junho 05, 2015

O poder das fanfics


Ohayou!

Como prometido é devido, hoje decidi trazer um post que provavelmente até vai agradar a muita gente. É sobre uma forma de literatura que não é tão levada a sério, mas que eu acho impressionante e que tem cada vez mais força, e sei que várias leitoras e leitores do blog até gostam bastante de ler: fanfics. A única vez de que falei delas aqui no blog já foi há anos, e era mais um post introdutório e organizadinho sobre a definição, os géneros e os sites mais conhecidos de fanfics do que outra coisa qualquer (www). Agora o que trago é um post mais reflexivo sobre o poder crescente das fics, sobre como eu amo isso e como tanta gente se conecta com elas. Bem, começarei a introduzir o assunto com citações do blog Conversa Cult - não se assustem com a escrita rebuscada da autora, esse blog é PERFEITO. 

CITAÇÃO do CC

Foda-se o resto do mundo. É exatamente isso: Foda-se o resto do mundo.
Se você quer escrever uma história em que a Hermione é mandada para uma detenção com o Snape e os dois fazem sexo, você pode.
"Que coisa horrível"
"Não tem trama"
"É mal escrito"
Filtros e mais filtros.
E aí você pega isso e fala que é merda. Chama de erótico. Faz paródia. Transforma em filme. E tem que ser inteligente. Reprime cada vez mais algo que já é oprimido.
(Eu tenho uma revolta com a palavra "erótico", porque eu nunca tinha ouvido alguém descrever uma fanfic com sexo assim. Há vários termos usados para descrever as fanfics +18, mas erótico não é comum. Erótico é uma definição dada por gente que não lê fanfic. É a Iggy Azalea das fanfics, é apropriação cultural, e eu não gosto disso) 
A questão é que como livros e filmes, existe fanfic de todo tipo (boas ruins, de todos os temas), só que diferente dos dois primeiros, não há a menor seleção. Se eu quiser agora escrever algo muito racista e abusivo posso colocar na internet e as pessoas podem ler. Poço escrev até msm açim. Um desejo partilhado por duas pessoas já é o bastante. Enquanto em um livro há uma maior preparação, porque: dinheiro. Se uma editora vai gastar tempo, dinheiro e recursos nisso, tem que passar por um filtro que tem que garantir que as pessoas vão gostar. Se você vai fazer isso em um filme, o filtro é maior ainda porque é muito dinheiro envolvido e muita gente tem que gostar.
{PS: eu avisei que a escrita dela era rebuscada}
Para quem não entendeu ainda, esse trecho não fala apenas de fanfics, mas do filme 50 tons de cinza/50 sombras de Grey. Nem toda a gente sabe, mas todo esse sucesso começou como uma fanfic sadomasoquista de crepúsculo, que atraiu tanta gente, que acabou por ser publicada como livro e, por sua vez, adaptado para filme - com as suas diferenças, uma vez que sexo em filmes, aparentemente, tem de ser inteligente para dar dinheiro. Ou seja, mesmo eu não tendo lido nem a fic, nem os livros, nem assistido ao filme, reconheço que foi de uma importância enorme porque FINALMENTE deram espaço para uma fanfic crescer! É uma vitória desgraçada, e de certeza que inspirou montanhas de ficwritters.

Bem, essa simples adaptação, e aquilo que uma das autoras do blog ConversaCult escreveu, denota imensas coisas sobre o universo das fanfics. Fanfics são histórias escritas por fãs: assim, elas não têm de ser extremamente elaboradas ou fiéis à história original - podem alterar alguns factos, finais, acrescentar capítulos, cruzar histórias diferentes, ou mesmo passar-se num universo alternativo e traçar um romance entre 2 personagens que nunca se viram, simplesmente porque a autora teve a ideia de o fazer, e essa ideia ganhou asas. Nas fanfics, o que as pessoas querem ver não é um enredo extremamente elaborado, a vida e luta do herói por um determinado fim, ou qualquer coisa inteligente - para isso já há livros e filmes, onde os autores tentam ser perfeitos em todos os parâmetros. O que que se quer ver numa fanfic não são as lutas externas, e sim as internas. Um romance bem trabalhado e personagens desenvolvidas, o papel delas é resgatar até mesmo os ships afundados ou mais absurdos. É dar aos fãs que sentem algo por esse ship momentos delicados, ou fofinhos, ou de grande tensão sexual e culminar o romance de algum modo no final da fanfic, já que esse é o propósito - isso, ou partir os corações dos leitores com um final triste. Enfim, as fics existem para causar grandes emoções aos leitores. 

E apesar do que muita gente pensa, isso não implica que estejam mal escritas, que sejam ocas ou desprovidas de sentido. De facto, muitas são assim: as personagens fazem sexo no segundo parágrafo e pronto. Ou então, a fanfic tem tantos erros medonhos gramaticais, ou mesmo tão poucas descrições e beleza, que se torna aborrecida ou elegível. E dessas fics não gosto. Mesmo assim, se tiverem alguns leitores, talvez quem as escreveu se sinta incentivado a escrever cada vez melhor, para ter mais leitores, já que toda a gente melhora com a prática. Mas hoje em dia a maioria dos ficwritters sabe que tem de se esforçar minimamente se quer que a sua fic seja reconhecida, considerando os milhares de milhões que há por aí sobre todos os temas possíveis. Não tem de ser genial, mas tem de estar minimamente bem escrita. Criar um romance coerente não é tão fácil assim, ok? A questão é que, o que é considerado bem escrito em livros, nas fanfics muitas vezes tem um foco próprio. Descrições de batalhas, estratégias, personagens laterais... isso não importa tanto, então todos os detalhes se agarram aos protagonistas e ao romance entre eles.

Passa a impressão de que as fanfics nem são planeadas - com algumas excepções, que realmente têm um bom enredo e em que os autores se esforçam por criar um meio termo entre fanfics e livros, as chamadas webnovels ou fics originais, como as que eu escrevo muiiiiiiiito raramente. A maioria das fics parece surgir de explosões criativas por parte dos fãs. Parece que eles pensam "olha que legal seria se....!" E voilá, fic nova. Até porque as fics podem ser oneshots (capítulo único) ou drabbles (100 palavras), centradas num único acontecimento ou seguindo uma única linha de pensamento, sem deixarem de ser belas. Mas o encanto delas é esse mesmo! É a forma como dão voz aos momentos que os fãs querem, é a simplicidade e honestidade delas, é a forma como uma pessoa escreve apenas para si mesma e para as personagens que ama, talvez desejando encontrar alguém que compartilhe dos gostos pelo caminho. O único propósito é fazer algo que agrade um grupo restrito de pessoas, alguém que ame sinceramente o mesmo ship, não é alcançar sucesso e alcançar a aprovação da maioria das pessoas. Oh, eu admiro imenso os livros, como vocês sabem. Mas há cenas que são tão realistas que parecem forçadas. Nas fanfics, como os escritores amam aquilo que estão a fazer e querem lá saber de quem mais vai gostar, criam situações tão inusitadas que parece que o universo está a conspirar para juntar as personagens. De certa forma, isso é hilário, fofo e deveria parecer mais forçado ainda, já que são coisas que nunca aconteceriam na realidade, mas é o contrário. É escrito com tanta vontade e gosto que quase parece plausível, que quase faz os leitores da fic desejar que o autor da obra original - a qual foi aproveitada para fazer a fanfic - se interessasse menos pela história e se dedicasse a esses momentos bonitinhos.

E há ainda uma outra coisa que eu adoro nas fanfics, que é a diversidade entre elas, mas sem tratar tal como diversidade. A imagem ao lado (cliquem para ler, é importante) traduz precisamente onde eu quero chegar. As fics retratam romances desenvolvidos a muitos níveis, através de enredos completamente diferentes, com diferentes ships, com threesome, com S&M (sadomasoquismo), com o que raio for, e sem fazer as pessoas sentirem-se mal por ler sobre esses romances. Tratam yaois e yuris, relacionamentos homossexuais, como normais. E é assim mesmo que tudo deveria ser feito. Aliás, as histórias não têm de ter personagens LGBT+ como protagonistas, não todas, pelo menos, pois isso seria exagerar na exclusividade e aumentar ainda mais a diferença que algumas pessoas vêem - e isso é absurdo, não é preciso tratar tal coisa como algo de diferente, e sim normal, integrando as personagens na história com a mesma facilidade com que eles se deveriam integrar na sociedade, se esta abrisse os olhos. E muitas vezes isso acontece. Ou então, realmente as fics destacam os problemas da sociedade e a forma como esta vê mal esse relacionamento, mas com o cuidado de mostrar como é que as personagens têm de superar tais dificuldades, em suma, tentando criar algo mais realista e que espelhe a realidade. Aqui está um post perfeito sobre tal, do CC: www

Fanfics estão longe de ser perfeitas. Porém, são poderosíssimas à sua maneira, e gostava de saber se algumas de vocês me recomendam algumas bem escritas. Não importa muito o fandom, embora eu preferisse se fosse de algum anime que conheço :)

Hoje foi o meu último dia de aulas, só faltam os exames ^^ Vou tentar fazer um layout novo, postar com frequência, ver animes, escrever, comentar, ler... bah, uma série de coisas. E tive outra "conversa filosófica" com a minha mãe, mas fica para outro post. Já agora, deixo-vos com uma imagem que encontrei do Shion (No.6) no google, a preto e branco, e eu pintei pelo Photoshop. Ficou melhor do que esperava, e por baixo tem uma espécie de passo a passo.


10 comentários:

  1. Hello Anilyan ^^
    Bom, eu não sabia mesmo que 50 tons de cinza era uma fanfic (até porque nem gosto), e sinceramente isso me inspirou muito. Eu amo e escrevo fanfics '-'
    Bom, essa citação do CC, foi escrito de lá mesmo né?
    Uau, inspirador sauhsahusauh'
    Eu escrevo fanfics, e se quiser ler o primeiro capítulo de uma que comecei agora, aqui está: http://cute-universe.blogspot.com.br/2015/06/fanfic-behind-my-eyes-1-capitulo.html
    Bom Any, não tenho muito o que dizer, amo escrever e ler fanfics, pois acho que perto delas, livros são baboseiras, pois os verdadeiros escritores somos nós mesmos (nuss, que poético saushusa)
    Kisses >3<

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não gosto de 50 tons de cinza, mas achei importantíssimo referir precisamente devido à dimensão que tomou. Eu também amo escrever fanfics, acabei de ler o primeiro capítulo da sua cujo link você deixou aqui e fique sabendo que você escreve bastante bem. Eu só estenderia um bocado o capítulo, mas isso é problema meu, que gosto de descrições extensas e de aumentar o suspense criando diálogos e outras coisas entre as cenas realmente importantes. Mas a aura de mistério e o Robert (era ele, certo?) que apareceu no fim do cap adequaram-se muito bem! E sim, essa citação do CC foi mesmo de lá. Não acho que livros sejam baboseiras, depende dos livros (experimente ler O Império Final, de Brandon Sanderson, e sinta os feels), mas as fics não ficam nada atrás ;)

      Eliminar
    2. Ai obrigada pelos elogios <33 Bom, eu também estenderia bastante, é que eu estava meio ansiosa e não faria o capítulo muito grande por receio das pessoas ficarem com preguiça de ler sauhsahus'
      Sim eu sei, é que o jeito de me expressar me referindo a "baboseira" saiu do jeito errado kkk' não, existem livros que são realmente muito bons, e eu vou ver se leio esse livro ok? Kissus

      Eliminar
  2. Ora muito obrigada por tirar todas as palavras da minha boca mais uma vez hime ♥ minhas desculpas por ter demorado tanto a dar as caras, mas penso que o momento não é menos oportuno para mim, logo agora que mudei meu rumo e decidi me focar nas minhas histórias. O que mais me atrai no universo das fanfics é isso, o de poder criar sem ter de detalhar tanto o cenário, de acrescentar personagens e de finalmente... PODER COLOCAR TODOS OS MEUS COUPLES A MOSTRA, PORQUE NÃO TEM COISA MAIS LINDA DO QUE COUPLES REPRIMIDOS!!!! /desabafei/ Enfim, esse é um dos porquês de eu adorar poder escrever e ler fanfics.

    Se fosse para te recomendar uma, esta seria a minha favorita de shizaya!! Como deve saber, não sou toda amores com esse couple, mas a fanfic é incrível e me fez gostar um pouquinho daqueles dois juntinhos /ahaha/ o nome é "o melhor das piores intenções", não lembro se já te recomendei ela, mas aí está.

    Sabe, adorei aquela frase que usou no theme /teehee/ e também da forma como coloriu o desenho do Shion, por mais que fosse por um meio que raramente usarei /foge do photoshop/ xDD

    See ya' hime ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ~resposta no comentário abaixo do da Shana~

      Eliminar
  3. Yoooooo Anilyan \o/ belezura!?
    "todo esse sucesso começou como uma fanfic sadomasoquista de crepúsculo, que atraiu tanta gente, que acabou por ser publicada como livro e, por sua vez, adaptado para filme" ~toca musiquinha de TAN TAN TAAAAAAAAAAAANNNNNNNNNNN~ GÉZUIS COMO ASSIM 50 TONS DE CINZA SAIU DE UMA FIC SADOMASOQUISTA DE CREPÚSCULO!? Super chocada aqui! Nossa........Nunca duvide dos poderes de um fanfic e sua fã u.u
    Bem, já faz um tempo que não leio fics, mas o que mais me encanta nelas é a forma como as coisas podem tomar um rumo completamente inesperado, é justamente poder juntar numa história passada num outro universo dois personagens que nem sequer se falavam! É ter essa liberdade para escrever o que der na telha sem se preocupar com vendas, aceitação e assim por diante.
    Acho que o único problema é que como muitas surgem de momentos de explosões criativas (roubando sua fala >.<), depois que passa esse momento, muitas autoras acabam abandonando a fic, aliás, na época em que eu lia fics, tinha uma MARAVILHOSA de NH, porém a autora parou de atualizar a fic Ç.Ç
    Enfim, como faz aaaannnnnooooosssss que não leio fics não tenho nenhuma para te recomendar Ç.Ç
    Já sobre o desenho do shion a pintura ficou uma graça >//////<, aliás, isso me lembrou de que tenho que começar a treinar esse tipo de coisa para uns projetos futuros!
    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ~resposta em baixo do comentário da Shana~

      Eliminar
  4. Quando eu tinha uns 11-13 anos, eu passava A TARDE lendo fanfics. Geralmente de InuYasha. E era mágico, tinham as autoras que eu mais gostava e eu lia todas as fanfics delas, as traduções, e eu acompanhava os capítulos como acompanho mangá hoje. Até tenho algumas publicadas no FFNet, mas depois de um tempo eu larguei essa vida, hahaha! Retomei recentemente, quando revi InuYasha e como a boa shipper que sou, precisava de mais amor, veja bem.
    Uma coisa que me incomoda nas fics é justamente que qualquer um escreve e publica, e às vezes me deparo com porcaria. Mas eu caço até achar um ficwriter bom, com plot e grammar bons e fico felicíssima, ganho o dia, oro pra Odin nas alturas <3 Eu sabia de 50 tons de cinza e ouso dizer que muito autor novo começou com fanfic, viu? Espera só eu publicar meus primeiros livros e você verá a veracidade disso, HAHAHA!
    Por fim, sobre o blog que você citou, eu ri MUITO, porque aqui no BR rebuscado seria uma pessoa que fala muito formalmente ou de forma antiquada, HAHAHAHA! Isso que você citou eu chamaria de linguajar chulo 8D Aí eu já imaginei um quote complicadíssimo e do nada.... hahahahaha!
    Por fim, peço desculpa o sumiço, Anylian <3 um beijão!
    (e um viva a pintar imagens no photoshop, taí um hobbie que preciso retomar, hahaha!)

    ResponderEliminar
  5. Primeiro, deixem-me explicar porquê que vos estou a responder às 3 no mesmo comentário: porque são as minhas blogueiras favoritas, e fiquei super contente ao ver que comentaram todas seguidas >.< Além de que concordaram praticamente nos mesmos pontos.

    Sabia que iam entender perfeitamente o que queria dizer com os feels que as fanfics trazem, o poder delas e a forma como é lindo ver os couples terem uma história só sua, e pelos vistos todas vocês gostam delas precisamente por isso. Embora eu adore quando algumas fics não se limitam a momentos fofinhos de inspiração, e sim quando têm algum tipo de trama tretada por trás. É uma pena quando algumas fics são mal escritas ou abandonadas, como também disseram – aliás, a *corre a contar* 4ª imagem do post traduz precisamente isso, os problemas das Fanfics. Eu costumo ter um trabalhão até achar fics perfeitas, e geralmente são em inglês. Eu já não leio tantas fics como fazia dantes, pelo menos não acompanho com a sofreguidão de antigamente, por uma questão de tempo, mas continuo a adorá-las :3

    @Snow-hime: haha, sim, você recomendou-me essa fic há precisamente há um ano, e eu lembro-me que a li seguida pois apesar de ser enorme (para uma fic) e de ter imenso lemon, foi uma das melhores fics de Shizaya que alguma vez li – e eu sei que não é o seu couple favorito, o meu já foi, agora nem tanto, mas ainda reconheço que tem imensa piada shipar esses dois. Eu AMO tanto as suas fics, ainda bem que vai postar todas no Doukyusei, pois você é a prova de que uma história não tem de ser longa para ser linda.

    @Hina-clone: Julguei que já toda a gente sabia que 50 shades começou como fanfic, mas pelos vistos não. “Nunca duvide dos poderes de um fanfic e sua fã u.u” haha, é exactamente isso! E imagino que a maioria das escritoras de fics ficou super empolgada quando soube de algo assim.

    @Shana-chan: Ainda não me embrenhei muito em InuYasha, mas talvez um dia o faça :) E sobre a palavra “rebuscada”, pensando bem também se aplicaria ao sentido que você imaginou, mas eu queria mais usá-la no sentido de direta e pouco formal/delicada, algo rude. Mas realmente, “linguajar” estaria mais correto >.<

    Ah, e obrigado por elogiarem o meu Shion, acho que para primeira tentativa não ficou nada mal, mas deu imenso trabalho – mais do que eu esperava. Não sabia que também gostavam dessas coisas ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *vindo responder furtivamente a sua resposta*
      Você não tem noção do quão orgulhosa eu fiquei de ler isso hime!! Para ser sincera, ser admirada por alguém que eu admiro é algo meio surreal /ahaha/ e puxa, eu sabia que já a havia recomendado (òwó) minha memória anda meio estável, espere um minuto que eu busco outra para te recomendar... Hm... AH!! ME LEMBREI DE UMA AUTORA INCRÍVEL!! A UKISAME-SAAAN!!! Só que, a maioria de suas fanfics são de Katekyo Hitman REBORN! XD after all, como disse que queria coisas "novas" as histórias escritas por ela são realmente boas, procure pelas de 8059!! *SNOW-HIME SUPPER RECCOMENDS* <3

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †