outubro 24, 2013

Cante para eu dormir


Meu deus, acabei de ler o livro mais comovente do mundo.

Este post é programado - mesmo que não saibam, faço isso muitas vezes. Nunca deu problemas - e estou a escrever este post dia 7-10-13, às 21h44m. Terminei agora a página 500 e ainda tenho rastos de lágrimas na cara. Eu sei que muita gente se emocionou com "A culpa é das estrelas", e até eu entendo esse sentimento, mas garanto que não se compara ao "Cante para eu dormir", de Angela Morrinson. Se aquele livro fez as lágrimas aflorarem-me aos olhos (yes, I'm strong), este arrancou toda a água que tinha para deitar!...

Lá vou eu resenhá-lo, mas primeiro deixarei aqui dois links importantes. Um, o link em que baixei o livro» www. E aqui, o blog a que agradeço por me ter feito conhecer esta obra arrebatadora, o "Refúgio acessível"» www

Sobre o livro em si...


A sinopse é dividida em 4 partes, que podem parecer spoiler, mas eu não o considero, uma vez que o livro tem muito mais para mostrar. Porém, vou fazer o meu próprio resumo. 

A história, narrada na primeira pessoa (detalhe que eu adoro), ronda a vida de Beth. Uma rapariga que, desde pequena, sempre foi considerada feia. Tão feia, que sempre sofreu de bullying e é chamada de "A Fera". Ela esconde esse pequeno detalhe da sua mãe, para a poupar de sofrer pela filha. E falando na família, digamos que o pai dela sempre a achou uma criança horrível e já não vive mais com ela ou a mãe da Beth. Qualquer outro mistério da família só descobrirão lendo, porque a minha boca não se abre ;) Enfim, o importante é que desde o início, a narrativa nos marca. Mostra que a Beth é forte, e tão normal e humana como qualquer um. Com qualidades escondidas. Aceitando a sua condição. Sinceramente? Ela era mesmo horrorosa. Até os médicos lho diziam.


Mas Beth era uma rapariga gentil por dentro, e também encontrava motivos para viver. Mesmo sofrendo descriminação, ou afugentando as crianças, ela tinha várias coisas de valor:
  • 1 - A mãe dela
  • 2 - O seu único amigo Scott, um nerd cada vez mais bonito
  • 3 - O seu dom para cantar
Oh sim, o Scott é muito importante. Na verdade, quem dera a muita gente um amigo assim. Preocupado, que ultrapassou a feiura da infância, sempre lá quando era preciso, incentivando e alegrando o dia. Aceitando conviver com obstáculos criados pela própria melhor amiga, aceitando que ela não visse toda a verdade, e nunca desistindo. Na verdade, o que acontece entre Beth e o Scott até era previsível. Mas a história vai tão além disso que até assusta.

A alavanca da história é o dom de Beth para cantar. Ela andava num coro feminino, em Port Arbor, e nunca deu nas vistas para cantar, porque não queria assustar ninguém. Mas quando a solista do coro, a rica e perfeitinha Meadow, revela que não consegue cantar a música mais importante nem tem coragem para aquilo tudo, Beth voluntaria-se e acaba por ser selecionada para nova solista. Com ela, o coro até teria chances de entrar num campeonato. Mas há um problema... a Beth é feia. Nem sequer podia aparecer em frente às câmaras.


É aí que entram mais personagens. Sabem, eu acreditava que a Meadow era uma rapariga mesquinha e que queria popularidade, e que arranjaria maneira de ainda estragar mais a Beth, mas enganei-me completamente. Na verdade, só graças a ela e à sua mãe conseguem salvar a situação, submetendo a Beth a montes de cirurgias, camadas de maquilhagem e outros tratamentos, alguns deles bem dolorosos. O inacreditável é que conseguem mesmo deixar a Beth... bonita. Não apenas não-feia, mas tão bonita ou mais do que várias raparigas. Beth também é ajudada por raparigas como Sarah e outras, que se tornam amigas dela, e pela professora do coro, Terry. São ótimas pessoas.

As partes que mais me comovem, são quando Beth canta. Sem música de fundo, as frases da letra em si parecem desoladas, mas intercaladas com o momento presente - o que Beth faz, vê, e acha de tudo aquilo - e a identificar-se tanto, mas tanto, com Beth e com a vida dela, comoveram-me profundamente. A primeira vez em que ela canta realmente deixou-me abalada, e na altura eu mal entendia o quanto a letra era significativa. Adiante, o coro vai participar de um campeonato contra outros coros e, graças a Beth, acabam em 3º lugar. De centenas...

Mas esses nem são os momentos mágicos. O que me deliciou foi ver Beth aproveitando uma vida "normal", com as amigas, na viagem ao lugar do campeonato (esqueci-me do nome) e conhecendo os perfeitos rapazes do coro de Amabile. O coro vencedor. Um dos rapazes deslumbrantes do coro é Derek, e ele apoia Beth quando ela recebe uma péssima notícia. Acabam por namorar. Têm momentos lindos, como quando ele a convida para cantar com ela no palco... Depois separam-se, mas claro que arranjam forma de manter o namoro e verem-se de vez em quando.


A princípio, julguei que Derek só se queria aproveitar de Beth - ainda não sei como ele reagiria se conseguisse imaginar o quão feia ela foi - mas a verdade é que ele põe mais travões que a própria Beth, e o amor dele realmente parece sincero. Acredito que seja. Beth também. Derek tinha uma paixão por cantar, por adrenalina, e por Beth, e tinha um lado sentimental cativante. Incentivava Beth a ser feliz com outro rapaz. Porquê? Não digo. Mas os segredos dele serão revelados no fim, quando ele não pode mais esconder de Beth.

Oh não, não tem nada a ver com traição. Ele já teve namoradas, mas todas sabiam do segredo. Ele nunca contou à Beth para a poupar, embora ela descubra mais tarde. Ela faz praticamente uma pausa com a sua vida para lidar com ele, e são momentos tão lindos, ternos e tristes... No "A Culpa é das Estrelas", a chave estava aí. No livro de Jonh Green, sabíamos desde o início que nada iria terminar bem, e ver o tempo a escoar-se em menos de 100 páginas não significou muito para mim. No "Cante para eu dormir", todos os detalhes são perfeitos. O tempo, as palavras, o sofrimento, a força, o amor, a família, as circunstâncias, as canções... Nem dei pela passar das páginas. Li as últimas 200 páginas hoje mesmo. 

E o desfecho - que não revelarei, mas podem imaginar - tocou-me profundamente. Não sei se para vocês, as palavras e os detalhes fazem grande diferença, mas para mim, só este livro me derreteu desta maneira. Foi uma leitura tão agradável, que não poderia simplesmente fechar a boca e escondê-la do mundo. 

Avisando, o título do próprio livro é uma metáfora. Depois vão descobrir...

12 comentários:

  1. Vou ter que ter este livro hihi
    Ele parece bom, e nunca tinha ouvido falar, por isso que quero ler o/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, eu também nunca tinha ouvido falar, mas assim que ouvi... sei lá alguma coisa me disse que eu TINHA de ler o livro naquele momento. Então baixei e li. Foi mesmo rápido, tendo em conta o quanto andava ocupada, e não me arrependo nada. Acho que todo o tempo que despendi com esse livro foi recompensado pelas emoções que causou.

      Eliminar
  2. Nossa, a forma como você descreveu o livro, além de me dar uma grande vontade de ler, também me deu medo de acabar por me desabar em lágrimas, coisa que acontece com facilidade apenas de alguém me perguntar " tá tudo bem? " quando não estou. u-u'

    Estou aqui baixando o livro pra ler. *-*

    Se importa se eu colocar seu post como "Dica de Leitura" do meu blog? o-o
    Gostei demais do jeito como descreveu o livro! >-<

    http://www.lovenista.blogger.com.br/index.html#top

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muahaha, eu consigo ser convincente quando quero >.< Não na verdade eu estava inspirada para esse post porque tinha acabado de ler. Foi só por isso que o consegui descrever com tanta emoção :) Imagino, eu sou relativamente forte com algumas coisas, mas fica sensibilizada e agradecida com pequenos gestos bondosos da parte de outras pessoas, principalmente se forem sinceros e não artificiais. Faz bem em baixar, creio que não se vai arrepender, principalmente se gostar desse género ^^ Não me importo nadinha. Mas se colocar o meu post, diga que tirou a informação daqui. Fico feliz por ter gostado... Ah, já agora, leu o que eu lhe respondi no post dificuldades de ser blogueira? Vá ver ;) aqui» http://sou-uma-adolescente.blogspot.pt/2013/10/dificuldades-de-ser-blogueira.html

      Eliminar
    2. kkk
      Eu entendo sua inspiração, comecei a ler o Cante para eu dormir, e simplesmente não consigo mais parar, sempre que tenho tempo de sobra eu venho ler. >-<

      n-n/ Sim, claro, irei dar os devidos créditos!
      o-o Respondi lá agora, olha, eu sou tão distraída que ia acabar perdendo sua resposta, obrigada pelo aviso!

      Eliminar
    3. Que bom que está a gostar, tinha receio de ser só eu a achar isso >.< Então, esteja à vontade para reblogar :) Ah, não se preocupe, tenho a certeza de que não contava com uma resposta que merecesse atenção ou tinha mais coisas em que pensar ;)

      Eliminar
  3. Olá ^^
    Só uma pergunta, o livro está em português de Portugal ou do Brasil (o que está no sítio onde dás o link) ? c:
    Beijinhoos :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está em português do Brasil. Eu sou de Portugal, mas lê-se perfeitamente.

      Eliminar
  4. Nossa, Any. você já leu A Culpa é das Estrelas? Quando entrei no seu blog já ia recomendar-lhe. Ele é um livro ótimo que me emocionou de verdade. Existe livro melhor? Esse livro Cante para eu Dormir, parece bem interessante. Vou ler e ver se irei gostar. Como você acabou com a minha surpresa, vou lhe indicar outro livro: Starters. É um livro ótimo. ainda estou lendo. Minhas amigas dizem que vou ficar pasma com o final. Espero que você goste dele. Bjos, Any!
    P.S: Desculpe por ficar tão ausente. Tenho que estudar para as provas finais. Sem esse estudo, nem sei o quevaiser de mim. >.<

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau, agora estou surpreendida: como é que eu nunca ouvi falar desse livro? E eu adoro finais que me espantem >.< Já li sim, foi incrível, mas eu emocionei-me mais ainda com este. Não sei o que você vai achar, mas eu pelo menos senti isso. Gómen por acabar com a sua surpresa, ainda bem que você tinha outra carta na manga ;) Não se preocupe, eu também tenho muito que estudar e sei como é, nem sei como é que ainda tenho tempo para os blogs, deve ser mesmo por eu ser anti-social xD Ja nee ^^

      Eliminar
  5. Acabei de ler o livro *-*
    Achei-o super perfeito, nos últimos capítulos mal conseguia ler, só via tudo desfocado de ter estado a chorar >.<
    Obrigada por sugerires este livro ^^
    Beijos :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada, fico extremamente feliz por compartilhar o que conheço e de saber que mais pessoas dão valor às mesmas coisas que eu :)

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †