maio 10, 2014

Sobre constelações e outros assuntos "espaciais"


Tadaima ^^

Não era para postar esta semana, porque estou a aprontar mais umas coisinhas, mas acabei com uma vontade enorme de falar sobre constelações, antes que me esquecesse do principal. Porquê? Porque aprendi a maior parte destas coisas ontem, quando fui a uma visita de estudo com a minha escola, onde fizemos muita coisa, começando por visitar um planetário. O mais significativo para mim é que, além de a visita ter sido mesmo gira, eu não era para ter ido, tanto por motivos financeiros como porque a minha mãe achava que era para muito longe e muito tarde (das 6:45 da manhã às 9:00 da tarde). Mas a minha turma foi mesmo querida, quando descobriram, até se ofereceram para pagar a visita por mim, e provavelmente foi graças a eles que eu convenci a minha mãe. Fiquei tão emocionada com o que eles fizeram por mim que quase começava a chorar na aula >.< Nunca tive uma turma que se preocupasse tanto comigo, normalmente ocorre o contrário. Mas como não quero encher o post de lamechices, vamos lá à parte das constelações.




Parece tosco, mas vamos começar com uma definição: constelações são agrupamentos de estrelas próximas organizadas de forma a lembrar-nos algo como um padrão, ou objecto. Uma coisa que me ajudou imenso a visualizar as constelações foi como a guia nos mostrou precisamente que parte da constelação corresponderia, por exemplo, ao tronco de um urso, ou assim (já vão entender), pois enquanto que algumas figuras eram bem perceptíveis, outras não o eram de maneira nenhuma. 

Além disso, nós não falamos apenas de constelações. Falamos também dos planetas visíveis do ponto onde nós moramos: Em Portugal, conseguimos avistar Marte, o planeta vermelho, Júpiter, um planeta gigante, e Vénus, que aparece um pouco perto do amanhecer. 

Sobre o sol, eu sou estudante de Ciências, então não perderei tempo a descrever o bastante que já sei, mas aprendi uma coisa nova: já sabia que o solstício de Verão era o dia mais longo do ano, o solstício de Inverno era o dia mais curto, e nos equinócios o dia e a noite têm a mesma duração, mas não sabia de que forma é que o sol variava. O sol nasce a oriente e põe-se a ocidente. Mas, ao longo do ano, ele não nasce sempre no mesmo ponto, podendo variar entre o trópico de Câncer (a norte) e o trópico de Capricórnio (a sul). Quando o faz no equador, duas vezes por ano, então dá-se um equinócio

Falemos de constelações:
Começando pelas mais conhecidas: a ursa maior e ursa menor. A imagem abaixo é ilustrativa, mas sinceramente, é preciso muito imaginação para ver aquele conjunto de estrelas como ursos. O quê que me pareceria, e aos alunos, se já não fossem conhecidas? Colheres, caçarolas, frigideiras... o grande problema é que a constelação não é só essa parte - essa parte com forma de colher corresponde apenas ao corpo e cauda (?!) do urso. Há mais estrelas que fazem parte. Outra curiosidade é que, para sabermos a distância entre as duas, basta contar a distância entre a estrela mais brilhante da Ursa Maior (Dubhe) e a estrela em frente, 5 vezes na "direção do fumo da frigideira", para encontrarmos a estrela mais brilhante da Ursa menor (Estrela Polar). As constelações colheres estão invertidas.


Para quem é fã de Harry Potter, sabem que a estrela mais brilhante da constelação Cão chama-se Sirius? Agora já sei de onde é que a autora tirou a ideia. Eu só estou a dizer isto agora para encher o parágrafo, até porque não costuma nada. O propósito deste parágrafo é indicar-vos dois links, um deles, é sobre o planetário do porto, o outro é um site cheio de explicações bem desenvolvidas mas simples de entender: www www


E agora queria falar-vos das estrelas do zodíaco. Para se saber quando começa e acaba um signo, há uma linha imaginária, que faz 360 graus, e é dividida nos meses do ano. O espaço onde é interceptada por uma constelação é o período onde predomina o signo da mesma. Se ficou confuso, a imagem abaixo explica. Essa linha tem um nome qualquer esquisita, mas também se pode chamar zodíaco, e nela é importante o próprio movimento do sol e da lua (que passam precisamente junto a ela). A cada signo correspondem aproximadamente 30 graus.

Terminando com esse assunto dos signos, diz-se que, na realidade, pertencemos ao signo anterior daquele com que estamos registados. O grande problema é o signo Serpentário, que não existia quando começou essa orientação pelas constelações (como devem saber, estrelas nascem e morrem), mas agora existe e interfere precisamente nessa linha. Foi algo que referimos no planetário, mas eu já sabia, para quem não viu, fiz um post sobre isso aqui: www

Na imagem abaixo, consegue-se ver tanto o signo serpentário junto à linha, como a própria, traçada ao de leve na imagem de baixo.


Adorava explicar mais coisas, mas nem a mim explicaram muito mais, e basear-me apenas na wikipédia não dará tão bons resultados. Mesmo assim, espero ter transmitido qualquer coisa nova ;) 

Já agora, desculpem se me estou a ausentar demasiado, incluindo na hora de comentar os vossos posts, mas estou mesmo ocupada, e como o ano escolar está a acabar, tenho de me esforçar ainda mais. Gómen.

6 comentários:

  1. Hey Bu-Chan! Fiquei emocionada com o que sua turma fez, devem ser pessoas maravilhosas! Foi tão lindo...
    E esse post ficou perfeito, mas você já sabe disso u.u
    Aprendi muitas coisas novas sim e já sabia da curiosidade da estrela Sirius e que foi dali que JK Rowling tirou a ideia para nomear o personagem >.<
    Odeio esse signo novo. Sério, só tá aí pra fazer confusão u.u
    ah, me tire uma dúvida: 9 da tarde? aí em Portugal as pessoas seguem os mesmos horários comerciais que da Espanha? Tipo, você almoça às duas da tarde também? Hueheuheueh
    É que aqui no Brasil é diferente
    Beijo Any <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito mais maravilhosas do que me pareciam no começo do ano :3 Blá blá blá perfeito, blá blá blá adorei, você não sabe ser original e dizer que o meu post ficou horrível? ;) Eu sentindo-me ignorante novamente - como é que sabia de Sirius? Na verdade, não sei se odeio o signo serpente. Talvez um pouco, mas nada que me afete muito. Ah, aqui em Portugal tanto se pode dizer 9 da tarde como 21 horas. Tanto faz >.< Não sabia que essa era uma possibilidade apenas de Portugal :o

      Ja nee ^^

      Eliminar
  2. Yoo, Anilyan-Chan! Estou em caso de amor por seu blog (。♥‿♥。)
    Sua postagem sobre constelação é muito interessante. Sobre o nome do padrinho do Harry ser Sirius Black não sabia que a origem é da constelação, mas, lendo seu post faz muito sentido isso. Sua turma foi mesmo gira. Realmente não é fácil ter amigos ou colegas de classe que se importem com os outros. Tenho muita vontade de ir a um planetário. Quem sabe algum dia, ne?
    Kissus da ~IsabellaTwifan do || recantodafadaalice.blogspot

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é mesmo muito fofinho da sua parte, não sei como é que este labirinto a encantou, mas agora espero que nunca mais descubra a saída :3 A minha turma suspreendeu-me completamente, fiquei muito feliz com o que fizeram. E quanto ao planetário - há muitos aí no brasil? Não acho que haja assim tantos em portugal, mas a verdade é que já fui a dois. É giro, e neste que eu fui, as imagens das constelações eram iguaizinhas às daqui do post, a guia explicou que tem a ver com o programa que foi usado, mas claro que estar lá daria uma sensação diferente. Um dia :)

      Eliminar
  3. Queria que tivesse passeios assim na minha escola, nunca, nunca mesmo, saímos. Adorei as curiosidades, a verdade é que não sei nada sobre constelações, mas adoraria aprender, e aprendi muita coisa com o seu post.

    Bjos

    http://emmeumundodiferente.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi a primeira visita deste ano, mesmo assim, acho que saio pelo menos uma vez todos os anos. É muito giro, principalmente porque os alunos têm liberdade para fazer mais palhaçadas. Eu adorava aprender muita coisa, suponho que isto já foi um começo. Ja nee >.<

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †