setembro 17, 2014

Meme dos shipers


Ohayou!

Sim, ainda estou viva, mas agora habituem-se porque o meu horário escolar só me permitirá postar às quartas e ao fim de semana. Aliás, quem quiser saber como foram estes meus primeiros dias de aulas (em Portugal, lembro outra vez) pode saltar para o fim da postagem. Em breve começarei a resenhar os animes da temporada, mas neste post decidi trazer uma tag que eu traduzi do tumblr (achei aqui: www), que estava em inglês e eu gostei bastante. Alterei uma ou duas coisinhas. Enfim, é a primeira tag que eu "crio", ou pelo menos, "traduzo" para o blogger, portanto irei listar algumas regras básicas, e acredito que muita gente irá gostar dela, pois já estava na altura de respondermos a um grande número de perguntas sobre os nossos casais favoritos. Conteúdo do post? Não muito, mas faz bem descontrair de vez em quando ;)

Ainda não irei responder neste post, mas quero fazer um hoje mesmo com as minhas respostas e as da minha irmã. É que, se eu respondesse, ficaria demasiado longo. 


Regras:
  • Dar créditos ao Forever Sapo por traduzir a tag do tumblr
  • Repassar a pelo menos 3 pessoas
  • É possível escolher entre dar respostas curtas ou elaborá-las

Tag
  • Fala do primeiro ship que alguma vez tiveste
  • Fala dos três casais mais importantes que se interpuseram na tua vida
  • Qual é o teu OTP (One True Pairing) atual?
  • Qual é o teu NOTP? 
  • Tens ships variados? Por exemplo, em que shipas uma personagem com várias, dependendo da cena ou do desenvolvimento?
  • Como te sentes quanto a triângulos amorosos?
  • Como te sentes quanto a guerras de fandoms?
  • Alguma vez shipaste a ti mesmo com uma personagem?
  • Tens algum ship que nunca ficará junto?
  • Shippas algumas personagens que nunca sequer se conheceram?
  • Fala do teu primeiro beijo entre personagens favorito
  • Alguma vez ficaste desiludido quando o teu ship finalmente se tornou um casal?
  • Alguma vez o teu ship quebrou o teu coração?
  • Como é que te sentes quanto a discussões de "eles vão/eles não vão"?
  • Alguma vez shipaste algum "à primeira vista"?
  • Fala de um ship que inicialmente não gostavas
  • Fala de um ship que paraste de shippar românticamente
  • Fala de um momento que te fez questionar completamente o ship
  • Alguma vez shipaste algo apenas por ti própria?
  • Fala de um ship em que te sintas solitário a shippar, por ter pouco fandom
  • Há algum ship que tu não apoias, mas a que também não te opões?
  • Qual dos teus ships tem melhor química?
  • Qual dos teus ships daria a melhor fic?
  • Costumas shipar canon?
  • Alguma vez shipaste certas personagens antes mesmo de assistires à história simplesmente porque o visual era parecido com um ship de outra história?
  • Notas algum motivo padrão que te faça shipar certas personagens? Ou o motivo de shipares os vários casais nunca têm nada a ver?
  • Há algum ship que mantiveste pela maior parte da tua vida?
  • Os ships chegam-te facilmente à cabeça, ou demoras a perceber que gostas de ver certas personagens juntas?
  • Sentes a necessidade de shipar para realmente gostares de uma história (filme, anime, livro...)
  • Nomeia um par de fandoms dentro dos quais tu não shipas ninguém
  • Fala de um dos teus favoritos headcanons para shipar que tu amas
  • Deixa o link de 3 fics que precisas de ler
  • Nomeia os teus favoritos artistas de fanarts de ships
  • Compartilha o AMV que mais gostas de um dos teus ships
  • Recomenda entre 1 a 5 páginas dos teus ships (do tumblr, blogs, fanlisting...)
  • Crias algum material de fã para os teus ships?
  • Coloca a url de um único fanart favorito do teu OTP.
  • Gostas e usas os nomes do ship? Por exemplo: Kageyama + Hinata = KageHina
  • Há algum relacionamento fictício que que sentes que devia ser aprofundado?
  • Se pudesses mudar algo no teu OTP, o que seria?
Relembrando que só responderei e repassarei no post seguinte :)

E agora vou eu tagarelar coisas que não interessa a ninguém...

A apresentação foi na segunda, ontem e hoje já tive aulas e hoje já tive trabalhos de casa. Eu adoro aprender e tal, mesmo por mim própria, e também gosto imenso da escola por causa do "convívio" e de sempre me ter dado bem com os professores. Como previ, os meus colegas e professores são quase todos os mesmo, com excepção de alguns alunos novos e a professora de matemática, que mudou. Foi mesmo pena, era a minha preferia :/ De qualquer modo, até estou empolgada com este começo de aulas. Mas algo que me estava a deprimir bastante ontem - sim, hoje já passou, eu não gosto de dramatizar por muito tempo, é quase uma doença, e uma atitude bastante fraca - é que eu chego a ter medo da escola. Medo de não ser perfeita o suficiente, mesmo tendo 18s e 19s numa escala de 20, medo de desiludir as expectativas dos professores, que por vezes parecem achar que eu só tiro estas notas porque "estudo um bocado" e não porque passo imenso tempo a fazê-lo. 

Para aumentar essa sensação stressante, ontem, em português, a minha professora já conhecida disse que este ano não seria tão tolerante quanto ao tempo que daria para a apresentação do livro, e relembrou alguns alunos que passaram o limite de tempo no ano passado. Não direi os nomes, já que isso é um bocado ofensivo da minha parte, além de que as pessoas melhoraram no segundo período, e eu não acho justo falar dos erros antigos das pessoas. Depois volta-se para mim e diz: "Ah, e a Ana!" (meu nome verdadeiro) "Tu passaste imeeeenso dos 5 minutos". Vamos lá dizer porquê que eu me senti frustrada com isso: 1) Eu fiz isso no segundo período. Além de eu já ter mostrado no primeiro que sabia fazer apresentações dentro do tempo limite, eu só passei do tempo no segundo porque a stôra disse que não ia controlar o tempo, e a seguir a mim quase toda a gente fez o mesmo. 2) Tive 20. É a nota máxima, e a minha stôra nunca dá 20 a ninguém! Se eu tivesse passado do tempo só para dizer palha, não me importaria com a reprimenda, mas eu apontei tantas coisas importantes e diferentes do que a maior parte das pessoas trás que no fim da apresentação fui bastante elogiada. Eu não me importaria que a stôra tivesse dito aquilo na primeira aula deste ano se depois relembrasse - pelo menos, para os alunos novos não ficarem com uma impressão errada de mim - se ele tivesse apontado também as coisas boas, mas assim, mesmo que ela o tenha dito num tom ligeiramente animado, talvez até a brincar, ofendeu-me um bocadinho, mesmo que não ao ponto de eu guardar rancor ou pensar mal dela. Nada disso. Só não creio que essa seja a postura mais encorajadora para se mostrar a um bom aluno. 


É esse o tipo de coisa que me faz desanimar tanto com o começo da escola, as reprimendas, o ar de desilusão, de que "podias ter feito melhor", mesmo quando já me foi tão difícil chegar onde estou. A minha turma foi feita propositadamente com alguns dos melhores alunos da escola, e por isso são todos muito inteligentes, a maioria tira média de 15 com bastante facilidade, e eu tenho a certeza de que, se estudassem um bocadinho, me ultrapassariam muito facilmente. Eu gosto imenso deles, aliás, até já os referi em alguns posts do blog, mas essa é uma coisa que me deixa com alguma inveja. Saber que quem tem facilidade não aproveita, e quem se esforça muitas vezes é encarado como "normal". Bem, o esforço devia ser algo normal, mas já que não é, não custava muito algumas pessoas lembrarem-se mais das coisas boas e esquecerem mais as coisas más. Principalmente professores, que eu respeito imenso e até admiro, mas por vezes me parecem duros demais, ou que acham que nós, só por sermos jovens, já não ficamos com a consciência pesada o suficiente se falharmos. É claro que nos sentimos mal, é claro que nos esforçaremos por recuperar! Não é preciso virem dizer-nos isso, agir como se um erro nosso tivesse libertado algum mal no mundo. Para nos chatear a cabeça já bastam as moscas, obrigada. Sei que eles nos reconhecem, tanto que até agora quase nunca tive uma única queixa a fazer dos meus professores, por serem sempre simpáticos, competentes a ensinar, realistas e encorajadores, mas de vez em quando episódios como este acontecem e eles provavelmente nem se apercebem, e se se apercebem, talvez não liguem grande importância - não que seja uma possibilidade. Somos tantos alunos, que eles nem sequer podem pensar em agradar a todos. Há bastantes alunos que se queixam de professores e uma ou outra queixa até tem a sua lógica, mas de maneira geral, eu compreendo melhor o lado dos professores mesmo, e até me sinto mal por guardar as críticas que oiço para mim. E eu não estou a dizer isto para desabafar, como referi acima, eu não gosto de dramatizar demasiado, apenas estou a escrevê-lo no blog porque acho que é uma reflexão importante e que poderia servir de exemplo. 

Eu quero imenso ser médica, estou a gostar imenso da minha área e essa treta toda. Mas mesmo que não quisesse assim tanto, isso acabaria por ser uma necessidade, já que o bónus financeiro vem junto. E quando as pessoas são um bocado mais duras, a vontade que dá é de poder desligar de vez em quando. Quantas vezes eu já não tive vontade de ser um bocado mais como as outras pessoas? Chegar a casa e ir para o computador, em vez de fazer os trabalhos de casa e estudar; Estudar quando me apetecesse, e não ficar com a consciência pesada caso não o fizesse; Escolher um curso em função das notas que "calhassem", sem grande preocupação, em vez de tirar as notas porque devo entrar definitivamente no curso X; Desligar alguns minutos a meio da aula, ou porque me dói a cabeça, ou porque me deitei tarde, ou porque está frio, ou porque está calor, ou porque está a passar uma mosca, ou porque tenho coisas em que pensar, ou porque a parede é muito bonita, ou porque sim, pronto; Dizer algumas verdades mais duras, mas ainda assim com argumentos decentes, que precisam de lata para ser ditas, sem passar por revoltada, insensível, rebelde ou simplesmente mal educada; Rir, pular, gritar, sair, namorar, passar horas em frente ao espelho, ver televisão, VIVER e ter coisas para contar ao meu grupo de amigas no dia seguinte. Não me entendam mal - eu já não seria capaz de fazer isso. Acho que a minha concentração acabou por moldar-me, e agora eu mesma tenho interesse em estudar, ter hobbies como ler, desenhar, escrever e blogar, não tenho interesse nenhum em moda ou namorar e nem saberia como arranjar assuntos para conversas, pois eu vivo dedicando-me a atividades intelectuais, e embora adore ouvir o que as outras pessoas têm para contar, praticamente só me lembro de coisas para dizer se me fizerem perguntas. É fácil arrancar-me risos, e até tenho um certo humor irónico, mas provavelmente não sei como animar ninguém. E estou bem assim. Bem mesmo. Mas às vezes sinto-me burrinha porque, se me pedissem para descontrair e agir de forma mais sociável, eu acabaria totalmente perdida.

Desculpem o testamento adolescente, são só algumas ideias flutuantes que decidi escrever aqui em vez de o fazer no meu diário (sim, tenho um diário)

Jaa!
Ilustrações toscas, mas fofas. Vale a pena disponibilizar no meu blog de tutos e goodies?

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Yooo beleza!?
    Cara essa tag promete MUITA coisa! XD, foi um enorme achado seu, estarei esperando ansiosa pelas suas respostas *-*
    Enfim, sobre o seu ''desabafo adolescente''.EU ME VI NELE '-'. Bom sobre a primeira parte, acho que minha ex-escola tem que aprender MUITO com a sua, pelo que vi, os estudos são levados bem a sério, e os professores são maravilhosos, bem na minha escola também tinha bons professores, como o de matemática, a de química, a de física, porém outros deixavam a desejar, e muito. E bem quanto aos alunos, meus colegas eram um bando de vagabundos que não faziam absolutamente nada, apenas eu e mais uns 3 ou 4 eram os ''certinhos'' que tiravam umas notinhas melhores.Sobre o medo, eu possuo o mesmo, minha família, em específico minha mãe, colocam certas expectativas em mim, é claro que fico feliz, mas também fico com medo de falhar e decepciona-los, principalmente minha mãe que junto com o meu pai vem se esforçando para suprir minhas necessidades nos estudos.
    Pera deixa eu ver se entendi!? Vocês têm que ler um livro e apresenta-lo em apenas 5 minutinhos!? Quem diabos consegue fazer isso!? õ.Õ ainda mais se for um livro extenso. Ou será que eu entendi essa história de livro errada? '-'
    Ah outra dúvida que eu tive, porque sua turma foi feita propositalmente com os melhores alunos do colégio!? (na minha era o oposto, colocaram os piores alunos, ou seja, os que ficaram em recuperação, juntos numa única turma '-' ).
    Bem eu nunca fui a aluna que tinha facilidade,acredito que apenas em biologia eu posso dizer que possuo certo destaque, mas para o restante sou a aluna esforçada que se prepara dias antes para as provas, e sim, eu também fico com uma invejinha daqueles que possuem facilidade e não aproveitam direito.
    Bem acho que vou passar sobre os professores serem duros e cobrarem, sobre os alunos se sentirem culpados, porque bem...as coisas não são assim aqui Ç.Ç, pelo contrário, meu professor de matemática dava mil e uma chances para os alunos e eles ainda tinham a capacidade de reclamar dele!
    Entendo, eu também compreendo melhor o ponto de vista dos professores, ainda mais hoje em dia,no qual. eles vem passando por situações bem complicadas não só com os alunos mas com as famílias também, as vezes devido alguma repreensão necessária que esse aluno sofreu (mas aí ele vai para os pais,dramatiza tudo, e bem..........sempre acaba caindo nas costas do professor).
    E por fim. sobre a última parte, sou EXATAMENTE igualzinha, eu também por vezes me pego pensando se não seria melhor eu desligar um pouco, deixar de estudar, ir meio que pela sorte ou até mesmo cola, desistir de medicina e escolher algo menos complicado que não exija tamanho esforço e dedicação.E assim como você não tenho interesse em moda nem em namorar, mas algumas vezes fico pensando que seria legal ter alguém,porém quando me lembro de vestibular e estudos fico feliz por ser solteira '-'
    Acredito que comigo já seja um pouco mais difícil de se tirar risos, e também não sou a melhor pessoa para animar alguém, mesmo no blog eu sendo palhaçona, pode ter certeza que pessoalmente sou o oposto Ç.Ç
    Enfim, essa tag foi um grande achado, e adorei o seu testamento adolescente.
    kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sobre a tag, aposto que você teve qualquer coisa a dizer no post mais recente :)

      E sobre o testamento adolescente...

      Qur bom que você se identificou com tanta coisa e compreendeu o que eu disse. Sim, essa parte dos cinco minutos está certíssima, começa a ver o problema, não é? Mas a ideia não é focar muito a história, e sim a nossa opinião, o que já nos poupa algum tempo, mas como no ano passado eu elaborei imenso a minha opinião - e isso foi bom, foi o que me rendeu nota máxima - acabei por passar do tempo. Bem, eu não estou NADA arrependida, até é algo de que me orgulho bastante, só não entendi o porquê de ser repreendida logo agora.

      Na minha escola antiga, também já estive em turmas cheias de maus alunos em que só haviam uns poucos certinhos (e confesso que era um deles), e já tive muitos professores que se fartam de dar oportunidades e os alunos é que as desperdiçam, detesto pessoas que fazem isso, parece que se sentem bem a gozar com a cara dos professores, que podem parecer injustos uma vez ou outra, mas isso também tem a ver como o que já tiveram de aturar durante o dia - aliás, essa parte dos pais que dramatizam já vi a acontecer muitas vezes, é impressionante como discussões que inicialmente até tinham razão de ser acabam por atingir níveis de infantilidade. Mas na minha escola atual (mudei para esta no ano passado), o ambiente acaba por diferir bastante, e embora seja um pouco mais rígido e mais preocupante, eu estou a gostar imenso, porque sei que os professores realmente levarão as nossas capacidades ao limite, e com a boa colocação que a escola tem mesmo a níveis nacionais, sei que aqui só há pessoas realmente competentes - os professores que tive até agora também eram bastante bons, mas nesta escola são melhores, e sabem que não vale a pena atrasar as aulas por causa de alunos que já deixaram de se esforçar. E essa coisa da turma feita com excelentes alunos, algo que eu não sabia no começo do ano passado, estava a incomodar-me muito na altura - eu tive até receio de acabar por ser uma das piores - mas como eles não estudam lá tanto, sempre me destaco um bocado. Acabou por dar resultado, e eu mesma acabei por adorar a turma, sinto-me mesmo confortável com eles. Não é o mais fácil, mas acaba por ser o melhor. E sim, a minha mãe também tem grandes expectativas sobre mim, e embora nunca me repreenda caso algo corra menos bem na escola (já que sabe que me esforço), eu mesma sinto quando ela fica um pouco desiludida e isso dói imenso. Aliás, se não fosse pela minha família, talvez eu nem me esforçasse tanto. Eu nunca tive dificuldades muito grandes a alguma disciplina, mas também não sou nenhum génio, e a maior parte das minhas notas provém do esforço mesmo.

      Quanto à última parte, às vezes dá vontade de experimentar, não é? Mas depois temos de abanar a cabeça e focar no que realmente irá valer a pena a longo prazo, no que não atrapalha, não rouba tempo, e com os hobbies que nós temos (incluindo ver animes), já perdemos tempo demais.

      Jaa! Obrigada pela paciência por ler isto tudo e comentar, nunca acreditei realmente que alguém o faria >.<

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †