dezembro 16, 2014

Vídeos inspiradores + sobre amizade


Ohayou! Adivinhem quem está aos saltos de alegria? é preciso mesmo responder? EU!!!

Err, então, o motivo é simples: ESTOU DE FÉRIAS DE NATAL!!! Mas como já disse, as minhas férias mal são dignas de se chamarem assim. Poderia enumerar tudo o que tenho de fazer estas férias, mas como sei que não tem grande interesse para ninguém, vou apenas deixar aqui a lista que fiz para me orientar com o passar dos dias. Se eu não a fizesse, provavelmente não conseguiria fazer tudo a tempo, e não me adianta de muito guardar tudo na cabeça. Na verdade, a lista está tão grande que até me dá medo, pois eu bem sei o tempo que cada coisa demora: (www).

{Parágrafo tosco, leiam algo mais interessante clicando em ler mais}


Sobre o post, hoje tenciono trazer um daqueles posts com conteúdo "variado" - algo que não me foi nada complicado de fazer, aliás, espero que desculpem a minha preguiça em escrever posts recentemente. Prometo deixar nos rascunhos pelo menos um post por dia *cof cof*, para que tenham atualizações decentes quando a escola recomeçar. Vou simplesmente colocar aqui um número razoável de vídeos e comentá-los, dizendo se concordo ou não com eles, e em que medida os acho consciencializadores. Mais do que isso, diria que alguns são bastante inspiradores, muitas vezes pela própria animação e uso de frases impactantes, mas mais ainda pelas ideias que passam.


{Se o dinheiro não existisse: www}

Então, começando por comentar isto, não se sobressaltem, mas eu discordo do que o vídeo diz. Se o dinheiro não existisse, valorizaria imenso quem faz de tudo em prol de um sonho, perseguindo talentos e seguindo aquilo que mais gosta de fazer. Contudo, o dinheiro existe, e tentar evitar a questão é um ato de covardia, além de inconsciência. Explicando o meu ponto de vista, não estou a dizer para toda a gente se tornar rico ou obter uma profissão como médico ou engenheiro, que toda a gente parece admirar e tal. O que considero importante é conseguir um emprego que assegure as condições básicas, a possibilidade de alguém se sustentar a si mesmo, sem precisar que os pais o façam, e que permita ajudar outras pessoas ou animais. O que parece mais agradável? Viver com condições para viajar, comprar algo que chame a nossa atenção, e quem sabe continuar com tempo de reserva para nos dedicarmos ao que gostamos? Ou, após aprender alguma arte, realizar trabalhos em função do gosto das outras pessoas, temendo não receber dinheiro caso não agrademos a ninguém? Eu não gostaria de viver toda a minha vida sob pressão. E se eu tivesse de seguir um sonho, segui-lo-ia com inteligência, de modo a, no futuro, me poder dedicar a ele com dignidade, tempo, sem ter de fazer dele uma obrigação. Isso parece-me ser um insulto aos nossos talentos. No vídeo falam como se, caso o dinheiro não existisse e nós seguíssemos os nossos sonhos, tudo seria significativo, colorido, e essa treta todo. Mas o dinheiro existe. E se seguíssemos os sonhos de forma tão irresponsável, das duas uma, ou temos pais ricos que adoram mimar os filhos, ou os nossos sonhos serão reduzidos a um trabalho, e com o tempo acabarão de ser apenas mais uma coisa chata a fazer parte da rotina, o que sem dúvida não é um mar de rosas como muita gente parece crer.

{A história dos Direitos Humanos (legenda): www}

Quanto a este vídeo, eu vi numa aula de filosofia, e gostei bastante dele. Conta a história dos direitos humanos de uma forma simples, fácil de memorizar, uma ótima animação e uma voz que não se torna irritante, algo que eu considero difícil de encontrar em muitos vídeos. E um detalhe que adorei foi a parte em que, logo no começo do vídeo, perguntam a pessoas perfeitamente normais sobre o que eram os direitos humanos. E apesar de ser algo tão presente hoje em dia, que se valoriza (embora talvez não o suficiente, nem em todo o lado) e se encontra em tudo, é extremamente difícil de definir. Ou, pelo menos, de definir de forma a evidenciar toda a luta que houve até os direitos humanos constarem num documento oficial. Hoje em dia, mesmo quando nós valorizamos uma coisa, a partir do momento em que a temos assegurada, parece que não conseguimos acreditar no que seria viver sem ela, nem conseguimos sentir os horrores de viver num mundo onde ela não esteja garantida. E o pior é que isso faz parte do passado, em certos lugares até do presente. Um mundo sem direitos humanos. É... medonho. Pensem nas inúmeras coisas que poderiam sofrer se não estivessem protegidos por direitos, todo o tipo de ataques psicológicos e físicos e até que extremos estes poderiam ir. E agora, imaginem que ninguém se importaria com isso caso acontecesse - não haveriam leis a apoiar as vítimas, nem ninguém acharia essas atitudes uma forma de violação dos nossos direitos, simplesmente porque não existiriam. Dá que pensar, ou não?

{Carl Sagan - Humildade: www}

Sobre o último vídeo, eu diria que ele está fenomenal, não por nos trazer qualquer novidade - não o faz - mas por mostrar, de uma forma realmente direta, que nós humanos somos muito, muito, muito, muito, muito pequenos. Não irei comentar muito mais, fala por si.


E agora algumas novidades sobre mim: eu adoro o meu grupo de amigas (eu disse novidades?) Não, a sério, elas são um bando de palermas, mas eu adoro a forma como elas conseguem ser tão idiotas e divertidas sem chegarem a ser insensíveis, nem tão extrovertidas que chegam a ser falsas. Também se preocupam com a escola na medida certa e respeitam imenso as diferenças entre nós, que de certa forma somos um grupo bastante heterogéneo, e que se dá bem com toda a gente. Ainda hoje, quando levei um bolo para celebrarmos o final das aulas, começamos a cantar os parabéns sem ninguém fazer anos, e quando visitamos a minha antiga escola (porque eu decidi rever um stor que tenho lá e que prezo bastante), pareciam umas crianças encantadas com o quadro de giz, já que na nossa escola atual os quadros são de plástico e é tudo bastante moderno.

Eu sei que parece demasiado sentimental estar a reforçar tanto esta ideia, mas acho que essa foi uma das maiores lições da MINHA vida. Está tudo bem em afastarmo-nos de pessoas que nos queiram mal, que só se lembrem de nós para se aproveitarem para... sei lá, copiar os trabalhos de casa?... e se interessem pelos nossos gostos para os gozarem pelas costas. Isso acontecia-me tanto em pequena, por eu ter sido tão inocente, que de repente me comecei a afastar daquele bando de idiotas e, embora na altura tenha custado, mais tarde eu diria que fiquei embrutecida, ao ponto de já mal me fazer diferença se eu tinha amigos próximos ou não. Não que eu não valorizasse as pessoas - sempre lhes dei imenso valor - mas quando eu nunca era convidada para sair com ninguém, mal fazia diferença, muitas vezes até me sentia agradecida, já que poderia aproveitar o tempo de outra maneira. Fingir que se gosta muito de certas pessoas não vale a pena, a sério. Porquê? Porque as pessoas certas aparecerão com o tempo.

Numa altura em que eu mal sentia falta de divertir com os outros, o meu grupo de amigas começou a formar-se: primeiro eram só as Rutes, depois foram-se juntando as outras, nem me lembro por qual ordem. Só sei que, no começo, mal percebi. Se calhar, porque acreditava que seria apenas um grupo igual a tantos outros, com o qual eu não me daria necessariamente mal, mas que dificilmente teria um grande significado para mim. Mas agora sei que não foi nada disso. Elas incluem-me em tudo, fazem questão de me levar com elas para todo o lado e, de certa forma, elas são a prova de que as pessoas se podem divertir imenso sem se envolverem em ambientes pesados e coisas como drogas ou assim. Apenas com imaginação e muito tempo livre >.< 

E por muitas felicidades que eu tenha - seja com algumas notas, algo relacionado com dinheiro, emprego, realização pessoal, ou o que quer que tenha uma importância mais prática - eu acho que elas são o que mais me anima todos os dias. Principalmente porque sei que posso confiar nelas. Até a minha mãe suspeitava disso no começo, e não queria que eu saísse com elas porque achava que eu estava a ser inocente como antigamente, mas elas já deram provas de que realmente se importam comigo. 

Então, tenho duas coisas a concluir desta história lamechas toda, e lamento se alguém está há espera que não sejam igualmente lamechas, porque são: primeiro, que vale mais a pena esperar que nos aceitem como somos, do que mudar para sermos aceites; e depois, que a vida é muito mais bonita quando pessoas com quem nos importamos se importam connosco do mesmo modo.

6 comentários:

  1. Yooo belezura!?
    Nossa como você é organizada, eu sou do tipo que tenta gravar as coisas na cabeça (porém há vezes que eu me esqueço completamente e.e'''''), eu sou do tipo que sente preguiça em ser organizada e.e'''
    Enfim, sobre o primeiro vídeo, eu até entendo onde ele quer chegar, porém é como você disse, o dinheiro já existe então negar a existência dele não é o melhor caminho, além disso você pode ganhar dinheiro fazendo algo que goste, ou então se curte pintura, música, poesia (que são atividades mais difíceis de se conseguir dinheiro) é só te-las como hobbies, é claro que a pessoa também não precisa se matar trabalhando para conseguir dinheiro, mas não vejo como um desperdício se esforçar para conseguir uma boa grana que permita viajar, ver um bom filme, comprar as coisas que queira e assim por diante.
    Sobre o segundo, é a primeira vez que ouço a história dos direitos humanos, achei super bacana, principalmente pela criatividade e qualidade do vídeo. Enfim, nunca parei para pensar no conceito de direitos humanos, mas depois desse vídeo percebi que não é algo tão simples assim, sem mencionar que mesmo que isso esteja protegido ainda há pessoas que consideram isso sendo apenas palavras num pedaço de papel =/
    Bem, e sobre o ultimo não posso falar muito já que a internet não tá colaborando aqui Ç.Ç, porém eu já vi um vídeo no Face com o mesmo pensamento que esse, aliás esse vídeo vive rondando o Facebook, ele começa mostrando a Lua depois a Terra, o Sol e assim por diante até chegar numas estrelas/planetas gigantescos e finalmente nas galáxias, mostrando o quão pequeninos nós somos. E parando para pensar universo é realmente algo muito louco, um monte de planeta aparentemente flutuando no meio do nada '-'
    Bom, eu sou uma pessoa super tímida desde pequena, então sempre tive uma enorme dificuldade em fazer amizades, principalmente depois que eu mudei de cidade, porém mesmo que bem pouquinho eu consegui fazer boas amizades no lugar que atualmente moro, tanto que uma delas já possui uns oito anos, já as outras são mais recentes (do ensino médio mesmo), mas eu ainda estou meio que aprendendo sobre isso, até um tempinho atrás (quando eu estava no primeiro ano do ensino médio) eu realmente não me importava quando não me convidavam para alguma coisa, pelo contrário eu ficava muito aliviada, naquele ano não consegui fazer boas amizades, mas felizmente quando passei para o segundo ano consegui isso e hoje fico muito feliz quando saio com minhas amigas por aí, aliás hoje mesmo iríamos sair, porém começou a chover Ç.Ç
    Kiss e boas férias de Natal \o/ (ah, e será que realmente não há possibilidades de nevar onde você mora!? *-*)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de tudo, DESCULPE A DEMORA A RESPONDER! -.-

      Eu era até bastante desorganizada, mas entretanto comecei a escrever coisas na mão para me lembrar mais tarde e descobri que funcionava, portanto agora faço listas para tudo >.< *descoberta do século*

      Sobre o primeiro vídeo, é exatamente isso, negar que ele existe é absurdo, então basta trabalhar em algo que garanto condições mínimas e tornar hobbies aquilo de que gostamos, que mais tarde talvez possam ganhar a nossa total atenção, caso se consiga juntar alguma grana com o tempo e não se precise de trabalhar tanto || Sobre o segundo, também foi algo que me fez pensar, e portanto decidi aproveitá-lo das aulas e trazer para aqui - a minha stora de filosofia ficaria orgulhosa >.< || E sobre o último, não sei se esse é exatamente o vídeo que você viu, pois este não mostra apenas o espaço e a dada altura começa a fazer perguntas, mas o começo é do mesmo género.

      Eu acredito que algumas amizades antigas teriam durado, mas digamos que o destino nos separou. Seja como for, as coisas estão bem do jeito que estão agora, fico feliz que com você também. Que azar, chover no dia combinado >.<

      Eliminar
  2. Oi~
    Eu jurava que o link da sua lista iria levar pro Listography jashkjdhfdsjkfh Ainda bem que aqui as férias de fim de ano duram mais de um mês @_@ eu iria morrer com poucos dias de férias jkdhgjkfs
    Agora, sobre os vídeos... Bem, o primeiro tem boas intenções. Acho que ele serve mais pra impactar aqueles que pensam APENAS em dinheiro... Com esses, as mensagens tem que ser um pouco mais extremistas pra os alcançarem pelo menos em 1%. Essa coisa de mundo sem dinheiro me lembra muito a literatura distópica, haha. Queria ter pais ricos que pudessem patrocinar meus sonhos, mas não é o caso (e eu nem tenho um sonho ou talento pra falar a verdade iushuda)... Então estou na faculdade e tenho que engolir a situação '-' lol
    Discuto muito Direitos Humanos na sala e no estágio, então se eu começar a falar disso aqui, vai sair uma monografia jkdshjfshdkjfs é uma pena ter diversos lugares no mundo que não respeitam nem parte dos direitos humanos :c
    Muito bom o último vídeo, mas fiquei a maior parte do tempo apreciando as imagens e @_@ jkshdfkjhks
    Fico feliz por você ter um grupo de amigas assim. Amizade é uma das mais belas criações de Deus (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚
    Nada melhor do que está cercada por pessoas que nos aceitam, nos compreendem e que se divertem de forma saudável, nunca esquecendo as responsabilidades da vida. Também já tive o desprazer de conhecer gente falsa, que finge se interessar pelos hobbies só porque precisam de mim... Mas já tratei de me afastar dessas pessoas. Aprendi que não sou obrigada a suportar abuso psicológico e sou mais feliz assim (◡‿◡✿)
    Desejo que a amizade de vocês se fortaleça mais e mais~ Ah, e que você consiga cumprir as metas da sua lista kk
    Abraços~ (づ ̄ ³ ̄)づ

    ~ Nankin Dust 〜( ̄▽ ̄〜)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haha, eu pensei em criar o listography, mas depois de me deparar com um layout free antigo que eu fizera não resisti a usá-lo para criar mais um blogue só com as minhas listinhas :3 Para as férias de fim de ano ainda falta imenso, infelizmente :/

      Acho que você tem razão, o primeira vídeo faz sentido para esse tipo de pessoas que só pensam em dinheiro, mas para as pessoas mais normais, não faz o maior dos sentidos, pois o dinheiro existe e é necessário, simplesmente não é tudo. E comigo é (e será) mais ou menos como você, com pais ricos eiu realmente não precisaria de pensar no meu futuro e podia dedicar-me mais aos meus hobbies, mas como não, há que estudar e lutar pelos meus objetivos.

      Pronto, talvez seja melhor você não começar a falar dos direitos humanos então, embora eu gostasse de ver um pouco mais do que você sabe :)

      Quanto ao último vídeo, acho que fará bem a muita gente por aí. Embora acredite que também já há um grande número de pessoas a saber que somos pequenos e que se quer melhorar, isto de forma humilde, pois é impossível ser perfeito.

      Antigamente era tão difícil para mim não ter pessoas que me aceitassem como sou! Assim é tudo muito mais divertido, dá imenso gosto falar com elas e passar o meu tempo sem fazer nada, apenas para o aproveitar estando com elas. Obrigada pelo encorajamento :3

      Eliminar
  3. A Hime está de férias!!! WEEEEEEEE!! :D
    Que bom que pode "descansar" um pouco Any, agora poderemos nos falar, nee? Adorei a ideia de passar dezembro sem nada importante para fazer, só ficar lendo mangá e vendo anime, não tem coisa melhor para mim (como já disse, não suporto sair ao sol se não for apara fazer algo importante u-u), aliás gostaria de lhe dizer. SIM-SIM!!! Reborn é fabulastico!!! (*w*) Espero que um dia possa conhecê-lo, só te dou uma dica, o mangá é 50% melhor que o anime, não estou a desprezar a animação, ela é muito boa, tem uma ótima trilha sonora, só que ela não conta nem metade da história!! O mangá é muito mais completo e também é onde os personagens ficam mais lindos ;AAA; VER O REBORN EM SUA VERSÃO NORMAL FOI DEMAIS PARA MIM S.O.S!!! Nhé a lista não parece tão grande, mas o que pode assustar é o tempo que você levará para cumprir todas, espero que consiga Any!!! (owo)/

    Nah, não assisti os vídeos por pura preguiça mesmo, ahaha' mas gostei bastante do que li em seus comentários Any, quanto ao primeiro eu penso exatamente igual a você, tenho esse plano para a minha vida, sabe? Algo que me lembrou o Teorema Katherine quando a sardenta diz ao menino (cara esqueci o nome dos personagens!! *sobs*) que ela só quer viver uma vida feliz, com capacidade de se sustentar, mas viver abaixo do radar, ou seja, que ela quer viver bem só que sem chamar a atenção e eu tenho isso como uma meta para mim a muito tempo. Acho bacana pensar dessa forma, afinal, o dinheiro em nossas vidas é um realidade, não um facto a se imaginar.

    Ao segundo, as pessoas só notam falta daquilo que perdem. Como diz meu pai a nossa geração vive num mundo praticamente "feito", sem grandes buscas ou batalhas atrás de algo maior, é uma geração que tem tudo em mãos para usufruir e mesmo assim, pouco se importa com isso. Os direitos humanos fazem parte da nossa vida e parece que ninguém nota, ou alguém já parou para pensar que um bebe poderia ter o seu "direito a vida" negado? Provavelmente não, o que é realmente triste. Se um dia alguém me parasse na rua e perguntasse a respeito deles e diria que são parte de mim, que ele em prol de todos os seres humanos, independente de sua raça/classe/whatever e que foi uma dura luta até eles existirem realmente (owó)

    Os humanitos são pequenos desde que vi um programa no Historu que tratava sobre isso, o COSMOS, aquele programa era fantástico, tratava sobre diversas questões, como a origem da Terra, dos seres vivos e fazia imensas viagens ao espaço para tentar compreendê-lo. Ufa!! Vou parar por aqui XD

    Own, adoro coisas lamechas, porque eu sou lamechas, AHAHAHAHAHA' é sério, Any pensamos igual sobre essa questão também e acho que resumiu tudo o que eu poderia dizer, AHAHAHAHAHA' XD e já que conseguiu amigas tão fabulasticas como estas, espero que fiquem juntas pelo tempo que for, se isso te deixa feliz é algo muito bom!! :D

    Hum, era isso... Sei que demorei um bocado para vir aqui, mas quando venho eu falo demais também ;u;
    Beijos para ti Any~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, agora que estou a responder ao comentário já as férias estão a acabar -.- Mas ainda bem que estive de férias, infelizmente com tudo o que tenho para fazer (ou pelo menos com o tempo que tudo demora) não posso agir como você e ficar apenas vendo animes e lendo mangás, por muito que me custe *inveja* Ah, Reborn já decidi ler quando chegarem as férias de verão ^^ Só que ainda falta, é em Julho.

      Sobre os vídeos, não importa se assistiu ou não, os meus comentários de qualquer modo já dão uma ideia. Essa personagem do Teorema Katherine (que nunca li, ainda) parece ser bem sábia à sua maneira, a única coisa em que eu provavelmente difiro é que não quero apenas sustentar-me a mim, quero ajuda outras pessoas também.

      E tal como você diz, as pessoas só notarão a diferença que fazem os direitos humanos se estes lhes fossem negados. Assim iriam ver como tudo é mais difícil. Até gostava que alguém lhe perguntasse o que são os direitos humanos só para a ver dar essa resposta >.<

      E sobre o último vídeo, há uma imagem fenomenal que traduz muito essa nossa ideia de pequenez e que mostra que realmente devíamos ser humildes: http://2.bp.blogspot.com/-X2wDrtB9IWI/UX2Rqe0MGSI/AAAAAAAABVk/pntjCL2kzNg/s1600/Estrelas+-+Nosso+Sol+comparado+as+estrelas++S%C3%ADrius,+Pollux,+Arcturus,+Rigel,+Aldebaran,+Betelgeuse+e+Antares++Photobucket+com.bmp

      Haha, fico feliz por você gostar de coisas lamechas, porque quem não gosta teve de me aturar ^^ Eu também espero ficar com elas por muito tempo, porque realmente deixam-me muito feliz.

      Não se preocupe, eu gosto que você fale muito. Aliás, eu é que não tenho escrito tanto assim, mas é porque tenho de responder a muitos outros comentários >.<

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †