setembro 10, 2015

{mega-resenha} Code Geass


MUAHAHAHA! Julgavam que me esquecia de resenhar Code Geass? É claro que não ;) Só estive a adiar para torturar mais a Hinata com a espera, sei como é difícil para ela aguentar os surtos, mesmo que ela mesma já tenha feito uma resenha e consiga adivinhar algumas das coisas que ela vai dizer, mas eu gosto de ouvir coisas repetidas, dá para captar mais detalhes e agora poderei compreender a totalidade do que ela vai dizer ^^ Code Geass é um anime já de 2006, produção original, com traços semelhantes aos da Clamp - personagens esticadas, queixos angulares ou pontiagudos (sem meio termo), olhos bastante peculiares... - e que é muito falado. Afinal, o protagonista, Lelouch, é considerado por muita gente mais genial que o Kira de Death Note, e é difícil imaginar isso, mas eu concordo. O anime é tão elogiado que o fui ver com as expectativas altíssimas, o que normalmente significa que acabarei ligeiramente decepcionada, mas desta vez aconteceu o contrário: foram superadas! E por isso merece uma mega-resenha, uma resenha de tamanho normal não seria suficiente para descrever tudo o que é perfeito aí.


Antes de mais, vou deixar aqui a Sinopse:
O Japão foi invadido e conquistado pelo império de Britannia, a principal potência. E agora é conhecido como “Área 11” e os cidadãos como “Elevens”. O Império de Britannia tirou a independência do Japão e impôs regras para usar os Knightmares. As leis do Império nunca titubearam, mas problemas começaram a surgir... O jovem Britannian, Lelouch, recebeu um poder especial de uma misteriosa garota: GEASS. Um poder absoluto, o qual permite que o usuário dê ordens para todos. Lelouch, assumindo a identidade de Zero, decide planear a destruição do Império de Britannia usando seu poder como arma. Seus objetivos são: vingar a morte de sua mãe e criar um mundo no qual sua irmã mais nova, Nunnally, possa viver em paz. Aquele que decidirá tudo que estar por vir é o seu pai, o Imperador de Britannia.

Despachemos a parte técnica: conta com duas temporadas de 25 episódios cada, e duvido que consigam acabar a primeira sem começar imediatamente a ver a segunda, pois termina num ponto crítico e que deixa imensas questões no ar. A produção ficou a cargo do estúdio Sunrise, e como já referi, o caráter design é da responsabilidade da CLAMP, que amadurece que forma a acompanhar o crescimento das próprias personagens. Para um anime de 2006, fiquei agradavelmente surpreendida com a qualidade da animação - claro, a pintura não é tão brilhante como a dos animes atuais, tendo sombras bem "sólidas" e não tão suaves, como se tem tornado comum ultimamente. As 2 ou 3 primeiras openings fazem muito aquela cena clássica de "apresentação de personagens num fundo contrastante", mas as próprias cores não foram muito bem escolhidas, claro que é implicação minha, mas a paleta de cores faz a diferença toda - foi por isso que a última opening me agradou mais em termos estéticos >.< PORÉM, os efeitos eram bastante bons e a animação fluída. Além disso, no começo de quase todos os episódios, havia um resumo muito bem feito do que acontecera até esse ponto. A trilha sonora também é maravilhosa, principalmente as músicas com um toque mais triste e misterioso, como estas:  If I were a bird | Continued story | Alone | Innocent days | Stories (a primeira dessa vídeo). Diga-se de passagem que este é o meu póster favorito: www

É preciso deixar aqui umas poucas informações sobre a família real e os milhentos filhos que o Imperador teve. Como a Hinata explicou na resenha dela, "É tipo anime de hentai gay, onde você chuta uma pedra e sai uns 273627118732 homens! Só que no lugar dos homi coloquem irmãos e irmãs!" Que fique claro - e isso é dito relativamente no começo - que o Lelouch e irmã Nunally não são japoneses, mas Lulu decide lutar pelos direitos deles porque... bem, selecionem o texto para ler o pequeno spoiler: tecnicamente o imperador deixou a mãe deles morrer. A mãe deles era apenas a quinta-esposa, será também uma personagem relativamente importante para o enredo e nem todos os filhos do imperador são irmãos, na verdade a maioria é meio-irmão. Após os irmãos terem ido viver para o colégio, com o trauma, Nunally deixou de poder andar e de ver, mesmo aparentando estar bem psicologicamente, em toda a sua gentileza, alegria, capacidade de interpretar bem o que ouvia e a situação à sua volta, etc...

Falemos agora das personagens - com um elenco tão grande, é difícil dar atenção individualmente a cada uma delas, então tentarei focar-me apenas nas principais. Uma coisa que notei é que todas são carismáticas e reagem aos abalos políticos de uma maneira distinta, o que se pode justificar ou não pelo seu papel na sociedade, pois tanto temos "elevens" (japoneses) como Britannians, tanto temos personagens com um estatuto importante como terroristas, ou de um estatuto mais humilde. Isso condiciona parte das suas experiências, expectativas e pontos de vista. Nem todas têm o seu background trabalhado, mas eu vejo isso como um ponto forte, pois evitou aquele tipo de episódios que muitos animes atualmente têm, APENAS centrados na apresentação do passado e motivações da personagem, o que é por norma bastante entediante, e se fizessem isso com todas as personagens, além de nunca mais se sair do sítio (considerando o número delas), passaria a impressão de que todas têm a mesma importância. Ou então seria uma forma de apresentar personagens que prometem muito mas cujo potencial não seria usado mais tarde. Isso é bastante frustrante. Em vez disso, o anime só mostrou o passado de algumas, e nunca de uma vez só - os flashbacks eram revelados aos poucos, o que evitou quebrar o ritmo do anime. Uma boa escolha ^^

Comecemos por C.C., pois sem ela, não haveria anime, por muito genial que seja o Lelouch. Ela é uma bruxa que no começo estava a ser mantida como arma secreta, e foi com deu o poder ao protagonista por ver como ele se agarrava aos seus objetivos. No começo pode parecer suspeita e desleixada, talvez até passe a ideia de que só queria assistir ao que acontecia ao mundo como se fosse tudo um enorme brinquedo, mas não é bem assim. Além de ela ter um passado algo solitário, e não apenas devido ao facto de ela ser imortal, é muito inteligente e realmente leva a sério o seu papel como cúmplice de Zero. Também tem um lado bastante humano, pois apesar das várias respostas secas e altivas que dá, também é gentil e permite-se confiar nos outros de vez em quando. E adora pizza. Uma grande parte das personagens assume uma identidade dupla, mas vou focar apenas em 3: Karen/Kallen, a tímida e doente estudante metade britânica metade onze que na realidade é uma pilota de mecha muitíssimo competente, enérgica e com uma personalidade forte; E ainda Lelouch e Suzaku.

Ambos são fiéis aos seus ideais e estão dispostos a lutar, até a morrer, por eles, não como sacrifícios inúteis, mas apenas no caso de isso servir para alguma coisa. São peças dos seus próprios planos, principalmente Lelouch - ou Lulu, apelido que muita gente lhe dá. Mas apesar de terem isso em comum, são retratados como opostos, as típicas "duas faces da mesma moeda", sendo a moeda o objetivo final (reconquistar os direitos dos elevens e um mundo melhor) e as duas faces, o método usado. As suas crenças podem ser resumidas numa frase: “o objetivo deve ser atingido a qualquer custo, não importando os meios” (Lelouch) e “o resultado só tem valor se atingido pelos meios corretos” (Suzaku) [fonte: www]. Mas nunca deixam de parte o seu lado humano ou mais social, os amigos, os sentimentos. Suzaku de uma forma nobre, altruísta e tudo isso, Lulu de um modo mais natural - ele realmente divertia-se e valorizava os momentos que passava na escola, e passou a apreciar mais ainda quando começou a perdê-los. Nota-se, das duas vezes em que ele estava sem poderes - sim, eu disse duas, mas não poderei falar da segunda. A primeira é no começo do anime, obviamente - ele matava a aula de educação física para fazer partidas de xadrez, fazia parte do concelho estudantil e das ideias mirabolantes da presidente - uma personagem que adorei pela sua felicidade radiante, gentileza, apoio, e simplicidade, era essa a sua arma e eu adoro personagens assim. Muitas vezes os seus planos de rebelião foram atrapalhados por isso e mesmo assim nunca os viu como um problema, foi-lhe até difícil desistir deles. Lulu ponderava se valeria a pena fazer certos sacrifícios. Também finge muito bem, mas nem sempre deve ter sido fácil para ele fazê-lo. E era meio desajeitado com as raparigas, quando não rude. As poucas vezes em que perdeu a cabeça, ficou desanimado, desesperado, desgostoso ou meio histérico, foram bem dolorosas de assistir mesmo quando se justificavam, qualquer espectador aceitaria se depois de tudo o que ele passou, das mortes que causou acidentalmente, se tornasse algum tipo de vilão ou acabasse com os seus ideais distorcidos, mas depois ele recuperava, um alivio. Poucas decisões são tomadas com ódio e nunca usa o poder que tem para salvar a própria pele da confusão que causou, o completo oposto de Kira, e é por esse motivo que considero Code Geass melhor que Death Note. Suzaku é completamente cavalheiresco, e mesmo com a aflição que o melhor amigo, a princípio sem saber que era ele, lhe causou, não perdeu a cabeça e foi capaz de o apoiar nos momentos críticos. Tem grandes habilidades de luta, tanto a pilotar mechas como fora deles (de certeza que não é um ninja?), mas mais do que isso, ele tem realmente intenções dignas e nobres, quer alcançar os seus objetivos pelo método mais pacifico e correto possível, mesmo que seja o mais demorado e não completamente bem sucedido. Por isso entrou no exército da Britânia. Também tem os seus pequenos atrapalhanços com gatos, momentos fofos e engraçados, mas de resto, parece estar sempre em controlo de si mesmo - aliás, essa e uma das personagens com mais auto-controlo que já vi, nunca perde a compostura ou mesmo a gentileza, e mesmo quando tem de ser cruel ou duro, é-o de forma fria, nunca desesperada, nunca em lágrimas, nunca aos berros, nunca sem parecer completamente racional. 

Esta é outra história em que os sentimentos são tratados com imensa dignidade. Não só pelos ideias das personagens, não só pelas suas histórias, não só pelo seu comportamento, não só por elas em si - e sim por elas com os outros. O clima de guerra não seria tão tenso se as personagens não fossem importantes umas para as outras, em muitos sentidos. Mais acima falei da amizade entre os alunos no colégio Britânico em que Lelouch estudava, mas há muitos mais laços a referir: por exemplo, a relação entre ele e a irmã. Nem se atrevam a pensar em incesto! É verdade que muitos animes usam esse cliché irritante, e convenhamos que CG tem a sua dose de ecchi (nada demais, porém), mas a forma como esses dois irmãos se dão é completamente bela e natural. Habituados às manias um do outro - por exemplo, a Nunally já nem diz nada quando o Lulu chega tarde a casa - gentis e preocupados um com o outro, tendo sempre coisas a contar, de que se rir, a lembrar, percebendo quando um deles estava metido em problemas... na verdade, a irmã mais nova tinha um talento para perceber quando não estava tudo bem com Lelouch, dela ele não conseguia esconder grande coisa. Adorei os vários laços de amizade e as histórias de romance paralelas à intriga política. Não posso entrar em detalhes, mas todas são diferentes entre si e são muito bonitas, pouco exageradas e sem tomarem demasiado espaço na história. Temos até amor proibido ;) De alguma forma, consegui shipar pouco yaoi, é bom saber que continuo sã ^^ Aliás, embora muitos cartazes de arte oficial sejam insinuadores, e mesmo com influência da CLAMP (toda a gente sabe sobre o seu círculo de doujinshis, certo?), não achei que o anime tivesse assim tanto bromance. E está bem como está. Ri imenso com aquele episódio em que o Lelouch ganhou fama de playboy, e mesmo estado um quanto implícito o romance que ele mantinha com duas/três mulheres ao mesmo tempo, sem contar com a miudinha chinesa que se auto-proclamava sua esposa, não foi algo que se tenha tornado incómodo ou irritante em momento algum. 

Com sinopses boas e temáticas interessantes, é muito comum o desenvolvimento revelar-se fraco, mas aqui tudo foi trabalhado e abordado até ao ponto certo. Não fiquei decepcionada com NADA! A primeira coisa que me espantou foi o ritmo dos episódios, extremamente rápido, o que me deixou com um enorme sorriso no rosto logo ao fim do primeiro episódio - quer dizer, é-nos apresentado como um estudante inteligente e desleixado que fugiu da escola para desafiar um talentoso jogador de xadrez, é confundido com um terrorista, reencontra o melhor amigo, foge com a "arma secreta", é quase morto, depois recebe poderes... essas coisas normalmente exigem tempo para serem mostradas sem parecerem apressadas, mas mesmo com uma apresentação de tirar o fôlego, em momento algum as cenas pareceram receber pouca atenção. Claro, há fases em que o ritmo desacelera um bocado, mas mesmo assim nunca me deixou com vontade de dormir, o que tem vindo a acontecer com uns quantos lançamentos recentes. Para retratar uma rebelião, é preciso mostrar jogos estratégicos e de manipulação política, e o anime fá-lo com maestria. Lelouch é um génio, mas tem rivais à altura. É engraçado como fui completamente enganada por eles: a Cornélia, que me parecia arrogante no começo, acabou por se revelar uma personagem atenciosa, querida e correta, já o Schneizel, que me parecia ter uma maneira de pensar nobre, era um desgraçado que só queria desenvolver "máquinas de matar". E mesmo com as limitações do Geass de Lulu - só funciona uma vez em cada pessoa e apenas sob contacto direto - ele sabe como lhes dar a volta, usando espelhos, ou gravações. Aparecem também outros usuários do Geass, que assume uma utilidade diferente para cada pessoa.

A opressão é bem representada, mesmo que Lulu vivesse num meio bastante diferente (por ser britânico). O desprezo que os britânicos tinham pelos onze surgia nas mais variadas situações, e não podiam ser ajudados nem com o Lelouch, Karen ou outras personagens a assistir, pois isso fá-los-ia ser ainda mais maltratados quando os seus defensores fossem embora. Também foi um choque quando o Suzaku, um onze, foi escolhido para cavaleiro. Os cientistas retratados têm consciência de que as armas que criam não matarão apenas inimigos, mas também inocentes, e sentem o peso dessas mortes. É exibido todo o interesse e manipulação por trás dos meios de comunicação, aliás, diria mesmo que Diethard é uma personagem-tipo que encarna isso na perfeição, mudando de lado sem hesitar simplesmente para poder filmar os acontecimentos mais marcantes de perto - bem, pelo menos sempre foi sincero, nunca se deu ao trabalho de disfarçar o que realmente ambicionava e foi útil à sua maneira. É bom encontrar alguém que não usa máscaras. O anime também retrata algumas questões económicas, por exemplo, a produção do mineral Sakuradite e as suas reservas, que foram uma das razões da Britânnia ter dominado o Japão em 2010 - não sei se já disse, a história principal passa-se em 2017. Na verdade, esse mineral é muito usado para criar armas e em experiências científicas. 

A Hinata problematizou a situação principal muito bem, então vou citá-la de novo: "a partir do momento em que o Lelouch se voltou contra o império de Britannia ele acabou gerando uma guerra civil (império X terroristas/guerrilheiros) e posteriormente isso tomou proporções maiores. E onde há guerra há morte, porém mesmo que as mortes sejam do lado inimigo isso não significa que eles realmente sejam pessoas más, eles também possuem amigos e famílias, eles apenas estão lutando por aquilo que acreditam, portanto vale mesmo a pena sacrificar tantos e impor seus ideais e projetos por um "bem maior"!?" Guerra, política, estratégia, mechas... uma combinação que me poderia ter entediado muito se fosse apresentada como num shounen típico - do tipo, "eu luto pelos meus amigos, yay!" - mas na verdade não foi apenas abordada de maneira inteligente como também madura. Pesada, equilibrada, com uma quantidade abismal de plot twists, sendo que a dificuldade das decisões e perdas das personagens realmente nos toca e deixa apreensivos. O anime é categorizado como drama, e tem realmente uma boa dose disso, mas não de uma forma irritante. As personagens estão tão ocupadas a sopesar qual o próximo passo a dar para minimizar as consequências (já que é impossível serem nulas), que nem têm tempo para choramingar muito ou se deixarem ir abaixo. Têm é de se concentrar em seguir em frente, pois a rebelião já está começada e o tempo não volta, então a única coisa a fazer para não deixar as mortes terem sido em vão é pelo menos alcançar o objetivo inicial. Ouvi dizer que algumas traduções do título descaracterizaram a ideia original: Hangyaku no Lelouch significa, literalmente, Lelouch da Rebelião, e não A Rebelião de Lelouch. A rebelião não lhe pertence, ele é que foi tragado por ela. Traduzir da segunda maneira é bastante pretensioso, uma rebelião que pertença a uma personagem só deve ser uma coisa bem pequena, a não ser que a personagem seja algum deus - e aqui sabemos que não é nenhum dos casos. As proporções que a os acontecimentos políticos do anime alcançam são tão grandes que absorvem todas as personagens à volta, Lelouch foi apenas quem deu o primeiro passo, e acho importante ressaltar isso. 

E agora vamos à ÁREA SPOILER. Aqui é onde irei mencionar algumas das coisas que adorei, que mais me surpreenderam ou deixaram chocada, onde falarei dos meus ships, de algumas cenas em particular e misturo surtos em cada frase.

ÁREA SPOILER: on
Então, vamos começar pelos ships. Embora sendo fujoshi e adorando todo o material (mesmo oficial) que ajuda a shipar o Lelouch com o Suzaku, que decididamente têm um laço muito forte entre eles, eu consegui não levar o meu ship yaoi tão a sério desta vez. O Suzaku e a Euphie decididamente faziam um par lindo, a princesa era incrível à sua maneira e vê-la morrer porque foi obrigada - por acidente e quando parecia que tudo ia ficar bem! Arrrrrr! - a ir contra os seus próprios princípios e exterminar os japoneses... foi realmente uma das coisas mais chocantes de presenciar. Quase nem dava para acreditar. Na verdade, muitas outras mortes ou outras coisas foram tão injustas que me atingiram em toda a força. Refiro-me ao caso da Shirley, que recebeu um final daqueles mesmo após recuperar a memória perdida e perdoar o Lulu, ou do Rolo, ou... ai, vamos parar por aqui. Também adorei os ships secundários entre personagens de que me esqueci o nome entretanto, mas estou a pensar naquele "romance proibido" entre um dos membros dos Cavaleiros Negros e a mulher de cabelo azulado da Britânia, ou entre a rapariguinha de cabelo branco chinesa (embora ela seja um bocado... nova demais) e o seu "guarda-costas".


Além disso, Code Geass também foi dos poucos casos em que eu consegui dar crédito ao harém, sem ter preferência por alguma personagem em particular: O Lelouch era sem dúvida amado pela Shirley, tinha uma rapariga chinesa a auto-proclamar-se sua mulher, a CC que sem dúvida se tornou mais do que uma simples cúmplice, e a Karen em toda a sua atitude honesta acerca de si mesma e de sentimentos explosivos - aliás, adorei como ela aceitou que Zero era afinal um amigo dela e aluno da escola. Gostei de todas elas, e fui incapaz de decidir com quem é que Lulu deveria ficar - o que nem faria diferença, já que o romance não é o foco da história.

Passei a história toda a acreditar que Marianne tinha sido uma personagem - uma mãe - decente, mas afinal de contras enganei-me. Bem, considerando que me enganei a avaliar uma grande parte das personagens, nem é de admirar. Ver como Lelouch derrotou o pai e a mãe - que, apesar de bem intencionados, tinham o objetivo (que me parece cada vez mais repetitiva nos shounen, mas tudo bem) de conquistar a paz basicamente unificando as pessoas, o que resultaria num mundo sem sentimentos e sem identidade pessoal - conseguindo fazer os próprios deuses obedecer, foi épico à sua maneira, e adorei a expressão de apoio feroz da CC e do Suzaku mesmo ao pé dele. Valeu a pena Lulu ter aguentado até lá. Mas o que se seguiu...


A sério, que final foi aquele?! Não me entendam mal, foi PERFEITO. Mas arruinou os meus sentimentos e ainda me deixa a pensar. Tal como muita gente, eu ainda tenho esperança de que ele tenha escapado naquela carroça que apareceu no final onde CC ia :) Mas é realmente algo difícil de acreditar, então caso tenha mesmo morrido, foi uma morte maravilhosa, e teve completo controlo sobre ela. É isso que eu amo no Lelouch e a principal razão para me fazer admirá-lo muito mais do que a Kira [hobbie favorito: ser repetitiva]: Sou incapaz de dizer qual é mais inteligente ~ainda acho que é Lelouch, mas as circunstâncias são demasiado distintas para avaliar~ e Lulu está longe de inocente, mas não apenas concretizou o seu objetivo, como foi um objetivo nobre. Nunca perdeu de vista a ideia do que era o melhor para o mundo, e para isso sacrificou a sua própria felicidade. Foi uma cena dolorosa - ver como a Nunally compreendeu de repente que ainda amava o irmão e que não fazia sentido ele ser o tirano por quem se queria fazer passar; tudo o que Lelouch disse a Suzaku enquanto era morto pela melhor amigo, envergando o fardo de Zero, a proximidade desses dois; como concentrou o ódio do mundo em si mesmo e levou o ódio para a cova juntamente com ele próprio; os rebeldes, personagens que todos os espetadores amam, a agir no último segundo; Karen, dias depois, a refletir sobre tudo o que tinha passado, e a imaginar que, se Lelouch visse o novo mundo, provavelmente iria rir e dizer que saiu tudo como planeado.

ÁREA SPOILER: off :)

E era isto que eu tinha a dizer. Se calhar vi Code Geass um pouco tarde, mas antes tarde do que nunca, e decididamente é um anime que vale toda a fama que tem. Termino com uma citação do anime, e aqui (www) uma lista delas, todas bastante merecedoras de ser lidas. Até mesmo pelas próprias citações é possível ver como, apesar de toda a estratégia e manipulação presente em Code Geass, nunca deixa de tratar os seres humanos como o que realmente são. 

"A amizade é como um vidro… Às vezes, ele está diante de seus olhos, mas não é perceptível, pois é transparente. Mas quando reflete a luz, demonstra o quanto é belo" 

21 comentários:

  1. Yo, Any!
    Eis mais uma mega resenha que você faz de um anime que eu já tinha ido dar uma olhada, mas como a minha preguiça é maior, eu acabei desistindo.
    Eu até me lembro que na época em que eu fui olhar o Code Geass, eu tava assistindo Death Note, Rurouni Kenshin e Hellsing, tudo ao mesmo tempo (inclusive foi nessa época em que as minhas notas começaram a cair), e como você já pode prever, não deu certo assistir na época e eu desisti de vez. Admito que fui assistir justamente por causa dessa comparação do Lelouch com o Light que eu fui tentar assistir, e vou ser sincera, até hoje tô com preguiça de assistir, mas quando ela passar, vou ver se assisto porque parece legal.
    Ah, uma coisinha: lembra daquele post que tu fizesse sobre Yoga, que eu falei daquele mangá meio-yaoi e você me pediu uma resenha? Eu já tinha feito uma a muito tempo, mas sem querer eu apaguei, senão tinha deixado o link aqui :(. Mas como eu amo muito esse mangá, eu faço outra ao estilo das mega resenhas que tu faz, com ala de spoiler e tudo mais. Vai ser a quinta vez que eu refaço, mas por mim não tem problema.Jaa!
    http://docetesrevolts.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, Livia, muito obrigada por se dar a esse trabalho toda a atender o meu pedido! *.* Principalmente se vai resenhar pela quinta vez, quanta paciência, só por isso merece ser admirada! Se você gosta tanto e está disposta a fazer mega resenha, então tenho ainda mais vontade de ler e ESSE POST PROMETO QUE COMENTO, li os posts de Diabolik lovers e queria muito comentar, mas com as minhas aulas prestes a começar e a quantidade de coisas que ainda me comprometi a fazer antes disso não deu, pelo menos ainda.

      Haha, eu também sou assim, nunca consigo dar conta de vários animes ao mesmo tempo e por isso estou a desistir de acompanhar os animes ao longo da temporada, é preferível deixá-los terminar e assistir depois, um de cada vez. Mas acredite, o Lelouch é bem melhor que o Kira, e o anime é realmente incrível, merece que vença a sua preguiça ;)

      Obrigada por ser tão querida :3

      Eliminar
  2. ANY-CHAAAAANNNNN MEU DEUS! PARA TU TER UMA NOÇÃO SÃO 23:17, TENHO QUE IR DORMIR, MAS FODA-SE! NECESSITO SURTAR, CASO CONTRÁRIO NEM SEBASTIAN NA CAUSA AJUDA!

    Cara, primeiro: EU NÃO ACREDITO QUE TU COLOCOU ESSE TRECHO "É tipo anime de hentai gay, onde você chuta uma pedra e sai uns 273627118732 homens! Só que no lugar dos homi coloquem irmãos e irmãs!" Fiquei imaginando tu falando essas zueras shaushaushuashuashua.

    Enfim, eu poderia começar surtando com Lelelouch, poderia falar daquele jeitinho de Uke do Suzaku, ou então das trocentas fanarts yaois hardcore do Suzaku pagando uma de Seme. MAS, eu irei falar primeiro DOS CIENTISTAS! Sim! Dos cientistas! Porque eles foram as primeiras criaturas viradas nas ciências que não eram um bando de psicopatas! ELES TINHA SENTIMENTOS! ELES SENTIAM CULPA E REMORSO! Mas, tinham que lidar com isso! Nossa, eu amei o povo científico desse anime! Eram tudo um bando de malucos, diga-se de passagem que o Lloyd puxava mais fumo que o tio Kishimoto, mas mesmo com toda essa loucura eles tinham um coração, sentimentos, eles sabiam que estavam fazendo merda. Cara, eu bati palmas para esse povo!

    Okss, agora vamos surtar com a viadagem......SHUASHAUSHAUSHAUSHUA MULHER EU SÓ TE DIGO UMA COISA! ESSE SUZAKU PAGA UMA DE UKE, MAS NA VERDADE A PRIA DELE MESMO É SER SEME! TU NÃO TEM NOÇÃO! FUI PESQUISAR UMAS FANARTS E TOPEI SÓ COM UNS YAOIS HARDCORE COM O SUZAKU SENDO SEME DO LELOUCH! VELHO, NUNCA PENSEI QUE VIVERIA O SUFICIENTE PARA VER O SUZAKU PAGANDO UMA DE MACHO ALFA! Na boa, porque vamos combinar que ele dava umas gayzada de vez em quando!

    Enfim, mas falando sério! Todo mundo fica pagando pau para o Kira, mas o Kira não passa de um baita surtado! Aliás, o que foi aquele episódio final com o Kira surtando que nem mulher de TPM!? Pô, se vai descer do salto que faça isso com glamour e não daquela forma! Mas, já o Lelouch ele se manteve fiel aos seus ideais, família e amigos até o final! Ele NUNCA ferraria com a irmã dele, ao contrário do Kira que cogitou a possibilidade de deixar a irmã dele. Enfim, o Lelouch foi um personagem bacana porque não deixou o poder dele subir a cabeça!

    Outra personagem que eu amei foi aquela maluca da presidenta do conselho estudantil! VELHO, OS FESTIVAIS ESCOLARES DELA ERAM OS MELHORES! O engraçado é que lá império e terroristas aproveitavam bem de boas todo o festival! Gente, eu achei genial uma cena do Lelouch nesse festival com telefone para cá e para lá! Aí ele para e diz "Dessa forma como vou conseguir planejar uma revolução" enquanto se via atrapalhado para resolver os arranjos do festival escolar para a presidenta! Gente, essa mulher era muito foda! E O QUE FOI AQUELE CASAMENTO ARRANJADO DELA COM O Lloyd!? shaushaushuashua meu deus, eu nem acreditei quando vi aquilo!

    Mas, acredito que o melhor desse anime eram as coincidências irônicas! Porque quando cê via, tinha gente do concelho estudantil com terrorista e quando menos se esperava brotava gente do império e o Lelouch no meio de tudo isso, tendo que falar com seus amigos, bancar o revolucionário e despistar o povão do império!

    Cara, e o que falar do meu gostoso do Schneizel.....................Ele tinha TUDO, TUDO MESMO PARA SER PERFEITO........MAS O HOMI DECIDE PAGAR UMA DE FILHO DA PUTAGEM! PELO AMOR DE DEUS! PORQUE DIABOS O BOY MAGIA SUPREMO DESSA BAGAÇA! O HOMEM VIRADO NOS FANSERVICE, VIRADO NAS SENSUALIDADES COM PINTA DE PRÍNCIPE PERVERTIDO TINHA QUE SER UM DOS SUPREMOS FILHAS DA PUTAGEM DESSE ANIME!? PORQUEEEEEE!? Ç^Ç Olha, num quero nem saber! Esse home pode ser uma desgraça, mas eu curto ele! Adorava quando ele aparecia e quando sambava no glamour com suas estratégias, mesmo sendo um desgraçado! Afinal, ELE É LINDO E RICO! O RESTO É DETALHE U.U ~me julgue sociedade!~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara, sobre a Euphie................................PUTA MERDA O QUE DIABOI FOI AQUELA MORTE! NOSSA, NÃO TEM NEM O QUE COMENTAR! Aquilo foi horrível! Mas, a verdade é que eu estava desconfiada! Tava tudo muito fácil, tudo muito "felizes para sempre". E não deu outra! DEU MERDA! EU SABIA QUE AQUELE CASAL IA TOMAR NA CABEÇA! EU SABIA, TAVA SENTINDO QUE O SUZAKU IA TOMAR BONITO NA CABEÇA! PORQUE OS "PRÍNCIPES BONZINHOS AMIGOS DO PROTAGONISTA" SÃO OS PRIMEIROS A TOMAREM NA CABEÇA! Ai cara, meu shipp, meu feeeeeeellllllsssssssssss! Nossa, o pior de tudo é que a Euphie ficou resistindo, ou seja, ela REALMENTE NÃO queria aquilo! Lutou até o último momento de sanidade para não matar o pessoal!

      Aliás, falando em shipp..............QUE COISA MAIS MIMOSA AQUELA GAROTINHA DE CABELO BRANCO E O GUARDA-COSTA DELA <333333 (também não sei os nomes Ç.Ç). VELHO, EU SHIPPEI AQUELES DOIS ETERNAMENTE! E FODA-SE QUE ELA É NOVA DEMAIS! É ANIME, TÁ VALENDO DE TUDO! NA BOA, ELES DOIS JUNTOS SÃO UM MIMO SÓ! DEVERIA TER UMAS OVAS SÓ COM O ROMANCE FOFO ENTRE ESSAS DUAS CRIATURINHAS <333333333

      Cara, todo mundo fica falando das viadagens desse anime, mas eu sei lá.....Também não consegui shippar muita viadagem! Para mim os shipss que se formaram estavam tão bem elaborados e tão natural que não tinha como shippar alguma outra coisa! Foi tudo muito bem colocado.

      "toda a gente sabe sobre o seu círculo de doujinshis, certo?" EU NUM TÔ SABENDO DESSAS DOUJINSHIS! ALGUÉM POR FAVOR ME MOSTRE QUE CÍRCULO DE PERVERÇÃO É ESSE!

      Gente, o final........................O QUE DIABOS FOI AQUELE FINAL! MEU SENHOR AMADO! EU não sei nem o que comentar! Nossa, eu desde o primeiro episódio me perguntava "Como diabos essa treta toda vai terminar" E eis que eu acabo com as minhas expectativas superadas de uma forma inexplicável! Foi simplesmente genial a forma como o Zero se tornou um tipo de Deus, venerado por todos e mais genial ainda o fato do Lelouch querer manter em seu Pedestal! Foi genial o Lelouch não querer sujar a imagem de Zero e fazê-lo com que o Zero libertasse o povo do "mal", ou seja, do próprio Lelouch. A forma como ele direcionou o ódio para si mesmo, tentando até mesmo apagar aquele episódio da Euphie e pedindo para o Suzaku o matar......NOSSA SEM EXPLICAÇÃO! PERFEITO, DIVO, MARAVILHOSO! E depois a irmã dele compreendendo tudo o que tinha acontecido! Aliás, há uma teoria sobre o Lelouch ser imortal e de que Nunnally tenha visto o que o Lelouch planejava através desse poder dele. Tipo que nem quando alguém encostava na C.C e aparecia aquele monte de imagens sobre o passado dela.

      E a trilha sonora..............NOSSA, TENHO AMORES ETERNOS COM A OP COLORS <333333333 E aqueles encerramentos maravilhosos! A parte visual dos vídeos não eram exatamente a coisa mais elaborada e bonitinha de se ver, mas as músicas escolhidas eram muito boas! Baixei praticamente quase todas elas no meu celular <3333333

      Ah! Cê viu que tem umas ovas de Code Geass, não sei se é exatamente um spin-off, ou alguma história se passando num mundo paralelo da história original. Mas, há uma série de teorias envolvendo essas ovas e a possibilidade do Lelouch estar vivo. Eu ainda num vi elas, mas rolam boatos de que são muito boas!

      Eliminar

    2. SABIA QUE EU TAVA ME ESQUECENDO DE COMENTAR ALGUMA COISA!

      Primeiro: Cornelia! Cara, eu pensava que ela fosse uma naja! Uma baita nojenta que só faria merda! Mas, eis que a mulher era gente boa! Até estava preocupada com o Lelouch e com a Nunnally, tem uma cena que ela diz que lamentava a morte deles e da quinta rainha! No final das contas, ela era uma mulher bem forte, mas extremamente amável ^^

      Segundo: MAS QUE PAI MAIS INDECIFRÁVEL O LELOUCH TINHA! '-' Até agora não sei o que sentir por esse personagem '-' Sei lá, as intenções dele até que eram boas, mas o homem em algum ponto surtou legal para fazer toda aquela treta!

      Terceiro: QUE QUERIDO AQUELE CASAL DO AMOR PROIBIDO (A MULHER DE CABELO AZUL E O CARINHA TERRORISTA). NOSSA FIQUEI NUM ALÍVIO ETERNO DE VER QUE PELO MENOS ELES DOIS PUDERAM FICAR JUNTOS!.....Eles ficaram juntos, certo!? '-' Porque o restante dos shipps.....AFUNDOU MAIS QUE O TITANIC Ç^Ç

      Cara, eu tô sentindo que tô esquecendo de surtar com alguma coisa! Mas,agora já é 00:04 e eu tô precisando ir dormir (porque amanhã a desgraça aqui tem aula Ç.Ç.....Ainda bem que é sexta-feira *^*).

      Kiss

      (P.s: Caso, eu me recorde de alguma coisa voltarei aqui para surtar....MUAHAHAHAHAHAHAHA \O/)

      (P.s 2: ME SENTI MUITO HONRADA, DIVA DO UNIVERSO COM ESSES TRECHOS DO MEU POST QUE TU COLOCOU AÍ <33333333333333333)

      Eliminar
    3. FINALMENTE!!!!!!!!!!!!!!!! FINALMENTE ESTOU A CONSEGUIR RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO!!!!! A blogosfera anda bastante deserta, não é? Nem sei se ainda vou a tempo de responder, foi preciso coragem para responder a tudo do seu comentário triplo >.<

      Haha, é para ver como eu amo os seus posts e acho o que você diz extremamente assertivo ;) A maioria das suas resenhas é tão perfeita que eu por mim citada mais de metade de cada.

      Por mim, Suzaku tanto está bem como uke como seme. Ele tem aquela bondade e dedicação tímida toda que normalmente se associa aos ukes, mas consegue ter uma atitude desgraçada de seme e é o único capaz de deixar Lelouch à sua mercê. E eu sei dos fanarts. Nem é preciso ir tão longe, aliás, com a arte oficial por aí ^^ Mas embora - como a Miyaneo explicou lindamente - haja bons motivos para shipar yaoi, não me consigo opor aos ships mais próximos do canon, pois achei todos lindos e naturais. Acho que quem fala tanto de viadagens nesse anime nunca viu nada como Free>.< E precisamente, eu acho o Kira bastante fraco em comparação com o Lulu. "Pô, se vai descer do salto que faça isso com glamour e não daquela forma!" - EXATAMENTE! E não apenas por isso e por não deixar o poder subir-lhe à cabeça, é muito mais difícil usar o poder quando se preza pelo bem dos outros do que protegendo-se apenas a si mesmo, e só por aí já denota mais inteligência.

      Quando fui reler a sua resenha, já não me lembrava de metade do que você tinha dito no começo - normal, quando não se reconhece suficientemente bem as personagens pelos nomes nem se tem noção do contexto em primeira mão - então a sensação de identificação quando vi você admirar tanto a humanidade dos cientistas foi ENORME! Não apenas em animes, mesmo em livros e principalmente em filmes os cientistas são retratados com imensa distância, frieza e falta de sensibilidade, enquanto em CG eles eram todos queridíssimos às suas maneiras. Já agora, só impressão minha, ou ele é mesmo gay? Bem que ouve aquela coisa do casamento arranjado com a presidente, o que felizmente nem foi para diante porque não fazia, err... grande sentido. Seja pelo Lloyd parecer gay ou pelo menos não parecer ficar bem com ninguém - a ciência é a sua vida - seja porque a presidente mereceu realmente o desfecho que teve. E não apenas pelo entusiasmo com que ela organizava os festivais e incluía toda a gente, mas também pela forma como ela ria sempre e superava os problemas sem deixar de ser sentimental, mas sem se tornar chorona, denotavam uma força enorme e é uma das maneiras de lutar que eu mais admiro - apresentar sempre um sorriso na cara, e sentir a felicidade que emana dele, não apenas como uma farsa.

      Haha, as coincidências! Eu às vezes não sabia se devia rir ou chorar >.< Na verdade, esse seu parágrafo já traduz a treta tão bem que dá vontade de tacar na resenha.

      Eliminar
    4. "ELE É LINDO E RICO! O RESTO É DETALHE U.U ~me julgue sociedade!~ " Hina-clone, não se perca NUNCA por um homem assim! ;) Mas durante muito tempo, eu realmente admirei o Schneizel. Achei que ele realmente estava ali para resolver as coisas. Quando revelou ser um desgraçado daqueles... nã, não consegui gostar mais dele. Embora ainda admire as suas estratégias, não pela moral, mas pela eficácia. Todos os filhos do imperador eram incríveis, não eram? A Cornelia, O Lelouch, a Nunally (pela força que demonstrou principalmente no final), Schneizel,... e a Euphie. Que teve força para até tentar resistir ao Geass. Acho que esse foi o plot twist mais horrível do anime, porque parecia que tudo ficaria calmo por uns tempos, que ela e Lelouch seriam realmente aliados, tendo uma conversa tão bela. Depois, Lulu diz que a podia obrigar a fazer coisas horríveis se quisesse num tom de "nunca teria coragem de te fazer isso, és uma pessoa querida para mim"... e acontece. Acho que nem os espetadores, nem ele, nem ninguém queria acreditar no que estava a acontecer. E resistiu bem.

      A garotinha chinesa e o guarda-costas podem dar uma história meia lolicon, mas que são lindos, sem dúvida são. E o outro casal com a mulher de cabelo azul também me convenceu bastante :3

      Se calhar um dia destes falo mais da Clamp. Se não, apenas pesquise. Das ovas, ainda não vi, mas fiquei sabendo, e também sei da teoria de Lulu ser imortal.

      Bem, comigo não foi apenas o final a superar as minhas expetativas, foi o anime INTEIRO! :o "Foi genial o Lelouch não querer sujar a imagem de Zero e fazê-lo com que o Zero libertasse o povo do "mal", ou seja, do próprio Lelouch. A forma como ele direcionou o ódio para si mesmo, tentando até mesmo apagar aquele episódio da Euphie e pedindo para o Suzaku o matar......NOSSA SEM EXPLICAÇÃO! PERFEITO, DIVO, MARAVILHOSO! E depois a irmã dele compreendendo tudo o que tinha acontecido!" POR FAVOR NEM ME FAÇA LEMBRAR MAIS, QUE ESSA PERFEIÇÃO TODA COMOVE!

      Volte sempre, e desculpe mais uma vez a demora :)

      Eliminar
  3. Olá! Você pode fazer um layout para o meu blog ? Por favor ! ifonlyawards.blogspot.com
    Com a feat Kyary Pamyu Pamyu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como prometido, já está feito ^^

      Eliminar
  4. No começo do anime até que gostei...mas aos poucos fui me estressando, e acabei nem assistindo a segunda temporada ≧︿≦

    Bocchan de: Pequeno Conde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estressando, como assim? E eu acho que você ainda devia tentar. Até acho que faz de certa forma o seu género de anime, pelo menos em parte :) Se depois vir, diga alguma coisa!

      Eliminar
  5. OMG, eu estava esperando por esse review jnmuikdh ♥♥

    Bom, como começar? Durante praticamente a leitura inteira eu senti um certo aperto no coração, já faz bastante tempo desde que assisti, então confesso que não me recordo de quase nada do enredo exceto o final da primeira e segunda temporada (como esquecer!? Eu revi o fim da segunda mais de 4 vezes e chorei em todas! - sério) mas mesmo assim lembro-me de ter tido altos ataques e choros assistindo (a propósito, quando você disse “ele realmente divertia-se e valorizava os momentos que passava na escola, e passou a apreciar mais ainda quando começou a perdê-los” foi meio que um pisão de salto 15 nos meu sentimentos, obrigada ;v;) .
    No meu caso, não aceitei muito bem o harém... Eu simplesmente odiava todas as garotas exceto a C.C e a irmã do Lelouch! Okay, eu meio que não tenho 100% de certeza disso k. Mas em especial, eu sei que tinha um hate eterno pela Shirley e a Kallen, pois na época eu shippava forte C.C x Lelouch e ao meu ver elas eram meio que “rivais” da C.C -q.
    Em relação á Kira VS Lelou: Mesmo gostando muito de ambos, eu escolho o Lelouch como meu favorito. Enquanto em Death Note nós vemos o Light se corromper de seus ideais aos poucos, em Code Geass isso não chega a acontecer (claro que, como você disse, existem momentos que nos fazem pensar que o mesmo irá ocorrer com Lelouch, mas logo ele retomava sua postura natural). Kira queria ser um deus, e no fim morreu levando uns tiros do broder do café, enquanto Lulu (achei meio engraçado chamarem ele assim fjdikfuj) morreu sendo tachado de vilão quando na verdade era o herói! (tsk, isso foi tão... injusto ;=;).
    Acho que é só isso, tá ai mais um anime para a lista de “animes que todos deveriam ver” (~ ̄▽ ̄)~.

    - Um -

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haha, obrigada por esperar, demorou um pouco para sair mas mais vale tarde do que nunca >.<

      Ah, eu adoro sentir esse tal aperto no coração quando me identifico ou sinto nostálgica ao ler algo. E COMO ASSIM VOCÊ REVIU MAIS DE 4 VEZES?! Mas eu não chorei nenhuma, estive perto, e fiquei emocionada, mas também me senti agradada com o final e sou coração de pedra suficiente para conter as lágrimas com coisas dessas. De nada por pisar nos seus sentimentos ;)

      Eu por norma opto por ignorar as rivalidades, pelo menos se as raparigas forem amigas - e eu acho que deitar uma amizade a perder por causa de um homem é um desperdício. Então eu fiquei espantada com a forma como elas até pareciam rir-se disso. Claro, tinha as minhas preferências - por exemplo, eu preferia a CC, e nunca contei com a Nunnaly como parte do harém, então adorava-a num sentido diferente - mas gostei bastante da Karen e da Shirley à sua maneira.

      E eu também prefiro, DE LONGE, o Lelouch, aliás, exatamente pelos motivos que você citou e que eu tentei deixar claros no post, mas não sei se consegui >.<

      Realmente todos deviam ver, ainda bem que CG é tão recomendado.

      Eliminar
  6. Nossa muito obrigada por aceitares!!!
    Sim,tenho preferência das cores rosa escuro e azul escuro, e eu quero um ar mais fofinho para o blog. Sobre as imagens,não tenho preferência pode usar as que achares legal!

    Muito obrigada pelas dicas, só não estou postando muito por que estou em época de testes , para teres ideia estou a comentar pelo telémovel. Muito obrigada mesmo, mas só uma perguntinha ,quando mais ou menos tu terminarás meu layout?

    ResponderEliminar

  7. Nossa ,nossa,noooooossaaa!!! Esta perfeito Anilyan!!!! Amei,amei demais! É o lay mais bonito que eu já vi na vida ! Meu e-mail é dovecameronnoticias@gmail.com

    Muito obrigada mesmo, ah e não se esqueça de inscrever o 4ever Sapo no nosso award!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou, já está tudo tratado, como sabe ;)

      Eliminar
  8. Olá 0/
    Eu vim avisar que ficaste colocada entre os 5 primeiros lugares do Panda Blogueiro!
    Confira:
    http://bunny-contest.blogspot.pt/

    Kiss ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por avisar :) Vou participar na terceira edição também ;)

      Eliminar
  9. Yo! Bem, eu vou tentar não escrever muito porque a sua resenha em si já foi ENORME SUHASUAHSU Então vou pular um monte de coisas que eu geralmente falaria e só vou comentar as coisas que eu, como uma fã de Code Geass iria comentar mesmo >-<" (Geralmente falaria o porquê do anime é bom, mas bom todos já sabem!)

    Essa comparação entre o Lelouch e o Raito/Light sempre esteve presente porque os dois personagens "nasceram" de forma similar: De repente, e que desperta "algo neles". E usando a inteligência que estava adormecida neles, usam para se rebelar. Porém, como o próprio nome, "Lelouch da Rebelião", ele tem seus motivos e isso é uma coisa que eu gostei muito no animê: Em todos os seus planos, Lelouch teve descobertas (a cena do pai dele) e mortes em seu caminho que fizeram ele repensar em todas suas atitudes e em determinado momento do animê você vê que ele repensa todas elas, e o _motivo_ pelo qual ele luta, o final do mundo que ele quer ver muda. Antes, como a sinopse disse, era criar um mundo onde a Nunnally vivesse bem, mas depois se torna algo mais que isso, embora o centro continue o mesmo. Ele amadureceu e é um dos personagens com "defeitos" que eu mais amo. De verdade. Choro horrores na última cena dele com o Suzaku. Obviamente minha obsessão pelo Lelouch e pelo Suzaku também não deixa de enxergar o egoísmo de ambos, mas como vc mesmo disse, o final foi perfeito. Já o Raito (voltando àquele assunto da comparação entre eles) toma um rumo diferente: ele quer ser o DEUS desse novo mundo e o Lelouch nenhuma vez disse nada sobre isso. O novo mundo que ele gostaria de criar nunca teve ele como seu "dono". Nunca havia "dono", na realidade. E o Lelouch fazia isso pelo próprio bem de seu povo, por buscar justiça por sua mãe, e sua irmã. O Raito é um lek com fogo no rabo inteligente pra caramba com um caderno mágico, só isso. Os ideais são diferentes e perguntar quem é o melhor entre os dois chega a ser uma brincadeira.

    Sobre a morte do Lelouch no final, há controvérsias pois:
    1 - O acordo entre ele e a C.C era que ela deixasse de ser imortal. O que na realidade isso significa é que o próprio Lelouch deveria abrir mão de sua humanidade e tornar-se imortal, assim como um dia a C.C foi forçada a ser.
    2 - Na cena final do animê, a C.C fica tagarelando algo sobre o Geass e fala "Certo, Lelouch?" e normalmente o animê acaba aí (https://www.youtube.com/watch?v=3Vw7cCrlSq0). Mas tem uma "versão estendida" dessa cena em que logo após ela fala isso, a pessoa que está guiando a carroça com os cavalos É A PORRA DO LELOUCH CARALHO (https://www.youtube.com/watch?v=gNhyzoq4mxo) e é isso.
    3 - As duas versões estão "corretas". O ser humano Lelouch já não existe mais e a prova disso é que ele mesmo se matou em frente à todos porque ele sabia que não poderia mais viver com as mesmas pessoas, carregando o fardo que já não era dele. O seu papel ali foi dado e era a sua rebelião que havia posto um fim na ditadura de Britannia (de forma genial, devo dizer). O sacrifício que ele e o Suzaku fez compactuam o mesmo, mas também não dá pra saber se o Suzaku sabia que, tecnicamente, ele não morreria naquela hora. Provavelmente se formos nessa linha as únicas pessoas que sabem que ele virou imortal é a própria C.C e o Jeremiah (aquele servo de máscara do Lelouch).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 4 - Tem gente que coloca o mangá no meio da história, mas se for ver bem o mangá é só abobrinhas :v Não tem como tirar nada de muito útil sobre o final de lá. Então, todas as coisas que eu falei baseiam-se somente no animê mesmo.

      Sobre os ships, eu falo que dá pra shippar TODO MUNDO com o Lelouch, a Karen que teve uma ligação-sentimental-romântica com ele na primeira temporada vai perdendo esse carinho e quem a gente vê dando esse destaque que ela teve é o Suzaku (no quesito par romântico de longa data e que conhece o personagem muito bem) - partindo do princípio que não, não estou falando de ship yaoi nem hétero, apenas ship em si - e guria que morreu então nem se fala. Acho que por isso que a aproximação de SuzaLelou ali é mais válida depois. Acho que se for pra só ver os lados dos ships, os "canon canon" em linha temporal no animê (os principais) com o Lelouch seria algo Karen-Suzaku-C.C. Porque como eu disse, a Karen foi perdendo sua confiança e intimidade com o Lelouch, o Suzaku rendeu sua identidade como o ser humano, a pessoa "Suzaku" para se tornar "Zero" e a C.C é a quem ficou em definitivo no final com o Lelouch, EM AMBOS OS FINAIS, aqueles que eu citei em que ele morre, e que ele não morre e vira imortal, quem fica com o Lelouch sabendo de todos os planos, _todos_, é a C.C. Eu odeio esse ship Lelouch x C.C., aliás; estou falando só porque eu sou fã e não sou cega.

      Meu OTP mesmo e SIM É REAL FODA-SE OS HATER é SuzaLelouch com muito orgulho. Fiz até fanfic mano DKJADKJA~SDLJDLA amo/sou. De verdade. Sobre o harém, apesar de ter muitos personagens femininas fazendo absolutamente nada, assim há com personagens masculinos. Em Code Geass o poder em si não é abolido das mulheres, vemos muitas personagens importantes e principalmente, fortes (apesar da clara hierarquia patriarcal presente no animê, consequência da conquista do império Britannia sobre o Japão).

      Não tem como eu falar de só um personagem de Code Geass. Todos eu amei muito, e as mortes foram chocantes sim. Todos foram importantes para o Lelouch crescer e bem, não virar um Raito da vida (o que em determinado momento achamos sim que ele ficou louco do cu, e ia matar todo mundo e foda-se)... O que não aconteceu, amém. Acho que isso é mostrado gradativamente no decorrer da história, mas sem ficar chato. Ou melhor, eram plot twists, então não tem como despregar os olhos!

      Sei que demorei a fazer o comentário, mas é que o post ficou tão enorme que nem tive tempo de lê-lo inteiro antes. Aconselho mais esse post a quem JÁ VIU o animê, no entanto, como eu. A quem vai ver indico mais sinopses mesmo HUSAHUSHAUHA Bem, acho que eu "só" vou falar isso por hoje, porque já faz tempo que eu vi o animê e já discuti TANTO, MAS TANTO QUE TU NEM FAZ IDEIA com ele por aí que a minha cota de tagarelar de Code Geass já foi pro saco HUSASUAHSA (e apesar disso ainda amo o anime e vivo falando dele, sim TODOS DEVERIAM VER CODE GEASS DKSADASJDKLAJDKLAJDL~KDA)

      Beijoooooooooooooos Ani-chan!

      (e eu pensei que escrevi pouco, e dai na hora de postar ele disse que eu ultrapassei o número de caracteres DE NOVO! Desculpa ;-; eu tento evitar escrever tanto assim HUSAHUSA)

      Eliminar
    2. Ohayou, e desculpe a demora para responder ^^ Não admira que a sua opinião se baseie no anime, já tinha ouvido dizer que o mangá é bem treta.

      "Lelouch teve descobertas (a cena do pai dele) e mortes em seu caminho que fizeram ele repensar em todas suas atitudes" - Awnn, eu gostei tanto de como você disse isso, e concordo completamente. Compreendo bem a comparação entre o Lelouch e o Raito, mas para mim, Lelouch será sempre superior, pelo seu lado mais humano, por ter sido fiel aos seus ideias e ir, conforme fazia essas descobertas, lapidando ou acrescentando detalhes. Ele tinha consideração pelos outros, vacilava - um defeito encantador, digamos assim - o que não apenas o torna mais querido, mas para mim denota também mais inteligência, pois fazer estratégias que protejam várias frentes ao mesmo tempo exige uma maior agilidade de raciocínio, eu penso. "O Raito é um lek com fogo no rabo inteligente pra caramba com um caderno mágico, só isso. Os ideais são diferentes e perguntar quem é o melhor entre os dois chega a ser uma brincadeira." Ora nem mais ;)

      Já sabia dessa teoria sobre Lulu ser imortal, mas não conhecia o vídeo, obrigada por ter mostrado, e realmente, segundo essa interpretação ambas as teorias estão corretas. Faz sentido que ele tenha ficado assim depois do contrato com CC, e raios, é tão bom ver que mesmo ela teve o final que merecia e que não foi apenas posta de lado! >.< Normalmente, quando nas histórias querem criar impacto emocional, focam apenas nos protagonistas, mortes, e tragédias principais, deixando todas as outras personagens em "suspense" e só depois informando do que aconteceu com elas, mas o seu destino raramente é mostrado num primeiro plano. Em CG, tudo parece interligado, faz sentido, e combina na perfeição com o ar digno do final. Como a Hinata disse, é lindo como o Lelouch não se atreveu sequer a manchar a imagem de herói do Zero, confiando-a ao Suzaku.

      E sim, foi isso que eu notei também, que dá para shipar toda a gente com o Lelouch, principalmente a Karen, Suzzaku e CC. Por motivos algo óbvios para todos, e tudo bem que para mim você não distinga entre ship yaoi ou hétero, eu também prefiro nem separar, até porque, como você disse, tanto as personagens femininas como masculinas podem ser inúteis ou ter poder. Haha, eu até gostei da CC com Lelouch, aliás, como julgo que disse no post eu acabei por aceitar bem todos os potenciais pares românticos em vez de ter apenas um OTP, então acabasse como acabasse o anime, eu ficaria feliz. Eu shipei bastante SuzaLulu também, mas como também gostava de Suzaku com a Euphie, não os shipava de forma tão ardente assim. Enfim, tolero os ships todos ^^

      Haha, consigo imaginar as discussões que você deve ter tido, e todas bastante profundas, acredito. Não se preocupe, eu gosto dos seus comentários grandes. Jaa!

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †