setembro 11, 2014

Tradições repletas de valores


Ohayou ^^

Como eu não quero ninguém aborrecido por ler mais do mesmo, e este blog posta conteúdo generalizado, hoje não postarei nem sobre animes, nem sobre livros. Milagre, tendo em conta as minhas postagens atuais, não é? Bom, eu inspirei-me num post que vi no facebook, sobre uma tradição africana de que falarei após o ler mais, que denota uma alta consciência de valores. Aliás, eu concordo imenso com essa tradição. É uma coisa bonita e que provavelmente deixa as pessoas muito mais felizes, em vez de as desmotivar, e acredito que mais países deveriam aderir ao costume. Quem sabe se não faria uma grande diferença? É um post relativamente curto, mas apenas porque não encontrei mais informação.


Créditoswww » eu realmente retirei o texto, porque era perfeito demais para desperdiçar

Há uma "tribo" africana que tem um costume muito bonito: Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas que ele já fez.

A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom. Cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro. Eles unem-se então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo de quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente: "Eu sou bom".

Sawabona Shikoba! SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer: "Eu te respeito, eu te valorizo. Você é importante pra mim"

Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA, que é: "Então, eu existo para você." 

Também achadas no facebook, mas aqui o texto é meu:

» Ubuntu é uma palavra que significa: sou o que sou pelo que nós somos. Não pelo que temos. Uma vez, um antropólogo, enquanto esperava por algo, propôs a crianças uma brincadeira em que comprou um cesto de doces, o dispôs a uma certa distância, e disse que quem ganhasse a corrida ficaria com o cesto todo. Mas quando ele deu o sinal de partida, as crianças deram as mãos e chegaram ao cesto ao mesmo tempo, distribuindo os doces por todos. Quanto o antropólogo perguntou porquê que elas fizeram isso, se ficar com mais doces seria vantajoso, elas explicaram o significado de Ubuntu e disseram que não poderiam ficar felizes se as outras também não estivessem. 

» Em certas terras, quando se cumprimenta alguém mais velho com um aperto de mão, diz-se xicamon - que significa "Estou aos seus pés e reconheço a sua autoridade". A pessoa mais velha responde mararraba, que significa "Não faça isso, porque somos iguais". É uma forma de demonstrar respeito mas também que não é justo certas pessoas abusarem da sua autoridade, se somos todos seres humanos. É necessário respeitar os nossos iguais, isso sim.


Talvez pareçam um bocado lamechas, mas todas denotam um sentido enorme de dignidade humana. Não tem nada a ver com aqueles julgamentos odiosos que se encontram na maior parte dos lugares, que talvez tornem as pessoas mais duras, mas também mais amarguradas. Sempre achei que quem castiga os outros para eles aprenderem está a ser egoísta e a fazer pouco para mudar o mundo, muitas vezes essa atitude cria mais problemas do que os que resolve. Talvez agora essas tradições fossem um bocado difíceis de se implementar, já que muitas pessoas mais "crescidinhas" aparentam não ter solução e gostar de errar, mas por vezes essa é apenas uma forma de chamar a atenção, de não se quererem mostrar submissos. Se fossem educados como nos exemplos acima desde pequenos, de certeza que ao crescerem também dariam adultos melhores. 

Eu era para ter pesquisado sobre várias outras tradições deste género e trazer um pequeno resumo de cada, mas não deu, apenas achei essas 3. Em primeiro lugar, porque foi difícil encontrar coisas que se equiparassem, e depois, porque eu parei a meio da postagem para assistir Free! Eternal Summer... Não voltei com sanidade mental

AI KAMI-SAMA DIGAM-ME QUE MAIS ALGUÉM AQUI ESTÁ A ACOMPANHAR OS EPISÓDIOS!!! Eu fiquei tipo "oh meus deus, vai acontecer alguma coisa!", "pobre Makoto, pobre Haru, porra!", e "Desculpa Sousuke, por ter desconfiado de ti nos primeiros episódios!...", "meus deus o Haru com aquela cara fofa de quem acabou de acordar *.*", "Rei e Nagisa recebendo elogios, os meus bebés mereciam :3" e ainda "WTF Rin? Austrália? Austrália! Com o Haru! Mas desde quando?!" e... acho que vou sufocar de sentimentos. Desculpem se isso tem algum tipo de spoiler, também não devem ter entendido grande coisa do meu discurso entre-cortado, mas já que é melhor não gritar cá em casa, escrevo >.<

A sério, por momentos senti que tinha ido parar a um anime diferente, estou ansiosa por resenhar Free - KyoAni conseguiu fazer um anime com montes de fanservice mas uma direção tão boa e alguns momentos tão emocionantes que merece todo o meu respeito. Viva as fãs que surtaram com o comercial de 30 segundos e fizeram dos nossos lindos nadadores um anime!

#parei

Ah, quase me esquecia! Participem na família Otaku criada pela Bunny, eu já me inscrevi, ninguém pediu para divulgar, mar pareceu-me uma ótima ideia. Basta clicarem na imagem abaixo e se inscreverem. HINA-CLONE-CHAN (?), se o fizer, por favor diga numa das partes da inscrição (você entenderá qual é) que quer ser minha gémea, foi o que eu pedi >.< 

10 comentários:

  1. Yooo beleza!?
    Que lindo *-*, quase chorei imaginando a cena da roda. Confesso que até hoje só tinha ouvido sobre as tradições mais ''pesadas'' das tribos africanas (algo envolvendo cirurgias no órgão reprodutor feminino, uma tradição BEM tensa '-'), porém fiquei muito feliz ao ver que ainda existem pessoas com costumes tão maravilhosos como esse! Deveríamos tomar vergonha e aprender um pouco com essa tribo, afinal hoje em dia tudo anda um caos só, você liga a tv é morte,morte e mais morte, ou então estupros e estupros, tá na hora do ser humano recuperar sua humanidade!
    Enfim, só acho que na atual situação do Brasil, essas táticas seriam difíceis de se implementar, eu sei que não é o melhor a se dizer , mas tem muito bandido por aqui que merecia a morte! Porém em partes, eles nem possuem total culpa, afinal se chegaram nesse ponto é porque desde cedo não tiveram as oportunidades e necessidades básicas atendidas =/ Enfim, tudo é muito complicado!
    Agora falando de Free, não estou acompanhando Ç.Ç, MAS assim que terminar vou assisti-lo *-* FANSERVICE ~indo almoçar, minha mãe tá quase me matando Ç.Ç~
    Okss já estou alimentada *u* ~ 13:14 AGORA TENHO QUE IR PARA O CURSO Ç.Ç~
    ~17:48 FINALMENTE VOLTEI /OOOOOO~, enfim retomando.... FANSERVICE PARA GAROTAS /OOOOOOOOO, omg estou louca para ver esse povo lindo de peito nu *q*, afinal até hoje só vi animes com fanservice para homens, cheio de garotas peitudas ¬¬. MAS KAMI-SAMA me ouviu e trouxe FREE *Q*, com HOMENS MUSCULOSOS *-*
    ~Empolgação OFF~
    Já estou indo me inscrever na família Otaku XD, logo,logo seremos gêmeas /ooooooooo
    Adorei o post >////<
    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, essa tradição horrorosa de que você ouviu falar chama-se mutilação genital (pelo menos é chamada assim em Portugal), o pior é que não existe só em áfrica, mesmo que na maior parte dos lugares seja ilegal. Felizmente há outros costumes bastante positivos :) Exatamente, a TV não contribui nada, bem pelo contrário, só serve para hipnotizar as pessoas. E imaginar todas essas cenas é tão bonito que até fico com vontade de as aproveitar em fanfics >.< Acredito que seria difícil passar isso à prática, não apenas no brasil, aliás, foi por isso que eu disse que a educação teria de começar desde pequeno. E há certos bandidos que eu compreendo, afinal eles acabam apenas por serem vítimas da sociedade - por vários, motivos, como os que você disse de não terem as necessidades básicas atendidas desde cedo e tal...

      Haha, eu faço exatamente o mesmo, a minha mãe chama para ir comer e eu adio o máximo possível porque estou sempre a desenhar ou a escrever alguma coisa, no pc principalmente >.< Free é muito melhor do que eu esperava inicialmente, comecei a ver a temporada passado apenas porque acompanhei o delírio das fãs pelo comercial da KyoAni, entretanto apeguei-me demasiado, e este temporada cativou-me ainda mais :3 Fanservice para garotas é tão raro - bem, excepto por algumas "simulações de beijo" e cenas muito próximas entre dois homens, mesmo assim, isso não se compara com a quantidade de ecchis e shonens cercados de peitos e saias curtas. Tem de ver, tem muita idiotice, mas a piada também está aí ^^

      Eliminar
  2. Eu adorei essas tradições, e eu acho que nós podemos aplicá-las na vida cotidiana - não precisa nem usar as palavras, mas tratar as pessoas assim é um avanço. Eu estudo psicologia e na faculdade, quando refletimos a sociedade, saímos com vontade de sumir. O mundo seria um lugar maravilhoso se o homem não fosse tão egoísta, não acha? Na psico a gente costuma ver que pra alguém evoluir precisa de incentivo, bons modelos, e muito amor - coisa que eu tenho visto pouco no mundo, se quer saber.
    A tradição dos mais velhos eu achei fantástica, principalmente porque eu sou contra a ideia do "me respeite porque sou mais velho que você, sei mais e mereço". Acho sim que os mais velhos devem ser respeitados, mas ao mesmo tempo discordo dessa autoridade, hierarquia que as pessoas impõem umas às outras. Eu mesma sou a caçulinha do meu grupo de amigos e parece que tenho mais experiência de vida do que os demais em certos momentos xD acho que respeito é algo que se conquista do outro, e não que se "merece" nesse caráter de mérito, sabe?
    Sobre Free eu não comentarei porque não tenho acompanhado. XD Mas que bom que está gostando, hahaha! Vou dar uma checadinha na família Otaku também ok?

    Beijinhos :*
    Shana [ http://hishoku-sora.blogspot.com.br/ ]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda ao blog :)

      Essas tradições são exemplos excelentes, e foi por isso que gostei tanto de as trazer aqui ao blog. Imagino, o desânimo ao sair dessa aula deve ser tanto!... Felizmente, a minha mãe nunnca me ralhou pelos meus erros e sempre me incentivou o máximo possível, aliás, agradeço-lhe imenso por ser a pessoa que sou hoje, então concordo completamente com o que você disse. E, sobre essa coisa de respeitar os mais velhos, é exatamente isso! Devem ser respeitados - quem não deve - mas essa autoridade não deve estar assim garantida, a não ser, talvez, que já se tenha realmente provado ter imensa experiência e saber muito. Hoje em dia a idade já não garante grande coisa, há pessoas novas mais maduras que muitos adultos, maiores de idade que parecem putos, crianças com imensa experiência e idosos que não passaram por nada. Espero que goste da família otaku, fico contente por este post ter dado uma ajudinha à Bunny ^^

      Eliminar
  3. "Não faça isso, porque somos iguais" esta frase devia estar em todos os lugares. Mas tenho que ser honesta sobre essa tradição. Eu percebo porque é que os mais novos dizem que estão aos pés dos mais velhos para é como se estivessem a denegrir. Apesar de entender que é para a pessoa dizer essa frase espectacular.
    "Então, eu existo para você." Esta frase tem um significado tão profundo! Pelo menos para mim.
    Eu amei o costume dessa tribo africana. Às vezes quando as pessoas erram é disso que elas precisam. Todos nós devíamos fazer isso mais vezes quer sejam em grupo ou não. É tão importante relembrar às pessoas tudo o que elas têm de bom. Só não concordaria fazer isso em casos como violação e etc
    refugio-acessivel.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade que isso de se ajoelharem é só mesmo para que o resto das frases se sucedam, mas o significado mantém-se, e seja como for, é uma tradição. Quanto ao segundo caso, concordo completamente. Aliás, acredito que, quando as pessoas erram, é exatamente disso que elas precisam, de um incentivo, de uma palavra bonita, de algo que não as deixe afundar mais. Nem diria por tanta gente como na tradição, às vezes um simples amigo, pai ou professor a dizer isso já faria toda a diferença. Embora eu ainda não me tivesse lembrado de casos como violação ou outros crimes - e, realmente, há certos limites para uma pessoa merecer palavras tão bondosas. Jaa!

      Eliminar
  4. T^T Se o planeta inteiro seguisse ao menos 1/3 dessa tradição o mundo poderia ser bem diferente do que é hoje... Sério, eu arrepiei quando li a tradução que você colocou sobre o significado de cada gesto. Gostei muito da parte em que as crianças deram as mãos e foram juntas ate a cesta T^T muito bonito isso.
    "sou o que sou pelo que nós somos. Não pelo que temos" muito bonito...
    Se fosse aqui, o povo atropelariam uns aos outros para pegar a cesta primeiro kkkkkkkkk, fazer o que né... BR!
    Como sempre suas postagens são incríveis.
    Abraço linda...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São grandes exemplos, não são? Você é o primeiro a salientar principalmente a segunda tradição no seu comentário, a maior parte das pessoas até agora falou da primeira ou da última, e eu sinceramente não sei qual valorizo mais - talvez a primeira porque realmente acho que é importante não deixar as pessoas afundarem-se nos próprios erros; ou talvez a segunda, porque as crianças demonstraram ter mais maturidade e senso de justiça que muitos adultos no BR ou mesmo em Portugal, de onde eu sou; e ainda a terceira, que denota a necessidade do respeito, mas por todos, não obrigatoriamente pelos mais velhos, até porque a idade não implica necessariamente mais experiência. Obrigada, eu esforço-me :)

      Eliminar
  5. AAAAAAANY-CHWAAAAAAAAAN!!!!! ♥♥ *corre e pula dando um abraço de urso*
    A quanto tempo menine *chora rios* kami-sama, preciso de um abraço, eu estou totalmente desatualizada/desolada por ter me afastado tanto tempo daqui, do Bubbles, e de um monte de outros blogues *chora mais* eu queria conseguir manter uma rotina de poder visitá-los mas ficou muito difícil, até mesmo com o envio do terceiro capítulo da fanfic *GOMEN NEEE AAAANY* estou me sentindo muito mal com isso. It's true, mas eu resolvi dar uma passadinha aqui e matar a saudade de atazanar a Anilyan-hime-desho, porque eu amosou esse menine!!! ♥♥ (uvu)

    Engraçado, acabei me lembrando da Festa dos Mortos que os mexicanos fazem, o que não faz sentido algum (risos), mas achei muito interessante a ideia de divulgar essas tradições aqui Any, é curioso e bom para todos que a vistam tomarem conhecimento de costumes assim. Acabei me lembrando do episódio que vi de Toradora ontem com essa menção; a Minorin dava as mãos com o Ryuuji e ambos venciam a corrida em volta da escola para mostrar o quão importante a Taiga era para ambos. Já a outra me lembrou um cumprimento que meus primos tem com os meus tios e avós, sempre que eles se veem, pedem a "bença" deles, sempre achei algo bonito, embora nunca tenha feito nada do tipo.
    Oho, eu li direito ou encontrei um "porra" ali no texto?! (risos) Eu não consegui acompanhar nenhum anime que comecei desta temporada, mas sei que Free está prometendo um bocado, vou assisti-lo nas férias mesmo e surtar sozinha porque sou do contra *desfila* XD
    Criaram uma outra Família Otaku?! Nossa, lembro de ter me inscrito numa versão anterior, mas acabei não conseguindo me manter até ela chegar ao seu fim *triste* mas talvez me inscreva nessa... E caso o faça quero me grudar a você Any *desolada* ( ; ~ ; )

    Matei parte das saudades, agora quero ver a reação da Any-chwan ao ver meu coment aqui no bloguito dela *risadinha* adieu hanni~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começando pela última parte do comentário, quer saber qual foi a minha reação? "Que comentário grande! Aposto que é da Snow!" E não é que era mesmo? Mas tenho de admitir, você começou a moderar, principalmente tendo em conta a sua ausência, seria de esperar um comentário com o triplo do tamanho. Omedetou ;) Há quanto tempo mesmo, senti tanto a sua falta, logo depois de andar a dizer à minha irmã para visitar o seu blog, que andou sem atualizações. Sabe o terceiro capítulo da fic? Desista! Um pouco rude dizer isso, e se já estiver pronto ou quase, pode sempre enviar, até porque agora fiquei curiosa, mas a verdade é que já não vai a lado nenhum, e como as aulas em Portugal começam amanhã, eu própria ficarei sem tempo. Não se sinta mal, nem vale a pena. Anilyan-hime, kawaii deesu :3

      Humm... é, eu não sei muito dessa festa, e realmente não consigo ver a ligação, mas reconheço que a sua imaginação e capacidade de associação supera enormemente a minha >.< Eu gostei de divulgar estas tradições porque acho que passam ótimas lições e deveriam ser usadas como exemplo, por muito corrompidos que sejam os nossos países e mesmo sendo difícl se não se começar desde pequeno a ser guiado por esses princípios. Mas ainda acho que é possível. Você ensina à sua futura família, eu ensino à minha, outros leitores talvez façam o mesmo, e já é um número razoável de pessoas a darem um empurrãozinho ao país :) Já na parte de Toradora consegui reconhecer bem o segundo costume. Eu não sou muito de cumprimentos tradicionais, aliás, sou pouco dada a tradições e coisas dessas, mas valorizo imenso significados entrelinhas.

      Yup, você leu bem. Não imagina, esperar pelo último episódio está a dar comigo em doida!!! Até sinto borboletas no estômago, que medo, que medo, que ansiedade, que prévia linda, ai meu coração!... Certo, vou controlar-me. Assista assim que puder, que pena que tem andado assim tão ocupada, mas eu entendo. Deve ser ainda mais difícil para você do que para mim esperar pelo seu regresso. Quanto à família otaku, soube que já houve uma, mas esta é a primeira em que eu participo e se se inscrever, quero muito que se associe a mim, pode ser prima, irmã mais velha (sim, porque já tenho uma gémea), o que quiser.

      Jaa!

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †