abril 03, 2015

Akatsuki no Yona {mega resenha}


Ora vamos lá ver...

O que eu trago para hoje não é uma resenha muito normal - isto é, as minhas resenhas já tendem a ser grandes e repletas de entusiasmo, mas esta sê-lo-á ainda mais. Assim, acabei por lhe chamar uma mega resenha, já que é de um dos meus animes (e mangás) favoritos, Akatsuki no Yona, e não me consegui conter. Direi imensa coisa aqui, sinopse, informação técnica, onde ler e assistir, anime VS mangá, o que achei das personagens, a minha opinião, e ainda uma zona spoiler devidamente assinalada para eu ceder ao meu lado de fã histérica e tentar convencer-vos apenas com "argumentos" sinceros e práticos, do género: Ainda não viram? Vão agora mesmo, é perfeito! E para quem só viu o anime e ainda não sabe muito bem o que esperar aqui, vou adiantando que um dos motivos de eu amar tanto Yona e a sua história é tudo o que já aconteceu no mangá e a maneira esplêndida como a nossa princesa ruiva está a aprender a lutar e safar-se. Bom, vamos ao post ^^

Informação técnica:
  • Nome: Akatsuki no Yona
  • Autora: Kusanagi Mizuho
  • Estúdio: Pierrot (que milagrosamente fez um ótimo trabalho)
  • Mangá:  103 capítulos, 18 volumes | Onde ler: português, inglês, resumo dos capítulos mais recentes em inglês
  • Anime: 24 episódios, uma temporada de 2 cours | Onde assistir: www
  • Sinopse: Yona é filha única do segundo rei do Reino de Kouka, vivendo uma vida luxuosa e despreocupada como uma princesa deveria. Ela tinha de tudo, de roupas de luxo até um pai dedicado, e tinha sido tratada cuidadosamente por seu pai amoroso e protegida por seu amigo de infância, Hak. Mas seu mundo quase perfeito desaba num piscar de olhos assim que acontece um golpe interno realizado por aqueles que buscam poder, no seu 16º aniversário, quando seu primo amado Soo-won mata seu pai e reclama o direito ao trono. Após fugir, Yona, que outrora não podia tocar em armas, anseia recuperar o que antes lhe pertencia.
Personagens
Son Hak é amigo de infância da Yona e também o seu guarda-costas. Embora seja notório que ele sente algo bem forte pela Yona, enquanto viviam no castelo ele sempre quis protegê-la a ela e ao Soo-won, o seu melhor amigo, e portanto reprimia os seus sentimentos. Chamado de "O trovão" devido ao seu estilo de luta, era General do castelo e líder da Tribo do vento. Adora provocar a Yona, raramente admite o que sente,  é confiável, além de gostar de pretextos para lutar. Isso combina perfeitamente com a sua aparência.

Soo-Won é uma personagem muitíssimo misteriosa. É difícil compreender o quê que ele sente pela Yona ou pelo Hak, mas é inegável que ele tem sentimentos. Faz-se de idiota para enganar as outras pessoas, mas não por maldade ou para tirar proveito delas, apenas para lhes provar mais tarde do quanto é capaz. Inteligente, lindo, competente, e parece realmente determinado a melhorar a condição do reino. É óbvio que tem algo que quer cumprir a todo o custo - mesmo a custo das pessoas que ama - e não sei até que ponto acredita na história que ele próprio contou à Yona. Sinceramente? É dos meus vilões favoritos.

Yun já foi um rapaz pobre que decidiu ir viver com Ik-su, um sacerdote. Ele autodenomina-se um "génio bonitão". Realmente é um génio, pois sabe tudo sobre comércio, medicina, auto-sustento, e é extremamente responsável, não se deixando contagiar nem pela idiotice do grupo, mas apesar da sua racionalidade, não deixa de ter um grande coração. Quanto à beleza, é bonito, sim, mas tem um ar relativamente feminino, distinto dos outros membros do grupo.

Ki-ja, o dragão branco (hakuryuu), tem como poder uma mão forte, com escamas e garras. Ele foi mimado pela sua vila por ser o dragão escolhido, mas não se tornou arrogante, apenas um nadinha inocente e protegido, mas admira imenso a princesa pela sua determinação e rapidamente se habitua à nova vida. Tem um medo terrível de insetos, e é imensamente querido e envergonhado.

Shin-ha é o dragão azul (seiryuu), e tem como poder olhos que matam e aterrorizam, mas também causam danos a ele próprio. É calado e tímido, mas não causa problemas nenhuns, e é extremamente gentil e dedicado. Numa palavra, poderíamos descrevê-lo como fofo, para não referir o esquilo (aoi) que o acompanha para todo o lado. Tem medo de usar o seu poder, mas como a Yona confia nele, deixou de se considerar um monstro.

Jae-ha, o dragão verde (Ryoukuryuu), tem o seu poder numa das pernas, fortalecida e que lhe permite dar saltos tão altos que é como se ele voasse. Foi o único dragão que tentou lutar contra a profecia e não ajudar Yona, mas acabou por admirá-la e juntar-se ao grupo. Era um pirata, protege todas as mulheres, e portanto tem uma personalidade um nadinha convencida e rebelde, mas engraçada, além de adorar causar ciúmes ao Hak e ser muito bondoso.

Por fim, o Zeno é o dragão dourado (ouryuu), e não posso revelar o seu poder, que ainda só foi revelado no mangá. Ele é muito espontâneo, hilário (comilão, desajeitado, aparentemente inútil a não ser para espalhar boa disposição) e parece ter uma grande afinidade com a natureza e com os espíritos. Maaaas é muito mais do que foi mostrado até agora.

Sim, deixei a Yona para o final intencionalmente. O que dizer de uma personagem com que me identifico tanto? Bem, ela é uma das heroínas mais equilibradas que eu já vi, pelo menos após recuperar do choque inicial. Não é excessivamente dramática nem chorona, nem se deixa desanimar apesar das circunstâncias; Não é demasiado séria, lógica nem racional, apenas o necessário, além de ainda estar a aprender; Tornou-se uma guerreira, mas... 1) Não foi de um dia para o outro 2) Não é daquelas guerreiras peitudas 3) É badass, mas isso não impede que tenha fraquezas e se possa aperfeiçoar 4) Não coloca de parte o seu lado feminino e humano para lutar 5) Não é como aquelas personagens que falam muito e dizem que pretendem lutar, mas na hora H têm sempre de ser salvas; Apesar de não se ter tornado demasiado séria, também não se tornou alegre em demasia, beirando a idiotice; Perdeu a inocência da forma mais brusca possível, mas não se tornou cruel por isso, e nunca deixa de reconhecer os pontos fortes dos outros; Não sei se alguma vez perdoará o Soo-won pelo que ele lhe fez, mas pelo menos não ficou obcecada por vingança; Não passa os dias a pensar em romance, preocupando-se com problemas reais; E, por fim, faz o que tem de ser feito, quando tem de ser feito, desde ajudar os mais fracos a disparar o arco.

Opinião
O que dizer do começo? O primeiro episódio apresentou-se como um shoujo atípico pelo contexto medieval, mas tão simples e meloso em ritmo e enredo como muitos outros - afinal, eu já apresentei a Yona e a sua personalidade mimada, bondosa mas ainda assim caprichosa, e a sua vida quase perfeita, sendo alguns dos únicos incómodos não poder casar com o seu primo, as arrelias do Hak e o seu cabelo demasiado chamativo. Mas isso foi uma jogada de mestre, pois foi isso que fez as pessoas sentirem-se chocadas quando, em poucos minutos, vemos o aparentemente-perfeito-príncipe-encantado Won assassinar o rei que o encarava como um filho, fazer revelações sobre traições passadas e a nossa pobre Yona a correr risco de vida. Um plot twist logo no começo. A vida que ela levava até então desmoronou numa questão de segundos, e os próprios espectadores (se não tiverem lido a sinopse) levaram uma tapa/chapada na cara. E a partir daí, a história ganha impulso e mostra-nos um caminho pouco usual para um shoujo.

Ah, sim, eu sei, mesmo os primeiros eps após esse foram um bocado lentos, talvez cansativos para certas pessoas, pois a Yona ainda estava em estado de choque, quase traumatizada, e mesmo sendo protegida pelo Hak, encontrava-se perdida e tinha de se manter escondida. Muito choro.  Mesmo quando começou a recuperar, devido aos mimos de outrora e ao facto de o seu pai ter mantido as armas afastadas dela, pode-se dizer que ela era uma inútil, um fardo. Mas mal a Yona sabe da profecia sobre os dragões que a protegerão e ela terá de procurar, a história ganha um fio condutor e o ritmo vai acelerando aos poucos - diria que atinje o seu ápice no arco do dragão verde, e a partir daí se mantém satisfatório (incluindo no próprio mangá). Como já disse, a Yona fartou-se de ser inútil e vai aos poucos, contra a vontade do seu pai, aprendendo a defender-se e a ajudar os mais fracos, tornando-se mais madura e independente. Torna-se até mesmo uma figura inspiradora, uma luz para quem a vê, e creio que são a esses dois pontos que se deve o título: Akatsuki no Yona pode significar "Yona da alvorada" ou "O amanhecer da Yona".

Como a trama não se passa no nosso mundo, a autora teve algum trabalho na criação deste: chamou-lhe Reino de Kouka e dividiu-o em 5 Tribos, do ar, água, terra, fogo e céu, cada uma com os seus problemas, governantes e caraterísticas. Tudo até agora se mostrou coerente e bem concebido, e não apenas a um nível mais geral. No anime, e mais ainda no mangá, vemos o quanto os nobres ou vivem iludidos, ou são arrogantes, com que atividades se ocupam, como o povo vive na pobreza e é forçado a pagar os impostos ao ponto de alguns habitantes se encostarem para um canto para morrer, e vemos até mesmo o que os soldados pensam - os soldados foram retirados a vilas normais ainda enquanto crianças, mas em vez de terem pena das aldeias que cobram, preferem a sua vida atual e mal se lembram da família. Ah, e também vamos encontrar piratas, uma vila que endeusa os dragões, outra que os teme... São temas menores, mas que influenciam imenso a narrativa e o mundo aos olhos da protagonista.

Ou seja, é um plot incrível para um shoujo porque não foca apenas no romance ou em comédia romântica. Apresenta problemas globais e de certa forma até critica aspetos do nosso mundo; tem aventura e ação, para não dizer alguns momentos shounen daqueles que fazem uma pessoa realmente ficar empolgada com as batalhas, já que não se sucedem em todos os episódios, e quando as personagens lutam, é mesmo para lutar, não para falar; Trata bem as mulheres, apesar de poucas: a Yona e a capitã dos piratas são realmente admiráveis, e no mangá há ainda uma outra rapariga, Lili, que merece destaque; Há um harém leve, divertido e em que as personagens são realmente úteis, não apenas enfeite - humm, mas será à volta da Yona ou do Hak? www >///<; Não apela ao erotismo nem visa atrair "otacus", apenas otakus e pessoas com ideias decentes; Trabalha bem o drama, através das perdas e da superação que tanto marcam a Yona; Há um humor leve e espontâneo, para não dizer fofinho, em quase todos os episódios; E sim, há momentos incrivelmente shoujo, como o romance que se faz através de provocações e de carinho entre a Yona e o Hak, o amor destroçado e agora temido, mas não inteiramente perdido, de Yona relativamente ao Soo-won, a ternura entre o grupo da protagonista, e mesmo o reconhecimento alheio que ela vai conquistando aos poucos.

Há imensos sentimentos que flutuam pelo anime, e só quem é tapado e está à espera de um shoujo normalíssimo não os consegue ver. Aliás, um dos motivos que me fez colocar o anime num patamar tão alto, além da Yona e da sua história, foi o facto de os sentimentos serem tratados com tanta seriedade. Há até mesmo mensagens sobre a traição e o perdão. Ao vermos a princesa ruiva superar a sua perda (não apenas sendo forçado pelas consequências, ela queria crescer por conta própria!) e reconhecer que o abalo inicial, apesar de custoso, foi importante para lhe abrir os olhos, compreendemos que ela está determinada em superar todas as suas fraquezas - sem assumir uma atitude de shounen irritante ou abdicar do seu lado feminino, como eu já disse. Isso sensibiliza os espetadores, que no começo a consideram ridícula, depois sentem piedade, mas quando finalmente se apercebem da sua força a florescer, começam a torcer por um final feliz.

Uma vez li num comentário de alguém uma frase sobre o anime, que era algo deste género: "Se quisermos por de parte todo o enredo e ambientação, Akatsuki no Yona torna-se um anime sobre a importância das relações humanas e na forma como estas relações têm peso no nosso modo de viver". Concordo completamente.

Considerações técnicas
  • Trilha sonora:
A trilha sonora em si é boa e até combina com o anime, as endings são ambas boas (amo a segunda), mas as openings deixam a desejar - não pelas imagens, mas pela música. A primeira nem sequer tem voz, e a segunda tem-na e é satisfatória, mas não combina muito com a ambientação, achei deslocada. E sabem que música linda eu acho que assentaria bem no ending? Esta (preparem os kokoros): www
  • Visual e animação:
É magnífica! "Dá um up" nos traços do mangá (que também amo, e evoluíram por si mesmos, sempre mantendo em simultâneo um ar de shoujo antigo e beleza), e a coloração ao longo dos episódios combina na perfeição com as várias cenas. O mesmo para o uso de contrastes - extremamente notórios numa cena de um dos últimos episódios - ou a forma excepcional como pintam os olhos. Principalmente os da Yona.
Uma das coisas que mais me agradou em fazerem um anime foi ver como, com a pintura, algumas das facetas da Yona causam muito mais impacto, chegando até a ser perturbadoras. Não me queixo de nadinha, até me espanta ter sido animado pelo estúdio Pierrot, tão conhecido pela animação falível.
  • Como adaptação:
Segue o mangá com imensa fidelidade, mesmo as cenas menores são mantidas, até agora as duas únicas coisas que foram retiradas foram uma ou duas falas que nem têm grande importância. Ah, e trocaram a ordem entre dois arcos, um sobre as peripécias do Soo won fazendo-se de idiota para influenciar o reino da terra (creio que era esse) e um outro com os amigos da Yona. Nada demais. Deve ter adaptado até entre o capítulo 30 ou 40 do mangá, se bem me lembro, o que é um avanço e tanto, mas de maneira nenhuma parece corrido.

Anime VS Mangá + área spoiler
Ah, eu gostei tanto do anime, que se não fizerem mais temporadas, dou em doida!!! Além de que seria um desperdício - muita gente gostou e compreendeu que o anime finalmente começou a ganhar um ritmo diferente, e também querem saber o que acontecerá em diante. Bem, este é apenas um espacinho para eu surtar em meio a muitos spoilers do mangá e deixar bem claro o quanto quero ver estas cenas adaptadas. Vamos lá ver... LEIA POR SEU PRÓPRIO RISCO!!!

Uma das coisas que mais me ganhou foi saber o passado das personagens. Por exemplo, todos os dragões tiveram os seus problemas passados (mesmo o Kija que parece tão bonzinho, mimado e inocente) relacionados com os antigos dragões e o que custou vê-los em decadência. A verdade é esta: sempre que nasce um novo dragão, o dragão antigo perde os poderes, até morrer. Com exceção do [mega spoiler] dragão dourado, que é imortal ao tempo e às feridas., mas precisamente por isso já passou por imensas experiências difíceis [fim do mega spoiler]. Também vemos o passado da Yona, do Hak e do Won (www), não me refiro apenas às cenas já mostradas no anime mas a outras, como quando eles decidiram fazer uma visita ao exterior do castelo, a princesa desapareceu e os outros dois mobilizaram a cidade INTEIRA à procura dela - aliás, esse momento é lindo, pois os dois rapazes, apesar de tão novos, admitem o quanto se admiram um ao outro.

Adoro as cenas do Yun a fazer de mãezinha de um bando tão estranho e problemático (www), de o ver ser confundido com uma rapariga e a receber pedidos de casamento por saber fazer tudo. Haha, mas ele já tem o Ik-su, tenho a certeza de que esses dois se amam :3 Relacionados a isso, há ainda algumas cenas de fanservice leve, agradável E justificado, pelo menos dois dos que me estou a lembrar agora, como aquela cena do Soo-won no rio antes da coroação (www), ou da Yona quase despida da cintura para cima, apenas com uma faixa a cobrir os seios (www|www). Já um capítulo inteiramente fanservice e não justificado está relacionado a BL e a uma espécie de poção do amor (www|www|www) >.< Então, muitos sangramentos nasais? Isto, além de eu já ter referido o(s) harém(ns) aceitável(eis).

Já agora, as cenas em que a Yona dança são lindas de morrer (www), há cenas de partir o coração, a nossa pequena luta cada vez melhor, e para quem acha que há falta de mulheres no anime, sosseguem, pois como disse antes no mangá aparece a Lili (www). ADOREI o arco em que aquele nobre idiota que amara a Yona mas só lhe trouxera problemas a reencontrou, quando a julgava morta e também tinha perdido a vontade de viver, e começa a ajudar os pobres e a ganhar motivações para viver (www). Sim, os dois lados da história (o grupo da Yona e o grupo do Soo-won) já se encontraram várias vezes, e adorei a forma como se protegem aqui (www). E como não podia deixar de falar dos meus ships, embora o único que receba uma atenção decente seja da o Yona com o Hak, shipo ainda Hak com Soo-won, Soo-won com Lili, Lili com Yona, Kija com Jae-ha,  Jae-ha com Hak, Kija com Shina, Geun-tae com Eyun (www), Ik-su com Yun e ainda estes dois carinhas (www). Mas só quem ler vai entender...

Por fim, um destaque para o talento da autora de criar cenas de humor. Morri de rir com o bando de assaltantes (www) que o grupo da Yona formou, com esta sidestory épica (www), com o episódio da aranha (www) - provavelmente um filler, mas muito agradável -, com as provocações entre a Yona e o Hak, a rivalidade entre o Jae-ha e o Hak, cenas em que as raparigas das vilas por onde passam querem chamar a atenção do grupo da Yona (e ainda têm a lata de perguntar à princesa se ela namora com algum deles), e momentos imensamente fofos, mas ao mesmo tempo hilários, que vão pontuando a história, mas sem estragar os momentos de seriedade. Embora também haja momentos fofos do tipo comoventes (www).

Bem, era isto. Desculpem se me repeti, escrevi isto ao longo de 3 dias e se calhar esqueci-me de algumas coisas que disse nos dias anteriores >.< E gómen pela falta de novidades, mas realmente tenho de ir dormir, já é tarde. Hinata e Snow, vejam os meus emails :)

9 comentários:

  1. Confesso que pulei umas partes porque eu não gosto de ter muito contato com a história antes de ler :x Tô muito na dúvida quanto a esse anime, então a resenha me ajudou um pouco a respeito (pela sinopse eu imaginei algo bem diferente, então fiquei satisfeita com o que li).
    O que ganhou pontos comigo foi a fidelidade ao mangá, com toda a certeza! É um costume meu ler um mangá logo após ver o anime (vulgo Noragami, que comecei a ler ontem e já tô quase alcançando os capítulos atuais ç_ç), e me decepciona demais se a adaptação desliza muito (mesmo em detalhes, que no geral eu percebo como essenciais no enredo x-x)
    Por fim, eu vi que me indicou pra um meme e eu juro que vou respondê-lo! XD Não ando conseguindo passar nos blogs como deveria/gostaria ç-ç E respondendo seu comment, acho que na verdade depende o que é inspiração pra você :D Tem muita coisa que me inspira, mas eu costumo pensar em inspiração como produção criativa (design, textos, um produto qualquer). No nível que eu to julgando que você levou a pergunta, eu vejo isso mais como uma expressão de subjetividade, e não como inspiração - mas mesmo que não seja, antes um mundo com pessoas diferentes do que todo mundo com opiniões iguais! o/
    Fico por aqui :) Um beijo, Ani-chan!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Soube que muita gente imaginou algo bem diferente pela sinopse, eu pessoalmente imaginei exatamente o tipo de rumo que a história tomou e ainda bem, ou acabaria decepcionada >.< "Noragami, que comecei a ler ontem e já tô quase alcançando os capítulos atuais" - IMPOSSÍVEL!!! QUE RAPIDEZ!!! :O *ganhou o meu eterno respeito, por isso e pelo novo layout, que ainda não tive oportunidade de comentar, mas está uma PERFEIÇÃO* E também não gosto de adaptações infiéis, para isso já me bastam as adaptações de livros, então normalmente opto somente ou pelo anime ou pelo mangá. Akatsuki no Yona, No.6 e Natsume Yuujinchou são as raríssimas excepções. Compreendo perfeitamente que ande ocupada e não consiga dar conta de visitar ou comentar todos os blogs, como quer, também tenho os mesmos problemas e descuido-me constantemente. E realmente, creio que interpretei a pergunta de forma diferente >.< "antes um mundo com pessoas diferentes do que todo mundo com opiniões iguais!" - concordo completamente ^^

      Eliminar
  2. Yooooo belezura!? \o/
    Gzuis e eu pensava que só eu tinha esse amor enorme por shoujo! Mas talvez agora você saiba como eu me sinto com Inu X Boku SS e Kamisama Hajimemashita *-*
    Enfim......Eu num me importei, sou dessas que lê tudo quanto é spoiler! Aliás, sobre o Dragão dourado imaginava que o poder dele fosse algo do tipo, pois não sei onde diabos eu vi (talvez no próprio anime) de que ele era um escuto invencível, logo dava para deduzir que pelo menos ele possuía algum tipo de regeneração hack!
    GENTE AGORA EU ME LEMBREI DE ALGO QUE ME CHOCOU MUITO! SABEM QUEM FAZ A VOZ DO HAK!? UMA MULHHHHEEEEERRRRRRRRRRRR! EU CAI PARA TRÁS QUANDO FUI NO MY ANIME LIST E VI QUE ERA UMA MULHER!
    Sobre a Yona, ela foi a personagem mais.....Normal que eu já vi, tipo a personalidade dela ficou igualzinha a de uma pessoa real, nem extremamente alegre/desastrada/positiva como a Nanami e a Kobato e nem muito fechada, além disso, superou as dificuldades como alguém de verdade, e não ganhou forças do dia para noite, pelo contrário dá para ver que ela vai crescendo aos pouquinhos. (porém confesso que sou dessas que curtem personalidades mais ao estilo da Nanami de Kamisama XD).
    Enfim, falando sobre essas divosiades de homens......O QUE DIABOS É ESSA FOFURA DO HAK *-* Tão querido, tão fofo. tão protetor, além disso manja das lutas, eu adoro ver ele sambando na cara das inimigas (por mim poderia rolar luta do primeiro episódio ao ultimo contanto que fosse o Hak batalhando!). Eu não sei, mas ele me lembrou um pouco do Usui de Maid-Sama, principalmente algumas expressões que ele faz XD
    MEU DEUS EU PENSAVA QUE FOSSE A ÚNICA QUE VIA PEGAÇÃO GAY ENTRE O YUN E O IK-SU! NA BOA, ESSES DOIS SE PEGAM COM CERTEZA! GENTE É MUITO AMORZINHO ESSES DOIS JUNTOS >/////////<
    Além disso, shippei MUITO o Hak com o dragão verde! Gente esses dois juntos são perfeitos *u* (okks, não tanto quanto o Hak e a Yona, mas estão no mesmo patamar u.u).
    Velho eu gamei geral nesse dragão verde *-*, lindo, sabe lutar, tem um tom meio provocativo, ainda por cima te alguma relação Seme/uke com o Hak e pelo visto é masoquista XD (ri muito com a cena em que o Hak dá um soco nele e diz "esse cara é fria" e sai correndo!).
    Só espero que o Hak saia logo da friendzone, porque convenhamos que no anime ele foi muito friendzonado, poxa eu queria um beijo no anime e nada Ç.Ç.....CADÊ A PEGAÇÃO ENTRE ESSES DOIS!? T-T
    Sobre o Soo-Won, nem sei o que pensar dele! De fato ele ama muito a yona e o hak, e possui motivos bem plausíveis para fazer o que fez, mas ainda assim fica meio difícil de compreender as coisas! (resumindo: TRETA).
    Sobre as openings, eu curti elas, é claro que poderiam ser melhores, porém até baixei a segunda no meu notebook XD, além disso quase cai para trás ao saber que o estúdio responsável era a Pirreot ~verdade chocante!~
    Bem, sinceramente eu não achei o começo lerdo, pelo contrário, eu terminei esse anime numa velocidade exorbitante, para mim passou tudo tão rápido Ç.Ç
    Enfim, vou ficando por aqui
    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então... lembra quando você disse que tinha baixado o anime uma vez e poucos dias depois me avisou de que já tinha acabado? Foi graças a isso que eu terminei a resenha de uma vez, ou demoraria uma eternidade, pois como é dos meus animes favoritos, queria resenhar antes de você >.< Obrigada pela motivação!

      E sim, compreendo perfeitamente como você ama esses dois shoujos, e aposto que quando começar a ver o mangá de ambos, vou entrar na mesma onda de feelings :3 COMO ASSIM QUEM FAZ A VOZ DO HAK É MULHER?!?!?! Já vi casos espantosos, como de Naruto ou de Edward Elric, mas dele não fazia a menor ideia!!!

      Yona pode ser uma personagem com personalidade mais normal, mais humana e tudo isso, mas ainda assim considero-a uma raridade nos animes, pelo menos em quesitos de personagens femininas. Mas também curto imenso personagens como a Nanami, ela tem imensa energia e é uma querida, apenas me identifico mais com a Yona :)

      O Hak é perfeito, mais ainda com o harém dele (viu a imagem que eu mostrei?). E é claro que o shippo com o dragão verde (o super masoquista), esse ship é épico, embora, se dependesse de mim, ele ficasse com a Yona (já que esses dois se amam) e o dragão verde ficaria com o Kija, o branco, principalmente devido ao mangá. "EU PENSAVA QUE FOSSE A ÚNICA QUE VIA PEGAÇÃO GAY ENTRE O YUN E O IK-SU!" - É claro que não é a única, acho que é impossível não ver o amor entre esses dois. Aliás, não é a própria Yona que comenta uma vez que um deles ama o outro?

      Sobre Soo-won: é dos meus vilões favoritos. Há quem tente compreendê-lo, há quem entenda que ele tem motivos para fazer o que fez mas ainda assim o odeia com todas as forças... eu não sei o que sinto, só sei que foi genial da parte da autora criar um antagonista que suscite tantas emoções nos espetadores/leitores.

      E quanto às openings, não é que eu não tenha gostado. A segunda é até bastante boa, simplesmente achei desadequada ao anime. E sobre a primeira, a trilha sonora é boa e combina com a ambientação, mas por não ter voz e pelo próprio ritmo, não consigo vê-la como opening.

      Eu também vi o anime bem depressa e não achei o começo lerdo, só disse isso para as pessoas não se deixarem desencorajar pelo começo, já que muita gente o achou assim.

      Jaa!

      Eliminar
  3. Oi Any-chan! *w*
    Nossa, eu amo Akatsuki no Yona! <3 Um dos melhores animes que já vi~ Nunca pensei que um shoujo poderia ter uma história assim! Na época que eu estava decidindo quais animes eu ia ver na Temporada de Outubro, eu vi o PV dele que uma página do facebook postou e eu gostei. Mas mesmo lendo a sinopse(que eu acho que eu nem devo ter prestado atenção quando li), eu achava que AnY ia ser apenas um hárem super clichê e eu tava querendo ver algo do tipo na época~ Mas logo que vi os primeiros episódios eu fiquei surpresa, já que o anime era totalmente diferente do que eu esperava! Aconteceu comigo exatamente o que você disse: "os próprios espectadores levaram uma tapa na cara." XD Antes de continuar falando sobre o post, por causa de você tê-lo postado eu lembrei que ainda não tinha terminado o anime(não tive tempo pra ver os últimos eps. quando lançaram e-e), então eu terminei ele agorinha mesmo >< (sei lá, eu senti que devia falar isso pra você~)
    Falando sobre os personagens, eu concordo plenamente que o Soo-won é um vilão muito bem feito, mas tem algo em mim que me faz odiá-lo muito. E quando eu digo "muito", eu quero dizer muito mesmo. Pra você ter uma ideia, naquele ep. em que a Yona e ele se encontram, minha cabeça ficou doendo de tanto pensar: "Mata ele, mata ele, mata ele! Mata ele, Yona!" .-. Sério, eu odeio ele com todas as minhas forças! E mesmo o quanto eu pense que não dá pra ter certeza se ele é uma má pessoa ou não, eu continuo odiando. Não entendo porque... ;w; E falando agora da Yona... Cara! Eu achei ela muuuuuito chata quando a vi no primeiro episódio. Nem dava pra acreditar que ela ia ser uma das minhas personagens femininas favoritas XD E sabe o Jae-ha? Cara, como eu adoro ele! Ele é tão divertido~ Acho que é meu personagem favorito do anime~ e-e E é estranho eu o shippar ele com o Hak?(mesmo que eu shippe Yona e Hak ainda mais ><) kkkkkk" Desde o momento em que eles se conheceram eu os shippo XD ~fujoshi alert~
    Só eu amo a primeira opening? ;u; Eu sei incomoda não ter voz na música, mas isto não me incomoda nem um pouco. Mas tem gente que gosto e gente que não gosta. O que posso fazer, né? ^-^ Eu gosto da música da segunda mas tenho que concordar que não combina nem um pouco com o anime. Sobre as endings, eu acho a primeira muito chata >< Eu sempre pulava ela pra ver logo a prévia do próximo ep. e-e Já a segunda, meu deus, eu sou apaixonada por ela ♥ Eu sempre canto junto quando eu a escuto >///< Um dia eu vou decorar a letra dessa bagaça -q Quando eu soube que o estúdio Pierrot ia fazê-lo, eu fiquei morrendo de medo que a animação fosse que nem Naruto e aqueles "bugs" estranhos! Nem dá pra acreditar que é o mesmo estúdio que já fez um monte de animações bostas, eles podiam ter feito este mesmo bom trabalho em outros animes deles *cof cof* Tokyo Ghoul *cof*
    Estou louca pra ler o mangá, só espero que estes 103 capítulos não me desamine~ ;u;
    Ah, e valeu por ter respondido o meu comentário lá no Docce-anime e por ter posto o link do post de NO.6 que você fez. Nem sabia que você o tinha resenhado, e a resenha me animou muito pra ver o anime, então valeu, mais uma vez XD

    Amei o post~ ♥
    Kissus~ { Sakura Drops }

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *orgulho de ter feito você acabar o anime*

      Yoo! ^^ Que bom que encontrei outra pessoa que ama Yona, logo pela prévia e pela sinopse eu imaginei que seria assim incrível, mas o mais inacreditável é que não me desiludiu em nenhum ponto, bem pelo contrário. "eu achava que AnY ia ser apenas um hárem super clichê e eu tava querendo ver algo do tipo na época" - foi o que a maioria das pessoas pensou, mas até agora ainda não encontrei ninguém desagradado com a surpresa.

      Sobre o Soo-won, repetirei algo que disse no comentário anterior: é dos meus vilões favoritos. Há quem tente compreendê-lo, há quem entenda que ele tem motivos para fazer o que fez mas ainda assim o odeie com todas as forças... eu não sei o que sinto, só sei que foi genial da parte da autora criar um antagonista que suscite tantas emoções nos espetadores/leitores; Então, o facto de você o odiar é algo positivo.

      Eu também me senti um bocado desanimada com a própria Yona no primeiro ep, e sei que a maioria das pessoas achou o começo lento, e precisamente por isso avisei aqui no post, para elas não desanimarem. Mas acabei por amá-la completamente e identificar-me imenso com ela.

      Haha, você provavelmente não viu porque estava na área spoiler, mas aqui vão todos os meus ships (não se preocupe, isto não tem spoiler, e vai reparar que eu também adoro shipar o dragão-verde-super-masoquista com o Hak): E como não podia deixar de falar dos meus ships, embora o único que receba uma atenção decente seja da o Yona com o Hak, shipo ainda Hak com Soo-won, Soo-won com Lili, Lili com Yona, Kija com Jae-ha, Jae-ha com Hak, Kija com Shina, Geun-tae com Eyun (www), Ik-su com Yun e ainda estes dois carinhas (www). »»»» Veja os links no próprio post.

      Sobre as openings, também vou retirar isto do que disse no comentário à Hinata por estar com alguma pressa: "E quanto às openings, não é que eu não tenha gostado. A segunda é até bastante boa, simplesmente achei desadequada ao anime. E sobre a primeira, a trilha sonora é boa e combina com a ambientação, mas por não ter voz e pelo próprio ritmo, não consigo vê-la como opening. "

      Como entendo essa indireta por Tokyo Ghoul, também achei isso, principalmente na segunda temporada. Ah, e quanto a No.6, garanto que aquela resenha está bem desatualizada, na verdade, se fosse agora detalharia muito mais, até porque o mangá é bem melhor que o anime. Mas ambos são bons, claro. E vai ver que os 103 capítulos de Akatsuki no Yona se lêm depressa, eu acho que nunca li um mangá tão rapidamente! ;)

      Jaa!

      Eliminar
  4. Olá Any-chan!! Estou comentando no seu blog novamente com a esperança de que o botão de "back" aqui funcione. Já tentei utilizar-me do Chrome, Firefox (mesmo o portable) e até mesmo do falido IE, e nada TuT'
    Não irei comentar muito do que você falou,pois concordo com boa parte (a maior parte haha)~ Confesso que uma parte que me chamou a atenção do seu texto foi que, embora você tenha achado o plot twist inicial muito bom, eu mesma não achei lá grandes coisas -q Talvez por já estar acostumada, mas foi meio previsível o que se ocorreria até ali... O que não foi previsível é a evolução gradativa, dolorosa, da Yona. Pra mim é um dos animês da temporada que terminou épicos, e o mangá é melhor ainda. Não por história, até porque o anime segue-se bastante fiel, mas pelas pequenas coisas que a autora coloca e o fazem especial.

    Chega-se no capítulo 80 e poucos, e a hitória ficou um pouco perdida quando eu fui ler, porque eu não sei o que aconteceu com os fansubs que pularam os capitulos 86-90, algo assim, nem me recorodo mais.
    Demorou-se um tempo até lançarem o buraco dos capítulos HUSASHAUHSAHSUHUASUAA
    Eu tenho que reler com urgência, mas não reli até agora por falta de tempo por ler outras coisinhas... Um personagem que eu adoro é o Shin-Ah, no animê/mangá foi a primeira parte que eu realmente chorei. Me surpreendi porque até aí eu não havia derramado nenhuma lágrima e acho que é nesse ponto onde a Yona realmente pega a mão dos dragões e vê que ela que precisa guiar eles, e se tornar muito mais forte do que é.

    Não considero ele realmente um shoujo, mas é por estas bandas que se encontra o gênero. Acho que pelo desenvolver, de ser tão incomum, é o que o faz especial e encantador. MINHA PERSONAGEM PREFERIDA AMADA LINDA, PERFEITA É A YONA <3 <3 <3 Não tem como não gostar dela, sério.

    Adorei o pequeno resumo que você fez dos personagens! Mesmo eu já conhecendo a série, pra quem não conhece e vai ver o primeiro capítulo do anime/mangá; sempre é bom ter uma ideia de como são as coisas, que não é só aquilo que inicialmente foi apresnetado... ou seja, tem muito chão ainda pra andar.

    Fico por aqui senão me alongo demais pra um anime que eu já amo demais! Beijos Any-chan!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miya-chaannnnn!!!!!!!!!!!! *.*

      Eu também AMO a Yona, também AMO o mangá (sim, mais do que o anime) e fico muito muito muito feliz por saber que você concorda comigo em tanta coisa. Agora que você referiu, realmente o plot twist do começo é meio previsível para quem está habituado, e eu contava que algo assim acontecesse - tanto pela sinopse como porque qualquer anime precisa de uma boa alavanca para definir o seu rumo - mas mesmo assim, achei bom, seja porque surpreendeu algumas pessoas (nem toda a gente lê a sinopse, porque né, a preguiça é mais forte -.-), seja porque os plot twists de muitos animes atuais estão a ficar mais rasos.

      Reler eu não vou, mas li o mangá tudinho - não passei por esse problema do "buraco de capítulos" - e adoro com todas as minhas forças. Bem, eu chorar não chorei, mas todos os dias ficava ansiosa por ler mais capítulos e capítulos e quando ia para as aulas só queria poder desconcentrar-me um bocado para pensar no mangá. Aliás, você deve ter reparado que eu reservei um espacinho para comentar spoilers e o mangá :)

      Eu considero "shoujo mais alguma coisa". E essa alguma coisa não dá para definir bem, acho que não se enquadra em nenhuma categoria específica de anime. E ainda bem que gostou da apresentação das personagens, acho que assim tornou a resenha mais perceptível para quem não conhece.

      Não sei se você leu a minha resposta da outra vez, mas você pode usar o "arquivo" no menu para procurar por posts anteriores, vai dar à mesma coisa que o botão "back", talvez você já esteja a usar, mas aviso de novo pelo sim pelo não. Não sei porquê que não funciona, nos vários computadores que testei tem resultado.

      Jaa!

      Eliminar
  5. Ooi Anilyan, tudo bem?~ o/ Como vai você?

    Gostei bastante da sua resenha de Akatsuki no Yona, também! Acho que concordo em muitas coisas com você. Tem um plot que não foca só no romance, trata bem as mulheres, e tem intensos sentimentos, o passado dos personagens. Gostei também da sua análise do título: o Amanhecer de Yona... faz sentido.
    E não li muito da parte do mangá pra não pegar spoilers, mas batendo o olho vi que tem uma parte de fanservice de BL também, como lidar? HAHAH.

    Enfim, parabéns, a resenha está ótima e estou mais ansiosa ainda pra continuação do anime! (Espero que essa parte de fanservice BL tenha no anime também.. rsrs). Apesar de que, realmente, com ou sem fanservice, Akatsuki no Yona não perde em nada porque é uma obra excelente por seu próprio mérito. <3

    Abraços e até mais ^_^

    - Chell
    http://notloli.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †