setembro 18, 2013

Debate sobre a arte criação


Olá, leitores que raramente exercem essa profissão no blog!

Hoje trago mais uma daquelas reflexões de que muita gente costuma gostar, mas que provavelmente será excepção à regra. Porquê? Porque abrange alguns assuntos que vão tanto contra a Igreja, como contra a ciência ou história. Isso porque eu nunca acredito em nada a 100%, nem mesmo nisto que vou escrever, nem mesmo a minha mãe - grande parte deste post foi inspirado num discurso que a minha mãe fez do nada, e só eu sei o quanto lamento não ter gravado tudo o que ela disse!...

Enfim, se você acredita totalmente no que a sua Religião diz, ou não tem religião e justifica as coisas pela Ciência, indico que não leia este post caso haja uma hipótese de se revoltar - aceitarei e agradeço opiniões diversas e construtivas, mas qualquer insulto sem fundamento será eliminado sem piedade. *Arigatou pela compreensão*. É que, eu nem digo que em algumas coisas a Igreja ou a ciência não estejam certas, como já disse não acredito em nada a 100%, mas discordo de muitas e este post aborda assuntos como a diferença entre a beleza e a feiura e também sobre a Criação.

Espero que goste, ainda assim :)


Antes de tudo, há que distinguir a arte da desarte. Eu sei que essa palavra não existe, mas eu e a minha mãe usamo-la muitas vezes para designar... o que as pessoas chamam de arte sem o ser. Tipo, para mim a arte é uma coisa automaticamente bela e caprichada. Se prefere exemplos, use música ou animes. A desarte são coisas que muitas pessoas chamam de arte, mas não é, porque é feio: desenhos ocidentais (na maioria, claro) ou barulho (música barulhenta também conta).


Algumas pessoas argumentarão dizendo "a beleza é relativa". Não, não é, e sou inflexível nesse ponto. Compare, deixe ver... Um troll com uma fada. A fada é bonita, o troll é feio. Isso é inquestionável. Algumas pessoas, no entanto, preferem o troll, e dizem até que para elas é mais bonito. Não, não é, a pessoa é que gosta mais ou identifica-se com coisas feias, mas sabe que o são! Algumas pessoas dizem que arte é exprimir o que temos dentro de nós. Então, quando vai à casa de banho cagar, a merda é arte? Porque o seu corpo está a exprimir que tem porcaria dentro de si. Se você tiver a mente poluída, cansada, triste, zangada e quiser desabafar com com rabiscos ou música pesada, isso não é arte, é deitar para fora a porcaria que lhe está na mente. Podem até resultar coisas espantosas disso, mas só é arte se for belo e dominado pelo seu lado positivo.

Hades And Kore

Para quê tudo isso? Para poder abordar o tal assunto da criação.

Antes de tudo, não pretendo usar muito a palavra Deus e sim Criador, ok? Na verdade, eu creio que Deus nem deveria ser um Deus, e sim uma Deusa, já que quem dá à luz os bebés são as mães - são elas que criam, e não os homens. Provavelmente nem é uma criatura humana, o Criador é mais como uma energia, e deve estar equilibrada entre os dois géneros, mas nós dizemos "uma" energia e não "um" energia, então acho que tende sempre mais para o feminino...

smile when you can.

Outra coisa é que não gosto de Padres. Para quê? E são intermediários de Deus como, têm o número de telefone dele?! Os Padres são a coisa mais ridícula da Igreja, ir falar e confessar-se a eles é o mesmo que dizer "Ah, desculpe, importa-se de ligar a Deus a avisar que estou arrependido da merda que fiz?" ou algo do tipo. Se você quer falar com Deus, de certeza que não o encontra numa igreja. A igreja é um lugar criado pelo homem! A natureza - praias, bosques, neve... - isso sim foi criado por Deus e de certeza que está muito mais próximo dele lá.

Animum uicisti gladius

Arte também é escrita - alguns livros, pelo menos, são arte. E tudo o que o Criador fez é arte também, porque é perfeito, pelo menos quando ele o criou. A Natureza, os animais e as pessoas... Se nós não somos perfeitos agora, então é porque nos estragamos a nós próprios, e não foi Deus que errou. E ele fez isso, porque... deve ser interessante ver a nossa história, não? O quê, ele criou-nos sem objectivo? Não, o Universo não é nenhuma árvore de Natal que o Criador decidiu enfeitar com bolinhas (planetas), ele teve alguma intenção e nós somos experiências dele. Ou devemos ser...


Criar-nos, e ao mundo, é como escrever um livro, mas só planeando o enredo básico e deixando o resto ao critério das personagens - que somos nós. Nós é que formamos a história, com guerras, amor, traição, momentos de felicidade e outras emoções, ajudando ou não os outros... Deus só decidiu como deve terminar - tipo, se a mãe não fizer uma coisa, o filho dará continuidade; se uma pessoa se suicidar, é reencarnada numa nova "roupagem"; e se alguém amar à "primeira vista" outra pessoa, tenha a idade que tiver, seja ela como for, pode ser porque já a amou em vidas passadas e a história entre o casal não ficou concluída. Tudo não passa de um livro que não sabemos como terminará, e culpar-nos não nos levará a lado nenhum. Nem é uma questão de destino, já que nós dominamos a nossa vida. É uma questão de... viver. Com tudo o que "vida" implica, incluindo questionar as coisas e pensar pela própria cabeça.

Desert Apple

Então, se o Criador fosse humano, ele seria escritor. E quanto mais mensagens passar um livro, mais um escritor aproxima a sua profissão da tarefa do Criador. Pessoas que criam algo, que criam arte e não desarte, aproximam-se mais de Deus que as outras, mas não são superiores por isso. Ninguém é superior, nem os padres. Somos todos personagens da mesma história, vivendo os nossos capítulos, interligados com os das outras pessoas.

j a p a n | via Tumblr

Ah, lembram-se quando disso que, se o ser humano tem erros, é porque ele próprio os causou? Pobreza, guerras, entre outros... No entanto, não é só quem causa essas coisas que comete erros. Muitas pessoas decidem ir viver num mato ou campo para se afastarem da pobreza e do sofrimento alheio, mas isso é um ato de cobardia! Fortes, são as pessoas que ficam, que ajudam os outros ou os animais, e que melhoram o mundo. Conheço várias assim, e a minha mãe está entre elas... Essas pessoas, e quem ajuda de outros modos, é que merecem o céu caso realmente existe, e não quem não faz nada e se isola para não cometer pecados.

Tumblr

Não sei o céu e o inferno existem, mas creio que deva haver algum tipo de julgamento de forma a compensar quem fez o bem, e a ensinar quem fez o mal, de modo a que não o repita. Acho que sempre que alguém morre, irá reencarnar numa pessoas mais "avançada", mais cedo ou mais tarde, e quantas mais vezes reencarnar, mais melhora. Quando for uma pessoa exemplar, não reencarna mais e fica no "céu".

oDarkness | via Tumblr

Ou algo assim... Repito que não tenho certezas de nada, esta é só uma teoria que não pretendo impor a ninguém e que me parece acertada. Chamem-me de bruxa se quiserem, eu não vos chamarei de nada por isso já que cada pessoa acredita no que quiser. A verdade é que a fé pode fazer muitas coisas, mas não sem ação. Uma das coisas que pessoas boas fazem é agir - e eu já deixei aqui a minha mensagem...

Ja nee!

(9) Tumblr

19 comentários:

  1. deixa-me só começar por dizer que AMEI este post. Um dos meus favoritos de sempre.
    Antes de realmente ir ao que importa: super concordo com a frase de saudação.
    É verdade que a beleza não é relativo mas é verdade que algumas pessoas preferem aquelas que não estão dentro do padrão que a sociedade carateriza-se como 'bonito'. Então sim, a beleza é relativa, dependendo da pessoa.
    Parti-me a rir com "Então, quando vai à casa de banho cagar, a merda é arte?"
    Aplaudo-te de pé por: "E são intermediários de Deus como, têm o número de telefone dele?! Os Padres são a coisa mais ridícula da Igreja, ir falar e confessar-se a eles é o mesmo que dizer "Ah, desculpe, importa-se de ligar a Deus a avisar que estou arrependido da merda que fiz?""
    Mas uma coisa que não concordo é que o Criador fez a Natureza mas ok, cada um pensa de uma maneira diferente.
    Falando agora sobre arte: ela também é relativa. Uns podem achar uns rabiscos lindos e outros uma caca.
    Não, Deus não decidiu como terminar. A isso chama-se consequências (das nossas ações).
    Aprendemos com os nossos erros, não através da "escrita" d'Ele.
    Também não estou de acordo com o assunto da reencarnação mas gostei do teu ponto e até que daria uma boa parte de uma história.
    Já disse uma vez e volto a dizer, AMEI o post!

    querosabertudo-k.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico extremamente contente por ter gostado e concordado com algumas coisas - e por achar piada a outras xD

      Bom, essa da natureza, realmente ada um pensa à sua maneira. Pelo homem não foi criada né, mas suponho que tenha as suas teorias :) Quanto à reencarnação, eu já algumas coisinhas sobre isso, mas sem importância. Só vou esclarecer melhor o que queria dizer quando digo que deus decidiu como terminar: não me refiro às consequências. Eu quero dizer é que, se uma pessoa não fizer algo que está para ser feito, alguém há de fazer, nem que seja a longo prazo. Mas claro que ele não puxa os cordelinhos a ninguém e toda a gente controla o seu destino, havendo consequências, também. Quanto à arte, eu realmente sou teimosa ao dizer que rabiscos não são arte - uma pessoa pode gostar, mas arte, não é. Arte é bela, caprichada... rabiscos é uma forma de alguém se exprimir, e que tem todo o direito de gostar, mas não chamaria isso de arte. Bom, depende dos rabiscos, claro. Como desenhos abstratos: podem ser composições lindíssimas, traços belos, investir na pintura... isso é arte, claro. Mas um quadrado a meio da folha, quanto muito é geometria. Sou chata mesmo xD

      Mas realmente sinto-me bem por ter gostado e ter tantos opiniões diferentes como iguais. Não imagina o quanto adorei ler o seu comentário :3

      Eliminar
    2. Eu compreendo o teu lado e isso da arte pois eu penso também dessa maneira ;)
      Eu realmente (ainda) não acredito nisso de "se uma pessoa não fizer algo que está para ser feito, alguém há de fazer, nem que seja a longo prazo" mas só porque eu realmente não acredito deus seja a "força" superior.

      Eliminar
    3. PS: fico contente que tenhas gostado do meu comentário

      Eliminar
  2. Bom, adorei a postagem, ficou bem legal ^_^
    Gomen, estou em hiatus por uma semana, mas poderei passer aqui ate domingo :p
    Sobre o que voce disse antes... eu não acredito nada dessas coisas de Deuses e nem elfos, monstros e tudo mais... eu vou pela lógica de ciências e pra mim nada é perfeito nesse mundo, e se caso Deus existir ele não vai ser perfeito também! Vai ser mais uma merda como nós aqui no mundo! Pra mim igreja é tudo blefe! Mas se a pessoa quer jogar alguma porcaria do seu corpo para for a vai pra um ar livre... vai procurer um ombro de alguém...

    Pra mim eu não concordei com o que você disse, pra mim ela não tem lógica. Nós somos como uma novella... se é que me entende... personagens que não se conhecem e a história se desenvolvendo... depois vamos e conhecem e etc... com continuações ou até o fim.... somos identicos a uma novela!

    Para o mundo, eu acho ele muito belo... mas também cruel! Acho que entendes o que eu quero dizer ^^' Nada de religiões QUE PRA MIM É UMA RELIGIÃO eu não acredito, muitos eu queria que existisse, mas é só até aí meu nível de gostar....! Se é que me entende :)
    Bom, minha resposta foi essa c:
    kiss~
    Charllote Maou||@Castle Madness

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tento equilibrar as coisas, mas não acredito na religião. Também não acredito em monstros nem elfos, aquilo foi uma referência xD mas acredito que tenha havido um Criador. Com os seus erros, como você disse, mas além de humano. Nem precisa de ser nada, mas acho que algo criou o mundo. Pode ser científico, mas o surgimento desse "algo" começou como? Mas concordo, e tentei dizê-lo neste post, que a igreja é mesmo um blefe. Não usei esse termo, mas adequa-se perfeitamente. E novela para mim não é muito diferente de um livro, então suponho que possa concordar com isso também >.< E realmente, o mundo é cruel mais vezes do que gostaria.

      Não se preocupe com o hiatus,eu entendo. Boa sorte (ganbarou)!

      Eliminar
    2. Eu vou-me meter no meio mas pronto.
      A humanidade só existiu depois do planeta ser formado para o qual há muitas teorias como a Teoria do Big Bang. Agora como cá viemos não faço a mínima ideia. Acredito que seja uma pergunta a que ninguém saberá responder. Mas de houve um Criador então deveria, pela tua lógica, haver alguém superior que lhe tinha dado a dádiva da vida (digamos assim).

      Eliminar
    3. Sim, realmente... essas questões andam em círculo xD

      Eliminar
  3. Olá, Any, gostei muito da postagem!
    Antes de tudo, eu vou deixar claro uma coisa: eu sou católica, participo do rito ucraniano, inclusive sou catequista (você sabe o que é catequista? Se não souber, pergunte que eu explico). Mas não chego nem perto da fervorosidade da minha mãe. Mãããããããs, preciso dizer, que não sou ignorante! Não acredito na verdade absoluta do tipo "Ah, os preceitos e dogmas da minha religião ou ciência estão certos! Os seus são uma palhaçada, somente eu que tenho razão". Acho uma baita ignorância por parte das pessoas que afirmam isso...
    Eu, por exemplo, mesmo dentro da tradicionalidade da minha religião, tenho que discordar de alguns pontos, é óbvio, que passam uma mensagem machista e um ponto de vista muito, digamos... Inquestionável. Gosto de ser mente aberta, estudar todas as faces do dado antes de tomar uma opinião. Amo livros com essa temática, tanto que sempre que posso estou lendo algo sobre. Respeito todas as religiões e a ciência, mas não tento impor minhas verdades, nem me submeto à verdade alheia. Mesmo minha religião sendo contra, eu respeito a homossexualidade, já li livros espíritas e evangélicos (assim como católicos) e não posso discordar de alguns pontos de vista de grandes líderes religiosos como Lutero, Santo Agostinho e o Papa Francisco, que na minha opinião está fazendo um trabalho fantástico, aceitando outras seitas, sempre com muito respeito.
    O que eu aprendi lendo o livro espírita (Quando Chega a Hora, de Ligia Gasparetto, ditado por Lucius. Li-o recentemente), minha religião não conseguiu me ensinar em 15 anos. Lendo um livro com uma mistura evangélica/católica (A Cabana, influenciou muito no meu jeito de pensar e analisar o mundo), aprendi a valorizar o agora a natureza muito mais com essas duas leituras. Li outro, esse totalmente católico, chamado Entre as Portas do Céu e do Inferno, testemunho de Glória Polo, que firmou a minha fé e com certeza abriu meus olhos muito mais para as necessidades da humanidade, para os pensamentos egoístas e para as noções ações egocêntricas do ser humano.
    Outro quesito muito discutível ali, é a fé. Ninguém vive sem fé. No mais resumidamente possível, seria mais ou menos assim: Mesmo os ateus têm fé, por acreditam que Deus, ou alguma força maior não existe. Fé é o simples fato de acreditar em algo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto a Criação, pra mim as teorias e, si, separadamente, possui falhas graves que não se sustentariam sozinhas. Na minha opinião, as duas se completam, juntas elas podem funcionar e as falhas serão preenchidas.
      Gostei do jeito como você falou que Deus ou o Criador pode ser uma energia. Achei bem colocado.
      Quanto a questão dos Padres, em uma coisa você está certa: eles não são superiores a ninguém, somente mais instruídos na Teologia Católica. Mas eu ainda continuo a acreditar que eles são escolhidos por Deus, para representá-lo na Terra enquanto portarem a Stola. Embora eu sinta uma vergonha tremenda dos escândalos e casos de pedofilia e corrupção presentes em toda a Igreja. Neste ponto, acho que essas pessoas não deveriam ser consideradas padres.
      Na questão da arte, acho que, sim, ela é relativa e que existe beleza em tudo. Tudo mesmo, até nos Trolls. Só acho que ela é mal compreendida ou desvalorizada, até porque a beleza não é puramente externa, mas sim interna, o que você é, seu caráter e sua importância, seu papel no mundo.
      Concordo com você no quesito "pessoas covardes"! Tem toda a razão quando diz que o mundo só está do jeito que está hoje, porque nós procuramos fazer isso. As pessoas estão aqui para fazerem a diferença (pelo menos foi o que deu a entender. Estou certa?) u.u
      E, não, não acredito em Destino. Mas tenho certeza de que nada acontece por acaso. Tudo tem um motivo e não adianta chorar ou reclamar.
      Bom depois desse comentário gigante, e de minha opinião já esclarecida, espero não ter te magoado ou insultado, Any. Amo o seu blog e gosto de pessoas com opinião própria e definida assim com você. Por favor, se se sentiu ofendida, não hesite em falar que eu me desculparei. Isso é apenas o que eu penso, não obrigo ninguém a fazê-lo da mesma forma. Tenho a minha religião, mas sempre respeitarei as escolhas dos outros.
      Acho que é isso!
      Arigatou pelo espaço (/≧▽≦/)
      P.S: Tive que dividir em 2 partes, tamanho foi o comentário O.o

      Eliminar
    2. Eu achei a sua opinião incrível. Acho que deixei claro que não tenho nada contra quem tem religião, e fico feliz por ter comentado. Porque você é precisamente como as pessoas devem ser: com crenças, mas mente aberta. O único problema da religião é que diz precisamente que as coisas são tal e qual como ditam, não querendo que as pessoas questionem isso. E isso deve ser questionado, ponderado e tal. Não o fazer é realmente ignorância. E estudar as várias faces antes de formar uma opinião é muito sábio, eu também tento fazer isso. Os exemplos que você deu são ótimos, então nem vou acrescentar mais.

      Livros são coisas fenomenáis, não são? E ensinam mais do que muitas escolas ou religiões... Não conhecia o primeiro que citou, mas o segundo está na minha wishlist ;) E exato, toda a gente precisa de fé, esperança, crenças... o único problema é quando alguém só tem fé, como já disse - e você pelos vistos é uma ótima excepção ^^ Ainda bem que gostou da parte de deus poder ser uma energia. E essa questão dos escândalos dos padres... não acredito que sejam escolhidos por deus, mas cada um acha o que quiser. Mas pelo menos os que falou não deveriam mesmo ser padres. Os restantes... bem, porque não?

      Sobre a arte, já disse o que achava né? Um troll pode ser arte e ter aspetos belos - depende - mas uma fada é inquestionavelmente mais bonita, não? Já falei sobre uma pessoa se identificar ou não ser diferente de algo ser bonito ou feio. Arte é bela, caprichada... rabiscos é uma forma de alguém se exprimir, e que tem todo o direito de gostar, mas não chamaria isso de arte. Bom, depende dos rabiscos, claro. Como desenhos abstratos: podem ser composições lindíssimas, traços belos, investir na pintura... isso é arte, claro. Mas um quadrado a meio da folha, quanto muito é geometria. Sou chata mesmo xD

      Está certíssima, sim. Principalmente se alguém tiver o poder para fazer a diferença, e não faz. É ainda mais cobardia que com pessoas normais. Já a frase que disse a seguir... é tão linda :3 Em parte acho isso, em parte não. Mas acho que, se algo deve acontecer, acontecerá, nem que seja a longo prazo e por pessoas nada a ver com quem inicialmente poderia fazer aquilo.

      Não insultou de forma nenhuma! Na verdade, eu adorei ler o seu comentário e compartilhar este espacinho com ele. Tomara ler muitas perfeições assim. Você fez algo que respeito imenso: dar a sua opinião, sem receio de ser sincera, sem a impor a ninguém e com excelentes argumentos. O mundo seria melhor se houvessem mais pessoas como você. E não importa a divisão dos comentários xD

      Eliminar
    3. Que bom que gostou e não achou muito atrevido ^^
      haha'
      Bom, como eu disse, você é uma pessoa de opinião forte, e é como eu: tem suas crenças e tal, mas respeita a opinião e as escolhas do próximo. Isso é o que eu mais admiro numa pessoa!
      E quanto a arte, isso é uma questão bem pessoal ao meu ver (¯▽¯;) Cada um pensa de um jeito! E claro que fada são inquestionavelmente mais bonitas! Estou até começando a escrever um rascunho de uma história sobre elas! Realmente me fascinam tanto quanto aos Dragões^^
      Mais uma vez, muito obrigada pelo carinho, compreensão e pelo espaço cedido *-*
      Ja nee! (é assim que se despede? Calma que eu vou melhorar no meu vocabulário japonês!!!)

      Eliminar
    4. Doitashimashite (essa palavra gigante significa de nada -vale pelo texto todo). Não se preocupe já está ótimo >.< Eu adoro fadas também, mas neste momento estou mais viciada em elfos ;)

      Eliminar
    5. -eu a meter-me no meio outra vez-
      Eu não acho que fé seja só para os cristãos pois como disseste, isso é o facto de acreditar nalguma coisa. Talvez seja uma palavra mais levada para o lado cristão mas dá muito bem para substituir por outra palavra (um sinónimo portanto).
      Como é que pode ser Deus a escolher os padres? Concordo totalmente mas pronto, não se pode concordar em tudo.

      Eliminar
    6. É que assim, Cátia, não sei de que religião você é, ou se é ateu, mas na católica, acreditamos que Deus oferece duas opções aos seu escolhidos: aceitar o caminho religioso e seguir a vocação ao qual está destinado, ou "ignorar" essa proposta.
      Deu pra entender?
      Ah, vale lembrar que isso não serve somente para os padres, mas também para freiras, catequistas consagradas (que fizeram o juramento eterno mas não usam o habito das irmãs), catequistas leigas (que é o meu caso, onde qualquer pessoa pode servir a comunidade, podendo se casar e ter uma vida particular. Acho que podemos dizer assim).
      Este é um ponto de minha religião que eu valorizo muito, pois acredito que as pessoas nasceram com alguma vocação, seja religiosa ou não, importante salientar. Há pessoas que nascem com a vocação para a medicina, teatro, escrever, lecionar, etc...
      Mas essa é só a minha opinião nesse ponto...

      Eliminar
    7. P.S: IsaM e Thaisa Maria são a mesma pessoa (EU >< Ah, vá!!!)
      Acho que é melhor eu falar antes que dê confusão...

      Eliminar
    8. Eu já sabia que você é a IsaM xD Enfim, fez bem em explicar à cátia. Eu também acho estranho que deus escolha os padres, embora veja isso como uma formalidade e uma profissão, e não os considero acima de ninguém. E claro que toda a gente tem as suas crenças. Além disso, há padres e padres - que provavelmente é o problema da questão. Quem tem vocação para padre, e quem vai para usufruir de algumas coisas e manchar a reputação do cargo.

      Eliminar
    9. Exatamente, essa é a diferença entre ter a vocação e não XD

      Eliminar
    10. Que bom que chegamos a acordo >.<

      Eliminar

♡ Saiba mais sobre o mim ou sobre o blog através do menu

♡ Quanto a comentários:
» Os pedidos são aceites nos comentários ou na ask (vejam o menu)
» Críticas construtivas são bem vindas. Barracos, não.
» “Seguindo, segue de volta?”, só serão aceites em blogs principiantes – e eu irei confirmar ao blog. Caso contrário será ignorado.
» Deixe o link do seu blog no fim do comentário e eu faço questão de pelo menos visitar e comentar.
» Pode usar estas carinhas:
=((•̪●))= ๑(•ิ.•ั)๑ ٩(●̮̮̃•̃)۶ ε(●̮̮̃•̃)з ٩(×̯×)۶̿ ┌∩┐(◣_◢)┌∩┐ ⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ●︿● ●ω● ●﹏● ≧▂≦ ≧︿≦ ≧ω≦ ≧﹏≦ ≧▽≦ >︿< >ω< >﹏< >▽< ≡(▔﹏▔)≡ (¯▽¯;) <(“”"O”"”)> (-__-)b (;°○° ) \( ̄︶ ̄)> <( ̄︶ ̄)/ (/≧▽≦/) \(≧3≦)/ \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o o(≧o≦)o ㄟ(≧◇≦)ㄏ ╮(╯▽╰)╭ ╮( ̄▽ ̄)╭ (~o ̄▽ ̄)~o ~ 。。。(~ ̄▽ ̄)~[] (╯-╰)/ (*^3^) 'U_U ♪ ♥ ஐ ▲☼゚ ♣ (๏̯͡๏) †