setembro 05, 2014

Hotarubi no mori-e


Ohayou ;)

Tal como prometi, cá estou eu a postar uma resenha do tema do meu layout, o filme de Hotarubi no mori-e. Na verdade, eu escolhi-o como tema do meu layout simplesmente porque gostei da paleta de cores que resultava de uma das imagens oficiais, mas como sei que o filme é bastante conhecido e toda a gente se comove com o final, achei importante falar sobre ele no blog. Não chega a ter uma hora de duração, mas é suficiente para contar uma história inteira, e o nome significa "A floresta de luzes dos Vaga-lumes". Aliás, sabiam que em portugal os vaga-lumes são chamados de pirilampos



A história começa com Hotaru, já relativamente crescida, de regresso a uma floresta. Ela estava bastante animada, e conta-nos o motivo da sua animação: ia rever o seu amigo Gin. Gin é um espírito, que a ajudara a sair da floresta quando ela se perdeu lá, em pequena. Encontravam-se todos os anos, cada vez se conheciam melhor e se tornavam mais próximos, mas havia um pequeno problema: Gin não podia ser tocado por um humano, ou desapareceria.


Grande parte do filme é gasta a mostrar-nos o passado, mas eu achei isso boa ideia, para criar uma certa ligação emocional entre os espectadores e as personagens. Mostrou como a Hotaru, em criancinha, conheceu Gin, como ele lhe acertava com um pau quando ela tentava abraçá-lo, e como ele, curioso, aceitou mostrar-lhe a floresta. Foram mostradas as brincadeiras da pequena, e como ela foi crescendo, entrando até no ensino médio - ela fazia questão de mostrar sempre o novo uniforme ao espírito. Ela foi aprendendo que não lhe poderia tocar nem por nada, e ficando cada vez mais madura. E assim os anos vão passando...


Aí entra a minha primeira crítica positiva: a Hotaru é a melhor protagonista que podiam ter criado. Ela é curiosa, engraçada, alegre e nada dramática, o que evita com que o filme se torne demasiado lamechas, um receio que eu tinha antes de ver. Mas também não é superficial ao ponto de não refletir nas coisas, afinal, ela nota que o Gin, contrariamente a ela, não está a envelhecer, e fica com pena de não poder tocá-lo. Ela vai-se tornando cada vez mais mulher e esses desejos e dúvidas tornam-se mais difíceis de reprimir, mesmo que ela não se deixe abalar por tudo isso. Sabia que, se tocasse o espírito, este desapareceria para sempre, e isso seria muito pior do que manter-se afastada. Mesmo em pequena, ela teve a maturidade de lhe pedir para não tocar nela, independentemente do que acontecesse. E a rapariga não é anti-social, ok? Ela tem bastantes amigos, da escola e assim, e um deles até lhe é bastante próximo. Gin pode ser um amigo especial, mas não é como se ele fosse tudo o que ela tinha. Foi essa personalidade equilibrada que eu achei tão bem escolhida. Tanto me arrancou gargalhadas como lágrimas.


Oh, sim, eu adorei o Gin igualmente! Em primeiro lugar, porque ele tem cabelo branco, e eu ADORO personagens de cabelo branco. Ele é gentil, paciente, misterioso, e embora a máscara que ele use não nos deixe ver as expressões deles, eu acredito que podemos senti-las. Não posso contar porquê que o Gin usa uma máscara nem o porquê da maldição, mas assistam, se é que já não o fizeram, e descubram vocês mesmos :) Já vi muitas histórias de amor impossível, barreiras entre relacionamentos e com finais menos felizes, mas poucas transmitem tão bem esta aura... enfim, bela. Não há cenas de ação nem nada, afinal o foco está no sentimentalismo, mas eu diria que o ritmo da história é bom, sem enrolação ou outras tretas. 


E claro, depois temos a ambientação excelente. A floresta permeada de espíritos e encantos únicos, que torna o relacionamento cheio de barreiras entre os dois ainda mais encantador, mas também mais doloroso, principalmente no final. As coloração, clara e não demasiado vibrante, nem demasiado apagada, suficiente para nos transmitir uma certa sensação de delicadeza e até relaxante, mas que nos atrai para a trama. Permitirem que víssemos a floresta em estações diferentes, pelo menos uma vez, naquela cena em que o Gin está sozinho no meio da neve com o cachecol que a Hotaru lhe deu. O festival, perto do fim do filme, em que ambos participam, mostrando o nosso querido espírito rodeado de humanos. A trilha sonora também colabora bastante.


O próprio relacionamento deles, a princípio muito inocente, mas que com o passar dos anos ganha mais profundidade, mostrando que o amor não existe apenas pelo contacto físico mas pela sintonia dos corações das pessoas (eu sendo poética, sqn >.<)... Sim, o filme foi feito pela autora de Natsume Yuujinchou, Yuki Midorikawa, e tanto a recorrência aos youkais como os traços são semelhantes. A grande diferença, e o que torna este filme eventualmente melhor, é o desenvolvimento de um laço forte entre os protagonistas, e só ser necessário cerca de meia hora para nos arrasar com o final.


Não consigo dizer mais nada, parei o post para rever partes do filme e agora só me quero encolher a um canto. Não, eu não estou a chorar muito, é difícil algo comover-me a esse ponto, só se me apanharem completamente de surpresa. Mas de qualquer forma, vocês entenderam que o filme vale a pena, não é? Agradeçam ao tumblr pelo excesso de gifs, que pena não os ter encontrado quando estava a fazer o layout.


15 comentários:

  1. Eu achei o tema do seu layout tão lindo.
    Eu conhecia esse nome dos vaga-lumes por uma série infantil que os chamava assim.
    Sua analise sobre o filme ficou simplesmente perfeita. Tudo bem explicado e analisado de uma forma profunda. De 0 a 10 te dou 15.
    Eu nunca assisti a esse filme e vim a conhecer ele através do seu layout mesmo. Eu não assisto muita animação japonesa (ainda), mas pretendo assistir mais. Eu também adoro personagens de cabelo branco. E também adorei os gifs que você colocou e a forma que os colocou, me deixou com muita vontade de assistir ao filme. E novamente, parabens pelo ótimo texto.

    P de Paranoia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah e tem como vc me passa o link pro download, é que não estou achando. Se for via torrent melhor ainda

      Eliminar
    2. Ainda bem que gostou, tanto do layout, como da minha resenha. A sério, o seu elogio foi mesmo querido, não é preciso exagerar *cora* >////< Eu só comecei a assitir a animes e à animação japonesa há uns dois anos, os filmes tendem a ser bonitos e não demasiado longos, então acho que este vale a pena. Haha, gifs tendem a fazer isso, é um dos motivos porque os coloco. O outro é simplesmente por não resistir. Quanto ao download, gómen, não sei onde tem, eu vi online pelo anitube, que basicamente é onde eu vejo tudo.

      Eliminar
  2. Yoo tudo bom!?
    Esse filme merecia um belo de um anime T-T (só que dessa vez com um final feliz u-u)
    Enfim, eu não sou de me emocionar muito,aliás dificilmente choro vendo um anime, acho que os que realmente conseguiram me fazer derrubar lágrimas foram Air TV, Clannad e Hotarubi no Mori e, aliás eu sabia que vaga-lumes em Portugal se chamavam Pirilampos u-u (afinal meu falecido vô por parte de pai é português, sendo assim eu tenho um pezinho na Europa u-u).
    Bom falando sobre o filme, muito,muito lindo *-*, também amei essa protagonista pelos mesmos motivos que você, porque geralmente essas garotas (principalmente de shoujos) fazem um escândalo por causa de umas coisinhas, dramatizam muito os acontecimentos deixando a história meio cansativa (e um tanto sem sentindo). Além disso estava morrendo de medo que depois que o Gin partisse ela ficasse toda depressiva chorando eternamente, mas fiquei aliviada que ela conseguiu superar tudo ^^ (mas ainda sim eu queria que os dois tivessem ficado juntos Ç.Ç), queria que as magias de ressurreição aparecessem para traze-lo de volta T-T (okss ignore a parte das magias de ressurreição, mas eu queria MUITO que eles ficassem juntinhos ç.ç ).
    Depois desse seu post fiquei com vontade de rever o filme, porém esse fim de semana já está programado para Togainu no Chi e Another *u*
    Adorei o Post >///<
    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu já disse no post, também não me emociono facilmente, nem AnoHana me arrancou lágrimas. Mas realmente, este filme foi tocante, ainda bem que eu já sabia o fim antes de assistir, se não teria ficado arrasada >.< Seria muito bom se tivesse um anime, mas nesse caso, provavelmente precisaria de mais elementos à história, ou então começariam a enrolar demasiado. Quer dizer, acho eu. Oh, o seu avô era de Portugal? :) Exatamente, foi mesmo a pensar nas protagonistas de shoujos que dei tanto valor à Hotaru, ela perdeu mais que essas garotas histéricas e fez menos drama. Eles MERECIAM ficar juntos. O espírito da montanha, no fim, podia tê-lo ressuscitado, nem que fosse anos depois, como um humano normal e ela encontrá-lo-ia. Seria lindo, e surpreendente.Você até programa quando vai ver animes? Eu sou muito organizada com o tempo, mas agora já não consigo dedicar horas só a assistir animes, é por isso que ainda nem vi metade dos que você viu. Jaa!

      Eliminar
  3. Foi um dos melhores filmes que eu já assisti, deu ate vontade de assisti mais uma vez.
    Ele é uma animação muito agradável e os personagens são muito bons também, o desenvolvimento que tiveram ao decorrer do longa foi excelente. E o final? Eu acho que só parei de chorar três dias depois... Foi emocionante!!
    Eu penso que se ele fosse adaptado para uma série, iria ficar d+. Um tempo atrás depois que eu assisti ele, eu também fiz um post sobre ele, não aguentei, tive que compartilhar com o povo, o filme é excelente.
    Sua review ficou ótima, gostei do que li.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É lindo, não é? Até agora ainda não achei ninguém que discordasse, eu não chorei tanto assim, mas admito que fiquei beeeeeeeem comovida. É a segunda pessoa a comentar que daria um bom anime! Eu também concordo, mas seria um suplício ter de esperar uma semana inteira para ver o episódio seguinte. Além disso, para não haver muito enrolação, talvez fosse necessário adicionar alguns elementos novos à trama. Ainda hei de ler a sua review, aposto que estará melhor que a minha. Jaa!

      Eliminar
  4. Eu não conhecia este filme, mas me parece tão bom para assistir, o que falou sobre Hotarubi no mori-e me deixou com vontade de assisti-lo e desfrutar de tal obra. Adoro filmes deste jeito, bem...sentimentais, digamos, eu não sou dessas que se emociona fácil, mas creio que se eu assisti-se choraria feito louca.

    Quero avisar-lhe que aceito teu pedido de afiliação, assim que me colarcar na elite, me avise para que eu possa coloca-la também.

    Beijitos :*
    www.aprendizes-da-lua.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já tinha ouvido falar do filme muitas vezes, mas só assisti quando decidi fazer um layout sobre ele. Aposto que vai gostar, mas cuidado, é provável que chore mesmo >.< AINDA BEM QUE ACEITOU! *dando pulinhos de alegria. Pula demasiado alto e bate com a cabeça no teto* Acabei de colocar e avisar no seu blog. Bjs :3

      Eliminar
  5. Hey :3 Nunca vi o filme, mas acho que já ouvi falar. Já vou anotar para ver, já que você e tanta gente aqui nos comentários gostou tanto \o/
    Eu super amei o traço do desenho ♥ E sim, eu escolho animes pra assistir pelo traço. As cores também são lindas e a história parece bem interessante. Acho que eu já vi um filme desses que a menina cresce ao lado de um cara que é imortal, mas não me lembro qual 8D
    Com toda certeza vou assistir esse filme :3 Sua resenha ficou ótima também, parabéns :) Kissu ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também anoto tudo o que quero ver, o problema é que já tenho tanta coisa anotada que demoro a ver tudo >.< Vai valer a pena, de certeza. Pela história, mas pelo traço também, já que gostou tanto. Oh, e não se preocupe, o traço influencia imenso a minhas escolhas, e é o principal motivo pelo qual não pretendo assistir One Piece. Arigatou :3

      Eliminar
  6. Weeeeeeeeey :3 esse filme é muito bom . Nos passa uma sensação emotiva , me lembro que quando eu o olhei eu me colocava no lugar da garota e assim eu notava o quão forte ela era em questão de personalidade , já que ela não ficava se lamentando ou chorando pelos cantos de que um dia os dois estariam distantes pelo fato dele ser um espírito >.< . E como você disse , ela era realmente madura , não demorou muito para ela aceitar essa realidade toda .

    Só acho que o filme pareceu ser apenas de alguns minutos , curto , foi o filme mais rápido que eu vi na minha vida o.o , não sei se era por causa da história que girava em torno de um único fato ou se realmente o filme é curtinho .

    Enfim , até mais *-* , uma das resenhas mais bem feitas que eu já li viu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, por isso é que eu gostei tanto da Hotaru, ela conseguiu ser forte, mas doce, não daquelas personagens fortes que chegam a ser rudes ou frias. E não dramatizou a situação, tal como você notou. Foi demasiado curto, não é? Tinha pouco mais de 30 minutos, era quase uma ova. Acho que a explicação se deve mesmo a esses dois pontos, não teria feito mal adicionar algumas coisinhas à trama. Ainda bem que gostou, não me elogie assim ou vou ficar envergonhada >////<

      Eliminar
  7. ANY-HIME-DESHOOOO!!! ♥♥ *abraça excessivamente*
    Eu simplesmente tinha que comentar aqui, já que eu sempre gamo incondicionalmente por themes que tenham um tiquinho de verde e um clima mais "arejado" e isso soou meio naturalista demais (risos), enfim, eu tinha que afirmar isso aqui!! O THEME TÁ LINDO ♥ (uvu) Nunca assisti ao filme mas já muita gente falando dele, embora histórias assim me lembrem um pouco a temática de Ano Hana e bem, eu nunca me emocionei com este anime, a história é bonita mas eu nunca derramei uma lágrima por ele; coisa beem diferente de Angel Beats! pois esse sim é lindo ♥ ah, amei a resenha. Como sempre, você detalha tudinho e é por isso que adoro ler o que escreve, quem sabe um dia eu o assisto? Assim como os animes que eu comecei e não terminei dessa temporada, ahah' XD

    Afinal... nada supera HIRUNAKA NO RYUUSEI ♥ NEM O MAMURAAA ♥ HUASHUASHAUSHUA!!!! *tapa*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *tentativa vã de retribuir o abraço, sem grande sucesso já que acabou esmagada*

      SNOW-CHAAAAAAAAAAAAN! *.*

      Parece que você voltou em grande, não é? Segunda postagem que está a comentar no meu bloguito, fico mesmo feliz, principalmente por estar a elogiar o meu lay, as cores, o tema, tudo :3 Pois é, verde é das suas cores favoritas, não é? O filme é bastante bonito, angel beats ainda não vi, mas já vi Ano Hana e também não consegui chorar por ele, meio chato, embora o final tenha sido triste e bonitinho, mas não me conseguiu deixar lá muito abalada. Mas o filme é bastante bom, viu? Ainda bem que gostou da resenha, não admire que ainda não tenha visto, afinal tem tantos animes para ver desta temporada. Espero que as suas férias cheguem depressa para poder por tudo isto em dia, eu vou resenhar TODOS os animes que assisti no blog, o pior é que são demasiados e provavelmente as suas férias nem chegarão para ver todos, mas espero que as minhas reciews a ajudem a decidir se quer ver algum além dos que começou :) Haha, mas o Mamura fica bem perto >///<

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †