece bem cheia de tretas, e eu lembro parte desse episódio da tia. Esse "olhar de cima" e julgamentos num geral também são algo a que eu estou habituada. Mas é precisamente quando se sabe ver através da confusão que se acha as melhores surpresas. "é essa complicação que tem a sua graça! " <=exatamente o que eu quero dizer, e precisamente por isso é que gosto de vidas complicadas - parece que cada coisinha, por mais simples que seja, tem o seu significado. Nem toda a gente sabe reconhecer/apreciar isso, e nesse sentido eu detesto pessoas pessimistas, mas já calculava que você me fosse entender na perfeição, pois numa das suas filosofias, você pareceu-me saber reconhecer as coisas que a vida dá: como o facto de ter entrado em veterinária contrariada, o que se veio a revelar uma excelente surpresa.

      Oh, e eu mesma sinto que já conheço suficientemente bem a sua família - especialmente sobre a Nanda e o Rafa. Aliás, eu mesma consegui mais vítimas para No.6, algumas delas masculinas, e não é que o anime está a ser aprovado?! E eu também adoro tentar falar de games que nunca joguei, pelo interesse e pelas teorias zueragem mesmo >.<

      Jaa!

      Eliminar
  4. Olá, Any!
    O seu texto fala do Natal de uma forma muito bonita e que devo concordar! Para mim o Natal não é algo de muita importância, mas gosto muito de ver a minha família junta como se as brigas e problemas que ocorreram no passado nunca tivessem acontecido, como se a ceia/almoço de comemoração fosse uma demonstração gigantesca de que tudo o que aconteceu tivesse sido muito bem enterrado e esquecido no passado. Não há nada melhor do que ver a minha tia correndo de um lado para o outro para comprar presentes para todos, uma das minhas primas vindo de outro estado para a ceia, a outra arrumando tudo na casa dela e a minha mãe fazendo o temido salpicão cujo nem o cheiro consigo sentir... Tudo isso demonstra muito bem como todos estão amigos novamente e que as desavenças passadas não são mais relevantes, uma vez que tem gente subindo até pelas paredes para preparar as celebrações natalinas.
    É, é como você disse. O Natal é uma época para lembrar que família é família, pessoas são pessoas e que o amor é o amor. Isso faz com que de certa forma, superemos cada vez mais as idiotices que podem ter ocorrido no passado.

    A parte sobre a blogosfera é uma grande verdade! Os blogueiros mais comerciais falam bastante sobre a antiga blogosfera, quando na verdade o espírito dela nunca deixou de existir por completo. O número de blogs pessoais diminuiu um pouco, mas é só saber por onde procurar que você terá um universo inteiro de blogs dessa natureza. Talvez a blogosfera tenha mudado de uns tempos para cá (principalmente em termos estéticos, lembro que quando entrei na blogosfera era uma BRILHOSIDADE MORTAL), entretanto o estilo pessoal de postagem jamais deixou de existir.

    Eu vi a postagem da Hari, realmente interessante escrever sobre as coisas que se gosta de fazer na blogosfera. É muito legal ler sobre isso! E ah... COME TO BRAZIL, ANY! -q Eu tenho bastante espaço aqui em casa para trazer visitas kjfksdfskdlfjklj. Acho muito legal que goste de aprender mais sobre o Brasil através de postagens! E isso me deu uma ideia, senhora -q Acho que eu poderia organizar uma postagem cheia de fotos e coisas interessantes sobre a cidade que moro, como os pontos turísticos e até mesmo lugares aleatórios por onde passo, ou alguns fatos que andei observando e por aí vai... Tem muita coisa bacana sobre a minha cidade divosa -q.
    E ah, mais uma coisa: realmente fiquei com vontade de citar sobre as cinquenta coisas que gosto de fazer na blogosfera, com certeza postarei sobre isso no meu blog juntamente com uma update pessoal!

    O comentário ficou gigante, eu realmente fiquei feliz com isso apesar de que você vai provavelmente dormir lendo ele -q kjkljdlksgjlg.

    <a href="http://u-shinai.blogspot.com/>Ushinai no Ame</a>

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim o natal não é especialmente importante, mas sempre é mais importante que o resto das celebrações, e tem uma espécie de significado contrariado que eu referi no texto. Fico contente por você ter gostado dele :) Na verdade, quase todo o seu primeiro parágrafo do comentário se aplica a mim, especialmente a parte dos problemas enterrados no passado. E nem eu sei como é que tive inspiração para escrever uma conclusão de que ainda me orgulho >.<

      Indo para a blogosfera, a [un]happy girl chamou isso de hipocrisia, acho que você vai concordar que foi uma palavra bem assertiva. E para além de reclamarem, e não fazerem nada para preservar o espírito da "antiga blogosfera", ainda fazem por ignorar/não procurar os blogs que mantém esse lado pessoal, seja mais ou menos aliado ao conteúdo. É como você disse, um universo de blogs, enquadra-se na categoria dos nossos. Se bem que essa brilhosidade me faz feliz por ter diminuído, os blogs "tão kawaii que até dói" eram encantadores, mas às vezes cansava um pouco olhar para eles - especialmente em termos de layout, mas de postagem também, e fico feliz por agora ter surgido um terceiro tipo de blog (de que a Hari falou um pouco a seguir) como o dela, o meu, o seu, que concilia o conteúdo com o lado mais pessoal.

      Aceitarei todo o gosto ir para o brasil um dia e fico extremamente radiante com o convite, mas ainda há de demorar um pouco - tenho muito que estudar por aqui, e além disso, quero estar bem ciente dos riscos do brasil antes de ir para a "boca do lobo" - e eu sei que você trataria de me manter viva, mas diga-se de passagem que Portugal é um país assustadoramente seguro e pacato em comparação com o brasil. Sim, por favor faça essa postagem! *.* E faça a tag também - aliás, gigante, dormir, eu? Se aguento os comentários da Hinata com toda a animação possível, não se preocupe, o seu foi facílimo de ler ^^

      Eliminar
  5. Oi lá cheirosa! Ah, é assim mesmo, na blogosfera há vários tipos de pessoas, aqueles que respondem comentários numa velocidade mais rápida do que a de publicá-los e aqueles que demoram absurdos de tempos pra responder, e eu não vejo problema em nenhum dos dois -q
    Esse post tá tão grande, tão grande, que parece um post da Hinata, fala a verdade vai? Foi a Hinata que fez né? -qq
    O Natal parece muito bonito pra você, não? Parece ter um significado enorme. Eu, como já disse aqui, fico longe de ceias e famílias no Natal, digamos que minha família seja um tanto problemática, ou na real eu que seja a problemática da história. Eu vejo no rosto das pessoas o quanto elas querem que o jantar chegue logo para comer e ir embora, ninguém parece se importar sobre espalhar alegrias, as pessoas que o fazem costumam ser falsas... Enfim... Não são todos, claro. E também não queria "estragar" a beleza do seu texto sobre Natal, mas é assim que o vejo na minha cabecinha obscura. Talvez não seja culpa minha, talvez seja culpa do ambiente em que vivo, ou não, talvez seja eu mesmo.
    Como assim cara? A blogosfera já esteve pior, uns sete ou oito meses atrás, mas agora eu não mais a vejo como "nova blogosfera" ou então "antiga blogosfera", desses meses pra cá percebi uma grande diferença de vários blogs a postar, alguns blogueiros -como é meu caso- mesclaram esse estereótipo de "antiga" e "nova" blogosfera e inventaram uma própria maneira de se relacionar com os outros, tanto postando, quanto comentando. Vejo blogueiras que fizeram isso também, mesmo que inconscientemente, você, a Hinata, a Lives, a Chell, a Bunny... Vejo nelas a beleza e organização da nova blogosfera junto com o carisma e fraternidade da nova. Tais pessoas que falam que sentem falta provavelmente perdeu um grande amigo no meio dessa chuva de gente que saiu e agora não acha mais graça em postar, talvez seja isso. Mas mesmo assim, também perdi um grande amigo que saiu da blogosfera e estou aqui firme e forte, o quanto eu puder segurar meu blog, vou mantê-lo.
    Realmente não sei como transformar isso em uma tag, sério -q
    E você fez direitinho! "Partilhar ideias que tenho", "Inventar um tutorial exclusivo", "Ver layouts free"... Quem nunca? Me identifiquei! Ah! Sabe o que mais? "Hovers, adoro hovers <3" e quem não adora? Eu não sei fazer decentemente, sempre que coloco hover em tudo, fica um cocô, mas você é a rainha disso <3
    Nunca deixei de amar artigos de papelaria, tenho tudo e qualquer coisa com canetas, papéis e agendas aqui em casa, é um verdadeiro vício <3
    E eu visito seu blog de listas quase toda semana, quando estou sem tempo, todo mês, e realmente tem uns blogs meio "nada a ver" na sua lista. "Nada a ver" que digo é tipo... Ah! Sei lá! Super diferente com o habitual. Isso não é uma coisa ruim, claro que não, pelo contrário: É ótimo!
    Animes e mangás... Vontade de ver, falta de disposição e tempo quase zero...
    Ah! Mais uma coisa -tio Jackie- por que diabos não aceitaríamos o fato de ser bi? Só um doente de mente fechada não aceitaria! Claro que nunca deixaríamos de apoiar uma blogueira, quer dizer, uma amiga só pela opção sexual dela! Você que é incrível, por isso só tem leitores que são incríveis para você <3

    Diário de uma Otome

    P.S.: "Breve, o que é isso? É de comer?" RESUMIU A MINHA VIDA SHUASHSAUA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca ninguém me tinha chamado de cheirosa >.< E já agora, eu acabei de mencionar o seu comentário (uma parte dele) em todos os anteriores, e obrigada por compreender a minha retardadisse em responder a comentários. Esta época do Natal/ano novo deixou-me tão atrasada que consegui acumular 31 comentários, e já me fui lamentar para o facebook. Aliás, você tem facebook? E eu meio que senti que o post tinha tamanho titã também + conteúdo misturado, e como eu digo, a Hinata está lentamente a dominar a blogosfera. Mas... haha, não, fui eu que fiz ;)

      Longe de ceias não fico, mas apesar do significado, é um significado contrariado. Reside apenas numa coisa simples, que são as tréguas temporárias, mais coisa menos coisa. Mas como eu disse quando falei com a Hinata, eu gosto de quem vê o copo meio cheio e que consegue ver coisas boas nas complicações, no que não é 100% bom, e embora eu não me fosse sentir mal passando o natal longe da festa, fico feliz por, por uma noite, acreditar nessa lamechice de que diferenças podem ser completamente superadas. Ou seja, na minha cabeça tudo é uma ironia enorme, mas uma ironia que eu aprecio. Aliás, mesmo a minha família tem um pouco essa pressa de fazer o natal acabar depressa, em parte, mas eu acredito que foi por todos nos termos forçado durante uns anos mais complicados, que agora dá pra estar de boas. Pelo menos da minha parte, eu tive uma fase em que não gostava do natal. Mas eu consigo obrigar-me a gostar de qualquer coisa, e acho que foi assim que acabei por reconhecer um significado enorme onde antes não existia. Pode parecer até hipocrisia, mas não gosto de o ver como tal - vejo-o como um esforço, um progresso lento. Desde que o resultado seja bom, não vejo nada de errado em pessoas agirem durante uns tempos contra-vontade. É por isso que acredito que, por muita culpa que o ambiente possa ter, acho que todos nós podemos fazer um pouco para alumiar esse mesmo ambiente - e eu sou idealista, sim. Mas se quiser tentar, aí está o convite ^^

      A parte que eu referi noutros comentários foi esse seu conceito de blogs que mesclam os dois grandes tipos - comercial e pessoal, moderno e antigo - que conciliam conteúdo com diário. Eu sempre vi o meu blog sendo esse tipo de mistura, em TUDO, mas achei que fosse só coisa da minha cabeça - e foi consciente, na verdade, com muito orgulho. Ainda bem que não, e aliás, eu acho absurdo chamar "antiga blogosfera" a algo que continua a existir - daí o título "estamos aqui". Quanto ao Thonn e a perdas de amigos, isso ainda é algo que lamento bastante, mas acredito que todas nós devemos continuar a blogar com tanta força como você ;)

      Haha, eu sabia que muita gente se ia identificar com as coisas que eu coloquei na tag, e hovers são aquele amor secreto que quase toda a gente tem - embora eu já me tenha deparado com pessoas que acham hover irritante. Quando chego a blogs sem um único hover, bate um desânimo inexplicável, é uma estupidez, mas eu realmente já fico desiludida com o layout -.- Eu até acho que você faz ótimos hovers, e o melhor é que é muito boa a modificar e mesclar tutoriais por aí - e eu comecei um pouco assim, então se eu sou a rainha dos hovers, você caminha para lá.

      Eliminar
    2. Eu adoro variedades, e consigo achar blogs comerciais com um ou outro posts que me interesse, mais ou menos alma por trás. Portanto ainda bem que você também gosta dessas surpresas das minhas listas. Oh, outra amante de artigos de papelaria <3 Mais do que colecionar, eu gostaria de ter espaço e tempo para organizar, decorar, e fotografar as coisas que já tenho. Eu tenho uma admiração secreta por organização/decoração, então tudo o que se pode classificar como "bonetenho", eu quero. Tenho descoberto que nós temos mais coisas em comum do que eu antes julgava - você também shipa reigisa, não é assim? Eu ADORO reigisa, é o meu ship favorito e inflexível de Free :3 "Vontade de ver, falta de disposição e tempo quase zero..." - e com isso indentifico-me também.

      Você que é incrível, por isso só tem leitores que são incríveis para você <3 <===Você está a tentar seduzir-me? ;)

      [KAMISAMA, É O PRIMEIRO COMENTÁRIO DUPLO QUE FAÇO SEM SER COM A HINATA OU COM A MIYANEO!!!!]

      Eliminar
    3. GENTE DO CÉU, GIOVANA, SEGURA MEU FORNO! TÔ USANDO O INTERVALO DE ALMOÇO PRA RESPONDER ISSO, ENTÃO DESCULPA O COMENTÁRIO CURTO!
      Não creio que você respondeu sahuahsu
      Vai, demora pra responder mesmo, eu deixo -q
      Brinks, ainda continuo achando que não há problemas com a demora, nem precisa mais se desculpar -qq
      Cheirosa é uma palavra fofa e engraçada ao mesmo tempo, então fica assim mesmo, cheirosa shausahuas
      AI MDS, NEM CREIO QUE DEMOREI MEIA HORA PRA LER SUA RESPOSTA
      AGORA A JUMENTA DA HARI SÓ VAI TER MAIS TRINTA MINUTOS PRA DIGITAR
      AI MELDELZ
      Tô louca, tô louca, ignora -qq
      Deve ser por isso que ama tanto o Shion, Any, você é igualzinha a ele, idealista. Talvez até batendo a ingenuidade, mas o que importa é o quanto ele sabe ser feliz com o lado sonhador dele, e acho que você também faz isso, não?
      Ah, eu só coleciono a papelada mesmo, até tenho aquela vontade de organizar, decorar e deixar tudo bonitinho, mas me ver aquela preguiça... Então sim, meu quarto parece um chiqueiro, o meu guarda-roupas só eu entendo, minha cama é desarrumada evermente... Uma vez um amigo do meu pai veio aqui em casa, aí enquanto meu pai estava apresentando a casa e chegou no meu quarto o cara disse "Oh, você tem um filho homem também?" e meu pai ficou tipo "Minha filha não é das mais organizadas", historinhas de vida -qq
      Gente, eu faço bons hovers? Não creio nisso, sério, de onde tirou isso? -q
      Sim, Reigisa é meu shipp forever de Free -embora eu chame ReiNagi, só abafa-. ELES SÃO TÃO PERFEITOS! INSEPARÁVEIS!
      "Você está a tentar seduzir-me?" ~Momento blushed da Hari~ C-como assim? Quê? Perdoe, não foi a intenção... Que vergonha agora -q
      Me vou agora, ainda vou procurar minha sala ali shuashu

      Eliminar
  6. Any, você nem precisava dizer que adora hover, poque eu já tinha notado. HUAHHASUAHUASHUAHU!
    Vou me ater à parte sobre nova blogosfera x antiga blogosfera, que é um papo polêmico e eu adoro. As vezes eu sinto que as blogueiras oldschool fizeram uma estranha panelinha, e tudo o que remete à blogosfera de hoje parece ser ruim. Eu discordo. Eu nunca fiz resenha antigamente, e descobri que adoro fazer isso, e que as pessoas gostam de ler também. Também me preocupo mais em postar coisas interessantes em vez de só falar da minha semana, mas isso me levou a aprender mais, escrever melhor e postar com mais frequência. Continuo conhecendo gente bacana e entregando plaquinhas fofas pras pessoas (e recebendo, como a plaquinha linda que você me deu *w*). Acho que você fez bem em se expressar, porque não é como se os bons elementos da blogosfera antiga tivessem morrido. Basta que a gente continue plantando essas coisas boas (ou postando, HAHAHA) e compartilhando isso com os novos blogueiros. Quem faz blog por comércio ou popularidade não é blogueiro de verdade pra mim, e eu só leio os blogs que gosto. Ironia é você ir num blog comercial e se deparar com uma dessas, me poupem! HASUHASUASHUSHA XDDD
    Sobre sua sexualidade, menine, não sabia disso, descobri agora! E uai, não vejo problema também. Vou te confessar minha faculdade é cheia dos movimentos libertários e eu tenho vergonha de dizer em voz alta que sou heterossexual o_o Mas ó, acho bacanésimo que você se sinta livre pra falar disso no blog, e espero que coisas boas venham disso também ♥
    Por último, eu queria dizer que te indiquei pra um meme de ano novo! XD Espero que não esteja avisando muito em cima da hora (mas eu mesma só descobri que fui indicada porque uma amiga comentou comigo pelo face, HAHAHAHA!) Segue o link!
    Um super beijo Any, e feliz ano novo! *w*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto, pronto, suponho que foi uma afirmação um pouco óbvia >.< Como eu disse acima, sempre que chego a um blog com um layout divo, mas que depois não tem um único hover, bate um desânimo tão grande que quase me custa ler os posts, haha.

      Então, sobre a blogosfera, eu não cheguei a pertencer à antiga, mas cheguei a vê-la. E é como você diz, essa panelinha irrita-me bastante, mais em cima nos comentários surgiu ainda a palavra "hipocrisia" relativamente ao facto de "reclamar mas não tentar fazer nada para mudar as coisas", e acho que é algo que também carateriza muitas das blogueiras que atualmente faz a dita panelinha. Na verdade, a Hari criou o conceito de "blogs mesclados" - como o dela, o seu e o meu, que faz precisamente essa mistura entre o lado pessoal e o lado com conteúdo (que pode talvez ser considerado comercial) dos blogs. Na verdade, eu criei o FS com o intuíto de conciliar vários mundos, mesmo. Na página do mídia kit e não só, explico que esse foi um dos motivos para eu ter até mudado o nome do blog. E eu não duvido nada de que o conteúdo faz com que as pessoas se aprimorem a si mesmas, o que me deixa radiante de felicidade e me faz estimar a blogosfera atual com todas as forças. Acho que a única coisa que foi perdida da blogosfera antiga foram blogs pontuais, mas não o espírito, e mesmo o estilo ainda pode ser achado, com maior ou menor evidência. Daí eu achar que a antiga blogosfera é, na verdade, perfeitamente atual. "não é como se os bons elementos da blogosfera antiga tivessem morrido."<= exatamente, basta continuar com as nossas plantações ;)

      Fico feliz por não ter problema para você, e obrigada pelo apoio ;) Bem, na minha escola não há movimentos desses, mas eu considero as pessoas receptivas - evitando um pouco o assunto, mas não por más intenções ou preconceito. Digo-o porque semana passado eu ganhei coragem (estupidez?) para anunciar que sou bi no facebook, e tenho a certeza de que toda ou quase toda a turma sabe. Mas tirando os pouquíssimos que me deram um força diretamente, e aqueles que perguntaram se era ou não verdade, quase ninguém reagiu - o que não denota exatamente apoio, mas ei, continuaram a tratar-me com tanta normalidade que ainda nem consigo perceber se eles sabem mesmo ou não, mas acho que sabem - mesmo que não tivessem visto nada, a notícia já se terá espalhado, pois deve ter sido uma surpresa para toda a gente. Mas não foi um resultado nada mau.

      E já fiz o meme, arigatou ^^

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †